Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Tags

Mais tags



Comentários recentes

  • Triptofano!

    Realmente no Porão qualquer excitação ficaria auto...

  • Veegam

    Como obter Stellar Lumens gratis!https://steemit.c...

  • Firmino

    deus vê a quem a gente faz bem e depois no fim lev...

  • Planeta Cultural

    O ser humano consegue bem de longe ser pior que os...

  • Maribel Maia

    É com muita pena que leio notícias dessas!





Seu cérebro trabalha muito mais em repouso do que você imagina

Sexta-feira, 28.08.15

A atividade realizada pelo cérebro enquanto se está descansando é bem mais ampla do que se imaginava, segundo um estudo alemão publicado recentemente na revista Science Advances. O chamado estado de "barulho de fundo", que é quando o cérebro está em uma espécie de "stand by", ajuda a manter as conexões dos neurônios, segundo o estudo.

 

Esse "barulho de fundo" é uma das atividades neurológicas mais interessantes do cérebro, pois não resulta diretamente de estímulos sensoriais ou da coordenação de movimentos, ou seja, é uma atividade que não tem ligação com variáveis externas. "É algo parecido com o que acontece quando nos desconectamos do mundo e sonhamos acordados", afirma Iain Stitt, que liderou o estudo no Centro Médico Universitário de Hamburgo-Eppendorf, na Alemanha.

 

Os pesquisadores observaram o cérebro em repouso e captaram atividades neurais durante esse estado. Até aí, não há novidades. Por muito tempo já se sabia que o cérebro tinha atividade neural mesmo em repouso, mas pensava-se que essa ação era produto de flutuações randômicas nas redes de neurônios. No entanto, esta nova pesquisa leva a crer que o cérebro realiza uma organização de grande escala em suas redes durante este estado para prever ações futuras.

 

É como se ele "estudasse para a prova" durante o sono. Ele relembra as ações do dia e consegue criar padrões para ações futuras. "É uma forma de fortalecer as conexões entre os neurônios que codificam traços de comportamento para que possam ser repetidos no futuro", diz Stitt.

 

Outra conclusão do estudo é que, essa atividade dos neurônios durante o "barulho de fundo" do cérebro acontece não só no córtex (como se imaginava), como também em outra estrutura do cérebro chamada de colículo superior do mesencéfalo.

 

Em vez de usar a ressonância magnética para medir a ação dos neurônios, os cientistas usaram técnicas de eletrofisiologia, como colocar eletrodos diretamente no tecido cerebral – no caso, no de furões (seguindo a Lei de Proteção de Animais da Alemanha). O estudo foi realizado em animais anestesiados, cujo estado do cérebro é muito parecido ao do sono profundo.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado por Planeta Cultural às 10:56

Humanos são nove vezes mais predadores do que os leões e os lobos

Quinta-feira, 27.08.15

leões.jpg

Capturamos peixes na idade adulta a uma taxa 14 vezes maior do que os próprios predadores marinhos. E em terra matamos carnívoros do topo da cadeia alimentar natural a uma taxa nove vezes superior.

 

s seres humanos capturam peixes na idade adulta a uma taxa 14 vezes maior do que os próprios predadores marinhos. E em terra matam carnívoros do topo da cadeia alimentar natural, como leões, lobos, jaguares ou ursos, a uma taxa nove vezes superior à que estes predadores matam os animais que lhes servem de alimento.

 

As revelações sobre o estatuto de superpredadores que carateriza a atividade atual dos seres humanos são feitas num estudo publicado na revista “Science”, da autoria de uma equipa de investigadores do Canadá ligada à Universidade de Victoria, ao Instituto Hakai e à Fundação Raincoast Conservation.

 

O problema é que não só matamos outros animais a uma taxa muito maior do que a dos outros predadores, como damos preferência aos maiores animais no estado adulto, tornando cada vez mais difícil a recuperação das suas populações. “Um predador capaz de provocar tal impacto nos ecossistemas poderá levar eventualmente à extinção da sua própria atividade de predação”, antecipa Gerardo Ceballos, um biólogo da Universidade Nacional Autónoma do México citado pela “Science”.

