Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Planeta Cultural

Acima de tudo, cultura geral

Planeta Cultural

Acima de tudo, cultura geral

Luta do Século arrecada mais de R$

Planeta Cultural, 12.05.15

Duelo entre Floyd Mayweather e Manny Pacquiao superou em mais de três vezes antiga melhor marca de arrecadação com bilhetes de um combate de boxe

 

O duelo entre Floyd Mayweather e Manny Pacquiao continua batendo recordes e provando por que foi chamado de “Luta do Século”. Nesta terça-feira, a Comissão Atlética do Estado de Nevada divulgou os valores milionários da arrecadação com ingressos do combate realizado na MGM Grand Garden Arena, em Las Vegas, no dia 2 de maio, com vitória para o americano sobre o filipino por decisão unânime dos juízes. Os promotores recolheram US$ 72.198.500 (quase R$ 220 milhões) com a venda de 16.219 bilhetes, estabelecendo o novo recorde para uma luta de boxe.


A milionária arrecadação em ingressos já era esperada, apesar de a MGM Grand Garden Arena ser considerada pequena. O recorde anterior também foi estabelecido no palco de Las Vegas, em 2013. Na ocasião, Mayweather bateu o mexicano Canelo Alvarez em frente a um público de 16.146 pessoas, com arrecadação de US$ 20.003.150 (pouco mais de R$ 60 milhões), menos de um terço do valor da “Luta do Século”.

boxe.jpg

O valor médio do ingresso para o confronto entre Money e Pac-Man foi de cerca de US$ 4.450, mas o preço médio real pode ter sido muito maior por causa das revendas. Segundo a Comissão Atlética do Estado de Nevada, surpreendentemente houve nove bilhetes que não foram vendidos: seis no valor de US$ 7.500, dois no valor de US$ 5.000 e um no valor de U$ 3.500.

 

 

Dívidas obrigam Holyfield a vender cinturões e carros

Planeta Cultural, 13.10.12



Ganhou perto de 400 milhões de euros, mas o supercampeão de boxe derreteu uma fortuna colossal e está a passar por momentos complicados.


Com 11 filhos para alimentar e dívidas superiores a 12 milhões de euros, o norte-americano Evander Holyfield, três vezes campeão mundial de boxe de pesados (IBF, WBA e WBC ), depois de o ter sido também de meios-pesados, vai organizar, de acordo com o jornal britânico "Daily Mail", um leilão para vender alguns dos símbolos mais importantes de uma longa carreira, bem como alguns bens valiosos do que lhe resta de uma fortuna que chegou a ser estimada em cerca de 500 milhões de dólares (perto de 390 milhões de euros).

Segundo o diário britânico, Holyfield está desesperado e vai pôr à venda 20 pares de luvas, botas e trajes usados em alguns combates importantes, relógios de ouro e diamantes, cinturões da WBC (Conselho Mundial de Boxe), da WBA (Associação Mundial de Boxe) e da IBF (Federação Internacional de Boxe) e também alguns carros de luxo, incluindo um Chevrolet Corvette vermelho de 1962.

Já em julho o ex-pugilista tinha vendido uma mansão com 109 quartos, localizada nos arredores de Atlanta por 6,25 milhões de euros, pois estava em risco de perdê-la por dívidas a bancos e ao fisco. Evander Holyfield, que faz 50 anos na próxima sexta-feira, abandonou o boxe em 2004 e tentou regressar em 2006, tendo mesmo disputado o título da WBA com o russo Nikolai Valuev. Perdeu aos pontos.

 

 

Se assim o desejar, visite a fonte da informação clicando aqui

Comunicado aos nossos leitores

1- Planeta Cultural é um Blog que tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular nas páginas da Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de Comunicação Social, que nem sempre será viável citar ou referenciar. Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo, o favor de me contactar via e-mail (constante no meu perfil público), na sequência de que procederei à sua imediata remoção.

2 - Os comentários expressos neste "Blog", vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste sítio, "Blog", pelo que, publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo. Reserva-me também o direito de eliminar qualquer comentário que possa considerar difamatório, ofensivo, calunioso ou prejudicial a terceiros, bem como textos de carácter promocional que também poderão ser excluídos.

Atenciosamente;

---------------------------------R. C.
-------------Administrador do Planeta Cultural