Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Planeta Cultural

Acima de tudo, cultura geral

Planeta Cultural

Acima de tudo, cultura geral

Próxima consola da Nintendo pode vir com o sistema operativo Android

01.06.15, Planeta Cultural

A tecnológica japonesa prefere não falar sobre a consola “NX” até 2016 para não afugentar o interesse pelos sistemas de jogo atuais. A futura consola poderia ser a base de uma estratégia mais focada nos jogos móveis.

 

A mesma empresa que há um ano afirmava de forma convicta que não entraria no mercado das aplicações móveis e dos smartphones, pode estar afinal aberta a uma mudança radical neste sentido. Depois de já ter prometido cinco jogos móveis até 2017, o primeiro dos quais já em 2015, surgem rumores de que a próxima consola da Nintendo pode vir equipada com o sistema operativo Android.

 

A informação é avançada pela publicação japonesa Nikkei, citada pela IGN, e que tem registo de já ter “acertado” antes do tempo em vários anúncios da empresa responsável por Mario e companhia.

 

O objetivo da Nintendo será criar uma plataforma mais apelativa para os programadores - se não tem o apoio dos “grandes” da indústria, vira-se para o mercado onde estão a surgir os novos “grandes” dos videojogos.

 

E o que leva a Nintendo a optar pelo mais popular sistema operativo do mundo? De acordo com a publicação Nikkei, quando a empresa começou a ver o abandono da Wii U por parte das grandes editoras, uma a uma, foi aí que se decidiu que a empresa precisava de uma nova estratégia.

 

A Nintendo ainda não comentou as informações, mas noutras ocasiões o diretor executivo da tecnológica, Satoru Iwata, já referiu que sobre a consola com o nome de código “NX” não seriam feitas revelações até 2016.

 

A imprensa especializada tem especulado que a acontecer a aposta no Android, a mesma podia ser feita de forma transformada - isto é, uma versão customizada do sistema operativo, tal como a Amazon faz nos seus equipamentos. E ao não precisar de se preocupar com o software da consola, a gigante nipónica podia focar-se inteiramente no desenvolvimento de videojogos.

 

Apesar de ser um novo sistema de jogo isso não significa que a consola será uma sucessora direta da Wii U ou das novas Nintendo 3DS, podendo funcionar antes um reforço do ecossistema de videojogos da companhia.

 

 


Para visitar a fonte da informação clique aqui