 

Preferir animais adultos a juvenis é insustentável

A equipa de investigadores canadianos destaca no seu estudo a forma tão acentuada como os seres humanos se concentram na predação dos animais adultos, o que é muito diferente do que se passa no resto do reino animal, onde os juvenis de todas as espécies tendem a ser os mais capturados (explorados).

 

“Os paradigmas da exploração sustentável focam-se na dinâmica de predação das populações animais mas ignoram o comportamento dos humanos como predadores”, constatam os investigadores, sugerindo que “a função dos seres humanos como 'superpredadores' insustentáveis irá continuar a alterar os processos ecológicos e evolutivos a nível global, se não forem tomadas medidas restritivas adicionais às que hoje já existem”.

 

Chris Darimont, líder da equipa e cientista da Universidade de Victoria, explicou numa conferência de imprensa que os humanos conseguem caçar animais adultos “a um custo mínimo e com um ganho máximo no curto prazo, porque a uso de tecnologia avançada de caça evita que estejam sujeitos ao perigo das atividades de predação do passado”.

 

Ou seja, “os caçadores matam mamíferos com balas e pescam com armadilhas e redes, assumindo um risco mínimo quando comparados com os predadores não humanos, em especial os terrestres, que são feridos com frequência nas suas caçadas e têm um modo de vida perigoso”. No mundo natural, as populações de predadores entram em declínio quando a caça escasseia, mas a tecnologia ajuda os seres humanos a ultrapassar esta limitação imposta pela Natureza.

 

Estratégia de conservação tem de mudar

A maior parte das políticas de conservação das espécies animais hoje existentes está baseada no conceito de que os mais jovens não devem ser caçados, para garantir que a próxima geração vai ter uma grande população. No caso da pesca, a malha das redes é concebida e dimensionada por lei precisamente com o objetivo de deixar escapar os peixes mais jovens.

 

Mas a equipa de cientistas canadianos defende o oposto que, tal como a imposição legal de quotas nas pescas, estaria mais próximo da prática dos predadores naturais. “Adotar outras políticas seria um grande desafio, mas as soluções técnicas para as pôr em prática existem”, reconhece Tom Reimchen, outro cientista da Universidade de Victoria pertencente à equipa que fez o estudo da “Science”. O estudo conclui que “são necessárias reduções mais agressivas na exploração dos animais de modo a imitar os predadores não humanos, porque só assim se conseguirão alcançar modelos de sustentabilidade a longo prazo”.

 

Para ler mais sobre este assunto, clique aqui

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado por Planeta Cultural às 11:21

Vacina universal contra a gripe pode estar mais perto

Terça-feira, 25.08.15

vacina.jpg

Dois artigos científicos publicados nas revistas "Science" e "Nature" mostram o caminho que está a ser feito para desenvolver uma vacina universal contra todos os tipos de vírus da gripe. Mas falta ainda confirmar a sua eficácia em humanos.

 

Criar uma vacina universal contra a gripe pode estar cada vez mais perto, de acordo com os avanços de duas equipas de investigadores dos Institutos Nacionais de Saúde dos Estados Unidos, publicados esta segunda-feira nas revistas científicas “Science” e “Nature”. Se fosse criada uma vacina universal, que conseguisse ser eficaz contra todos os tipos de vírus da gripe, evitava-se que todos os anos fosse necessário criar uma nova vacina, em resposta às mutações que o vírus vai sofrendo.

 

Até agora os investigadores conseguiram provar a eficácia desta vacina universal em animais, conseguindo prevenir mortes e reduzir os sintomas em ratos, furões e macacos. No entanto, falta ainda confirmar a sua eficácia em humanos. Segundo os investigadores, esta vacina poderá ainda ajudar a prevenir potenciais pandemias de vírus de gripe capazes de passar de pássaros ou porcos para os humanos.

