Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]






Comentários recentes

  • Triptofano!

    Realmente no Porão qualquer excitação ficaria auto...

  • Veegam

    Como obter Stellar Lumens gratis!https://steemit.c...

  • Firmino

    deus vê a quem a gente faz bem e depois no fim lev...

  • Planeta Cultural

    O ser humano consegue bem de longe ser pior que os...

  • Maribel Maia

    É com muita pena que leio notícias dessas!





Casais de Abutre-preto voltam a nidificar no Alentejo

Sexta-feira, 27.03.15

abutre-preto.jpg

Após "mais de quarenta anos sem reprodução confirmada no Sul Tejo", foram detetados dois casais de abutre-preto em ninhos artificiais.

 

Dois casais de abutre-preto do Alentejo começaram a nidificar, após várias décadas sem se reproduzir naquela região. Os abutres foram colocados em ninhos artificiais instalados pelo projeto LIFE “Habitat Lince Abutre” e este poderá ser o “primeiro passo no restabelecimento de um núcleo reprodutor” para a espécie em vias de extinção.

 

 

“A ocupação destes dois ninhos artificiais representa um sucesso das medidas implementadas no âmbito do projeto LIFE “Habitat Lince Abutre” e um importante marco na conservação do abutre-preto em território nacional”, declarou a Liga para a Proteção da Natureza (LPN) que confirmou o sucesso de nidificação, após “mais de quarenta anos sem reprodução confirmada a sul do Rio Tejo”.

 

A nidificação do abutre-preto foi registada numa recente visita aos ninhos artificiais do Concelho de Moura. Foram observados dois casais e um exemplar desta espécie em incubação num dos ninhos e com deposição de “material de revestimento noutro”, o que corresponde ao objetivo de restabelecer uma colónia reprodutora na zona.

 

“Estes dois casais reprodutores de abutre-preto foram detetados em resultado da monitorização das plataformas artificiais de nidificação efetuadas pela LPN e na sequência do esforço de conservação levado a cabo pelo projeto LIFE, concluída em setembro de 2014″, acrescentou a LPN no comunicado, afirmando que o sucesso da nidificação só foi possível por causa do resultado das medidas implementadas por este projeto. A LPN refere no comunicado que irá continuar a monitorizar os ninhos ocupados pelo abutre-preto nos próximos meses, “tendo permanentemente em atenção a necessária compatibilização com as restantes atividades em curso na propriedade, como sejam a caça, a silvicultura, o ecoturismo ou o usufruto pelas comunidades locais.”

 

O abutre-preto voltou como reprodutor em 2010, no Tejo Internacional, e estão apenas 13 casais a nidificar em Portugal. Esta nidificação pode tornar-se o”terceiro núcleo reprodutor da espécie no país”.

 

 

Para visitar a fonte da informação clique aqui

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado por Planeta Cultural às 21:52


Pesquisar

 



Contacto

planetacultural@sapo.pt

Comunicado aos nossos leitores

1- Planeta Cultural é um Blog que tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular nas páginas da Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de Comunicação Social, que nem sempre será viável citar ou referenciar. Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo, o favor de me contactar via e-mail (constante no meu perfil público), na sequência de que procederei à sua imediata remoção.

2 - Os comentários expressos neste "Blog", vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste sítio, "Blog", pelo que, publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo. Reserva-me também o direito de eliminar qualquer comentário que possa considerar difamatório, ofensivo, calunioso ou prejudicial a terceiros, bem como textos de carácter promocional que também poderão ser excluídos.

Atenciosamente;

---------------------------------R. C.
-------------Administrador do Planeta Cultural