Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Planeta Cultural

Acima de tudo, cultura geral

Planeta Cultural

Acima de tudo, cultura geral

No próximo ano, os trabalhadores por conta de outrem vão deixar de entregar IRS

19.05.16, Planeta Cultural

Os trabalhadores por conta de outrem vão deixar de entregar declarações do IRS. E já no próximo ano, avançou a SIC. A medida vai ser implementada gradualmente e inclui também reformados, aposentados e pensionistas.


Em 2017, os trabalhadores dependentes já não vão precisar de entregar a declaração do IRS. Esta é uma das medidas que consta do novo programa Simplex que o Governo apresenta na quinta-feira, 19 de Maio, e que foi esta noite avançada pela SIC.

O IRS passa a ser automático para estes contribuintes e apurado com base na informação que já consta na autoridade tributária, refere aquela estação. A TSF também já confirmou a informação, dizendo que, a partir do próximo ano, a declaração de IRS dos trabalhadores por conta de outrem será entregue automaticamente. "O objectivo do Ministério das Finanças é agilizar o processo e acelerar a entrega das declarações. Será mais rápido receber devoluções do Fisco ou pagar às finanças, se for caso disso", explica.

Actualmente a declaração electrónica de IRS já vem pré-preenchida, mas no próximo ano os contribuintes trabalhadores por conta de outrem nem terão de entregar qualquer declaração, confirmou a TSF junto do Ministério da Presidência. Podem, no entanto, revê-la e alterá-la. "A medida será aplicada já no próximo ano e é progressiva porque, para já, atinge apenas os contribuintes que têm rendimentos regulares e constantes: trabalhadores por conta de outrem, reformados e pensionistas", acrescenta aquela rádio.

 

Em declarações à TSF, o bastonário da Ordem dos Contabilistas, Domingos Azevedo, diz que "a norma tem pernas para andar", mas avisa que o Governo não se deve precipitar na sua actuação.

No total, disse o Ministério da presidência à TSF, são três milhões e meio as pessoas abrangidas.

 

 

In' Jornal de Negócios