 

As vacinas convencionais têm como alvo a chamada “cabeça” da molécula hemaglutinina (HA), uma proteína que se encontra na camada mais superficial do vírus da gripe. E essa é a parte que sofre mutações mais rapidamente, pelo que as vacinas desenvolvidas anualmente procuram acompanhar essas alterações para serem eficazes.

 

Daí que, como é explicado no portal da Direção-Geral de Saúde, a atual vacina contra a gripe, criada anualmente, não dá uma proteção a longo prazo. “O vírus muda constantemente, surgindo novos tipos de vírus para os quais as pes­soas não têm imunidade e a vacina anterior não confere proteção adequada. Além disso a imunidade conferida pela vacina não é duradoura.”

 

Os avanços científicos agora publicados concentram-se noutra parte dessa molécula – não na “cabeça”, mas sim na “haste” ou “pescoço”, uma parte que sofre alterações de forma menos frequente e que é mais semelhante entre as várias estirpes do vírus.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado por Planeta Cultural às 11:13

Saiba quem são os 9 animais mais resistentes do mundo

Domingo, 02.08.15

Imortalidade, imunidade ao câncer, regeneração acelerada e longevidade. Os animais mais resistentes do mundo possuem poderes de dar inveja a qualquer pessoa. Confira aqui do que eles são capazes.

 

1 - Tardígrado

 

Tardígrado.jpg

O tardígrado é provavelmente o mais resistente do reino animal. Medindo menos de 1 mm de comprimento, ele pode suportar temperaturas variando entre próximo do zero absoluto (-273°C) e 150°C, além de pressão de 6 mil ATM e 5 mil Gy de radiação - mais de 1000 vezes o que um humano pode aguentar - e ainda se reproduzir em ambientes sem oxigênio, como o espaço.

 


2 - Turritopsis nutricula

 

Turritopsis nutricula.jpg

Turritopsis nutricula é uma água-viva com um superpoder incrível: ela é imortal. Quando atinge a maturidade sexual, seu ciclo de vida reverte-se ao estádio de pólipo. Basicamente, é como se suas células se regenerassem e ela nascesse de novo. Sendo assim, ela em tese pode viver para sempre, se não acabar sendo morta por violência por outra espécie.

 


3 - Molusco

 

Molusco.jpg

A arctica islandica é uma espécie de molusco bivalves. Em 2006, uma equipe de pesquisadores em expedição na Islândia encontrou um exemplar da espécie que, segundo calculos, viveu mais do que 500 anos. Este molusco detém ainda hoje o recorde de animal de maior longevidade da história.

 


4 - Tartarugas

 

Tartarugas.jpg

 

Nem todas as tartarugas vivem por dezenas ou centenas de anos. Na verdade, é preciso muita sorte para passar dos primeiros dias e não morrer nas mãos (ou bicos) dos predadores. A tartaruga mais velha conhecida até hoje viveu 182 anos. Existem também jabutis - que são denominados quelônios, assim como as tartarugas e cágados - que passaram dos 100 anos de idade.

 


5 - Lagosta

 

Lagosta.jpg

Lagostas, se não forem parar em uma panela, são praticamente imortais. Elas são capazes de controlar a expectativa de vida de algumas enzimas importantes, indefinidamente. Mesmo envelhecendo, sua capacidade reprodutiva e seu metabolismo continuam funcionando muito bem.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado por Planeta Cultural às 11:16

7 alimentos para um coração forte

Domingo, 05.07.15

Aposte neles para melhorar a sua saúde cardiovascular.

 

Abacate | Tal como o azeite, é rico em gordura monoinsaturada que ajuda a diminuir os níveis do LDL (mau colesterol) e a aumentar o HDL (o bom colesterol). Também permite melhor absorção de betacaroteno e licopeno, nutrientes essenciais à boa saúde do seu coração. Junte a uma salada e deite por cima um pouco de sumo de limão para não oxidar.

 

Aveia | O pequeno almoço que o seu coração agradece: papas de aveia. É um superalimento rico em ómega 3 e fibra que ajuda a manter baixos os níveis de LDL no sangue, a combater a obstipação e reforça o nosso sistema imunitário. Prefira os flocos de aveia tradicionais aos instantâneos. 

