Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]






Comentários recentes

  • Triptofano!

    Realmente no Porão qualquer excitação ficaria auto...

  • Veegam

    Como obter Stellar Lumens gratis!https://steemit.c...

  • Firmino

    deus vê a quem a gente faz bem e depois no fim lev...

  • Planeta Cultural

    O ser humano consegue bem de longe ser pior que os...

  • Maribel Maia

    É com muita pena que leio notícias dessas!





Rodrigo Rato y Figaredo detido por presumível branqueamento de capitais e fraude

Quinta-feira, 16.04.15
O ex-director geral do FMI e antigo vice-presidente do governo de Espanha nos dois mandatos de José María Aznar, de 1996 a 2004, foi detido esta tarde, avança a imprensa espanhola.
 
 

Rodrigo de Rato y Figaredo (na foto), que foi vice-presidente do governo de Espanha, acaba de ser detido em sua casa. Horas depois de uma inspecção ao seu domicílio, após denúncia da Procuradoria-Geral de Madrid por presumíveis delitos de branqueamento de capitais, fraude e apropriação indevida de bens, Rodrigo Rato saiu escoltado num carro da polícia, referem o El País e o Expansión.

 

 

A detenção do economista e político espanhol, que foi também presidente do Bankia, ocorreu três horas depois de se iniciar uma busca ao seu domicílio por agentes aduaneiros da Autoridade Tributária [Agência Tributária, em Espanha], diz o Expansión.

 

Segundo o El País, citando a agência Efe, Rodrigo Rato – que também foi ministro da Economia no governo de Aznar – não ia algemado, mas um dos agentes é que o meteu no carro, baixando-lhe a cabeça para entrar. 

 

Esta operação ocorre depois de ter sido divulgado que Rodrigo Rato terá aproveitado a amnistia fiscal de 2012 [aprovada pelo Executivo de Mariano Rajoy] para regularizar o seu património e que a Agência Tributária estava a investigá-lo para comprovar se teria havido branqueamento de capitais, relata o Expansión.

 

Perante as dúvidas quanto à origem dos bens declarados por Rato, o Ministério das Finanças espanhol incluiu o político numa lista de 705 pessoas suspeitas de terem branqueado capitais na última amnistia fiscal, acrescenta o mesmo jornal na sua edição online.

 

Ao El País, Rodrigo Rato não tinha confirmado nem desmentido essa informação de que faria parte da referida lista. "É um assunto pessoal e acho que não tenho qualquer obrigação de fazer declarações sobre isso", referiu na altura. 

 

Fontes da Procuradoria-Geral de Madrid declararam ao El País que o caso está sob segredo de justiça. Os agentes tributários permanecem dentro de casa de Rato, acompanhados por um agente judicial.

 

Entretanto, o ministro da Justiça, Rafael Catalá, declarou esta quinta-feira que é prematuro dizer que o património de Rodrigo Rato tem origem 'ilícita', mas reconheceu, citado pelo Expansión, que se está a investigar a procedência dos seus rendimentos.

 

Este não é o único caso em que Rato está sob suspeita de irregularidades. No início deste ano, o Bankia pediu à PricewaterhouseCoopers para avançar com uma investigação a eventuais irregularidades nas remunerações de Miguel Blesa, que foi CEO do Caja Madrid entre 1996 e 2009, e a Rodrigo Rato, que foi CEO do Bankia de 2010 a 2012. A investigação surgiu paralelamente ao processo relativo ao caso dos cartões opacos, através do qual, entre 1999 e 2012, estes administradores terão autorizado gastos de 15,25 milhões de euros em despesas.

 

Em Outubro passado, o Partido Popular (PP) anunciou a expulsão de Rodrigo Rato e de mais cerca de 80 membros do partido, acusados de terem gasto um total de 15 milhões de euros em discotecas, safaris e artigos de luxo com cartões de crédito da Caja Madrid e do Bankia e fugido ao fisco. A decisão do PP, no poder em Espanha, foi tomada cerca de 15 dias depois de o  principal partido da oposição, o Partido Socialista Espanhol (PSOE), ter feito o mesmo, expulsando os seus membros implicados no escândalo.

 

 

Para visitar a fonte da informação clique aqui

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado por Planeta Cultural às 20:48

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Pesquisar

 


subscrever feeds


Contacto

planetacultural@sapo.pt

Comunicado aos nossos leitores

1- Planeta Cultural é um Blog que tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular nas páginas da Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de Comunicação Social, que nem sempre será viável citar ou referenciar. Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo, o favor de me contactar via e-mail (constante no meu perfil público), na sequência de que procederei à sua imediata remoção.

2 - Os comentários expressos neste "Blog", vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste sítio, "Blog", pelo que, publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo. Reserva-me também o direito de eliminar qualquer comentário que possa considerar difamatório, ofensivo, calunioso ou prejudicial a terceiros, bem como textos de carácter promocional que também poderão ser excluídos.

Atenciosamente;

---------------------------------R. C.
-------------Administrador do Planeta Cultural