Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Planeta Cultural

Acima de tudo, cultura geral

Planeta Cultural

Acima de tudo, cultura geral

Pelé, Eusébio e José Eduardo dos Santos foram "astros" em jogo de solidariedade

12.01.10, Planeta Cultural
Pelé, Eusébio e o Presidente angolano, José Eduardo dos Santos, também ele um ex-futebolista, foram as grandes "estrelas" de um jogo de solidariedade que juntou esta terça-feira em Luanda os "astros" do futebol angolano.

A expectativa era ver estes três "astros" brilhar no estádio da Cidadela, mas só por breves momentos, e para contento das dezenas de fotógrafos, o trio se juntou no círculo central para uns toques na bola, no âmbito de um jogo patrocinado e organizado pelo Banco de Poupança e Crédito.

Perante três a quatro mil espectadores, o brasileiro Pelé e o português Eusébio, nascido em Moçambique, entraram no estádio de mãos dadas, até ao relvado, onde já estavam os 22 jogadores que iriam disputar a partida, contando uma das equipas com as antigas estrelas Akwá (ex-Benfica) e Drulovic (ex-FC Porto e ex-Benfica), que é o novo treinador do 1.º de Agosto.

Depois de uma incursão ao centro do relvado, José Eduardo dos Santos, Pelé e Eusébio deslocaram-se para a tribuna de onde assistiram à partida.

Aos jornalistas, Eusébio e Pelé deixaram palavras de alento para a selecção angolana que está a participar na Taça das Nações Africanas (CAN2010), que decorre neste país até 31 de Janeiro.

E os "Palancas Negras" bem precisam, após o bizarro empate a quatro bolas na partida inaugural frente ao Mali, depois de estar a ganhar até aos 80 minutos por 4-0, tendo agora pela frente, quinta-feira, a surpresa Malawi, que derrotou, na segunda-feira, os favoritos da Argélia por 3-0.

O jogo dos "astros" angolanos e do sérvio Drulovic teve, como era de esperar, no ex-futebolista de FC Porto e Benfica, e no angolano Akwá, que militou no Benfica, as mais fulgurantes jogadas.

Apesar de pouco preenchidas as bancadas, as antigas "estrelas" conseguiram, mesmo nas quedas ditadas pelo impacto da idade nos músculos, galvanizar os espectadores.

Mas o espectáculo começou antes, com o amontoado de jornalistas a tentar chegar aos três "astros" principais e com a segurança do Presidente angolano a montar uma cortina humana que manteve sempre alguma distância, obrigando a situações caricatas de fotojornalistas pelo chão e até uns por cima dos outros.

E ainda antes desta partida, nas declarações à imprensa, Pelé, entre outras ideias, deixou o seu contentamento por ter, com o seu talento, contribuido para a integração dos povos e valorização dos negros no mundo desportivo.

"Hoje eu me orgulho de ver negros a brilhar em todas as grandes equipas de futebol do mundo. Essa é uma das minhas maiores conquistas, a integração dos povos pelo futebol", disse Pelé numa conferência de imprensa.

Já Eusébio preferiu destacar a sua convicção de que Angola, apesar do empate com o Mali, vai, "erguendo a cabeça", qualificar-se para os quartos-de-final da CAN2010.

"Como jogador que já fui digo que é preciso manter a cabeça erguida, ter calma e acreditar que nada está perdido, o segundo jogo é para ganhar", apontou.

Os três participaram nesta iniciativa do BPC que tem como objectivo a recolha de fundos para escolas de futebol em Angola.

A equipa de Akwá e Drulovic acabou por perder o jogo por 4-1, contra todos os prognósticos.


Fonte: O Jogo