Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Planeta Cultural

Acima de tudo, cultura geral

Planeta Cultural

Acima de tudo, cultura geral

Privatização da TAP ganha por David Neeleman

11.06.15, Planeta Cultural

David Neeleman.jpg

O Governo decidiu esta quinta-feira vender o grupo TAP, dono da transportadora aérea nacional, ao consórcio Gateway, do empresário norte-americano e brasileiro David Neeleman e do empresário português Humberto Pedrosa, rejeitando pela segunda vez a proposta de Germán Efromovich.


Promete reforçar a companhia com 53 novos aviões e investir 350 milhões de euros. A avaliação das duas propostas constava da agenda de trabalhos do Conselho de Ministros.


O ministro da Economia, António Pires de Lima, já tinha dito que contava encerrar este capítulo ainda em junho. "Espero que este processo possa levar a uma decisão em Conselho de Ministros durante a primeira quinzena de junho", disse em maio, à margem de uma conferência sobre tecnologias em Lisboa.

 

A proposta vencedora situa-se entre os 354 e 488 milhões de euros, e inclui a injeção de capital e encaixe direto para o Estado.

O valor final vai depender do desempenho económico em 2015. O consórcio compromete-se ainda em manter a sede, a administração e as rotas-chave por 10 anos em Portugal e o HUB por 30 anos. O Estado encaixa diretamente 10 milhões de euros com a venda das ações.

 

Houve "coragem" do Governo

 

O primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, considerou o que Governo aprovou a privatização da TAP com "muita coragem" e associou o PS ao processo, afirmando que começou em 1997 com um executivo socialista.

 

 

Para visitar a fonte da informação, clique aqui