Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Tags

Mais tags



Comentários recentes

  • Triptofano!

    Realmente no Porão qualquer excitação ficaria auto...

  • Veegam

    Como obter Stellar Lumens gratis!https://steemit.c...

  • Firmino

    deus vê a quem a gente faz bem e depois no fim lev...

  • Planeta Cultural

    O ser humano consegue bem de longe ser pior que os...

  • Maribel Maia

    É com muita pena que leio notícias dessas!





Wall Street afunda penalizada pela desconfiança face à Apple

Quinta-feira, 25.09.14

Wall Street fechou a sessão desta quinta-feira a registar uma forte queda com os índices Dow Jones e Nasdaq a perderem mais de 1,5%. O Dow Jones perdeu 1,53% para 16.946,05 dólares enquanto o tecnológico Nasdaq afundou 1,94% para 4.466,746 pontos.

 

Já o Standard & Poor’s 500 deslizou 1,6% para 1.966,20 pontos, naquela que foi a sessão mais penalizadora desde o mês de Julho.

 

Apple, que fechou a recuar 3,81% para 97,87 dólares, foi a cotada que mais penalizou Wall Street no dia em que as acções norte-americanas registaram a maior desvalorização em oito semanas.

 

A gigante tecnológica liderada por Tim Cook chegou a tocar nos 97,72 dólares, aquele que é o valor mais baixo registado desde o passado dia 9 de Setembro, quando negociou nos 96,14 dólares.

 

A contribuir para a má performance bolsista da Apple estão as notícias mais recentes relacionadas com produtos da empresa. Depois do lançamento bem sucedido dos novos iPhone 6, que permitiu atingir recordes de pré-encomendas e de vendas, que após os primeiros três dias já tinham superado os 10 milhões de aparelhos, começaram a surgir informações que colocam em causa a qualidade dos mesmos.

 

Às informações que revelavam que os novos iPhone 6 dobram com muita facilidade, somam-se os problemas relacionados com o software iOS 8. Este sistema operativo impede os utilizadores de usufruir de várias aplicações, facto que levou a Apple, já esta quinta-feira, a pedir desculpa pelos constrangimentos causados pelas deficiências do novo sistema operativo.

 

Também a contribuir para um dia negativo nas bolsas norte-americanas esteve o reforço das acções militares da coligação internacional liderada pelos Estados Unidos e que passa por ataques aéreos contra as posições do Estado Islâmico no Iraque e na Síria. É já o terceiro dia consecutivo de ataques, que passaram entretanto a contar com a participação da França e do Reino Unido. 

 

A melhoria dos dados económicos nos Estados Unidos fez retomar o debate em torno do momento que será escolhido pela Reserva Federal para aumentar as taxas de juro que permanecem em níveis próximos de zero.

 

Porque apesar de a líder da Fed, Janet Yellen, ter assegurado recentemente que as taxas de juro irão permanecer inalteradas por um período "considerável de tempo", os investidores continuam a especular sobre se as melhorias generalizadas registadas pela maior economia mundial poderão levar a Fed a rever a sua posição e a antecipar uma subida dos custos de financiamento.

 

Esta quinta-feira, foram conhecidos novos dados que indiciam a tendência de recuperação da economia dos Estados Unidos. De acordo com dados do Departamento do Trabalho, o número de pedidos de subsídios de desemprego aumentou, na semana que terminou a 20 de Setembro, em 12 mil para 293 mil pedidos.

 

Outro dado divulgado esta quinta-feira pelo Departamento do Comércio dos Estados Unidos parece reforçar a ideia de recuperação da maior economia mundial. As encomendas de bens de capital avançaram 0,6% em Agosto, depois da contracção de 0,2% que havia sido registada em Julho. Esta sexta-feira, dia 26 de Setembro, será divulgada a leitura mais recente sobre a evolução do produto interno bruto (PIB) dos Estados Unidos. 

 

 

In' Jornal de Negócios

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado por Planeta Cultural às 22:50


Pesquisar

 



Contacto

planetacultural@sapo.pt

Comunicado aos nossos leitores

1- Planeta Cultural é um Blog que tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular nas páginas da Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de Comunicação Social, que nem sempre será viável citar ou referenciar. Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo, o favor de me contactar via e-mail (constante no meu perfil público), na sequência de que procederei à sua imediata remoção.

2 - Os comentários expressos neste "Blog", vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste sítio, "Blog", pelo que, publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo. Reserva-me também o direito de eliminar qualquer comentário que possa considerar difamatório, ofensivo, calunioso ou prejudicial a terceiros, bem como textos de carácter promocional que também poderão ser excluídos.

Atenciosamente;

---------------------------------R. C.
-------------Administrador do Planeta Cultural