 

Frutos do bosque | As framboesas, amoras, morangos, mirtilos, têm muitos antioxidantes e muitas propriedades anti-inflamatórias, fantástico para a saúde cardiovascular.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado por Planeta Cultural às 21:46

Um em cada três homossexuais teve relações desprotegidas

Sexta-feira, 19.06.15

gays.jpg

O maior inquérito em território nacional feito a homens que têm sexo com homens, realizado em 2010 e só agora divulgado, revelou que mais de um terço dos inquiridos disse já ter tido relações ocasionais sem preservativo.

 

No comunicado divulgado pelo Instituto de Saúde Pública da Universidade do Porto (ISPUP), que teve a seu cargo o estudo em conjunto com o Grupo Português de Ativistas sobre Tratamentos de VIH/SIDA (GAT), é indicado que mais de metade da amostra de 5.187 participantes “referiu ter tido sexo com parceiros ocasionais” no ano anterior, enquanto quatro em cada 10 estavam numa relação estável no momento da resposta.

 

Em declarações à Lusa, a investigadora Ana Fernandes Martins revelou ainda que “mais de metade da amostra disse ter sido vítima de algum tipo de violência no ano anterior, tanto intimidação como violência física e verbal”.

 

O mesmo comunicado do ISPUP indicou que “em relações ocasionais, e pelo menos uma vez” no ano anterior ao inquérito, 37,2% admitiram não ter usado preservativo.

 

A investigadora do ISPUP realçou que não se pode considerar o estudo representativo da população portuguesa, uma vez que os inquiridos participaram depois de divulgação feita através de blogues, redes sociais e eventos dirigidos a um público de homens que têm sexo com homens.

 

De acordo com o inquérito, apenas 70% dos participantes identificaram-se como homossexuais, apesar de todos os inquiridos terem sexo com homens.

 

“Não é uma total surpresa, esta baixa proporção de homens que dizem não usar preservativo. Claro que o que nós continuamos a pensar é que talvez haja uma menor aceitabilidade dos métodos de prevenção”, disse Ana Fernandes Martins, que sublinhou que talvez se esteja “no caminho errado quanto à promoção da saúde” e da necessidade do preservativo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado por Planeta Cultural às 11:30

Mirtilo

Segunda-feira, 15.06.15

Mirtilo.jpg

 

O Mirtilo possui um valor nutritivo indiscutível; é um fruto conhecido pela sua riqueza em diversas vitaminas como a A, B, C e PP, possuindo ainda sais minerais, magnésio, potássio, cálcio, fósforo, ferro, manganês, açucares, pectina, tanino, ácidos cítrico, málico e tartárico. Conhecido como o rei dos antioxidantes e o fruto da juventude, o Mirtilo está no topo dos alimentos com maior teor de antioxidantes, ultrapassando as vantagens de outros vegetais como repolhos, espinafres e brócolos. O Mirtilo é aceite como uma planta medicinal, da qual se podem usar quase todas as partes da planta, flores, folhas, fruto e raízes.

 

E, por todo o mundo, há laboratórios que investigam e estudam os benefícios que o Mirtilo traz à nossa saúde. Já se determinaram as suas propriedades de anti-séptico, anti-diarreico e anti-hemorrágico. Contribuem também para tratar constipações, atonia intestinal e problemas circulatórios. Experiências realizadas pela Tuft’s Universidade de Boston, mostraram que este pequeno fruto é capaz de reparar os danos causados pelo envelhecimento no cérebro. De facto, dadas estas propriedades singulares, a baga do Mirtilo é obrigatória na dieta dos astronautas da NASA. Os benefícios do Mirtilo são infindáveis, abaixo listamos e descrevemos alguns deles:

 

  • Antioxidante O Mirtilo é o fruto que contém mais antioxidantes, estes consistem num grupo de vitaminas, de minerais e de enzimas. Os antioxidantes trabalham para neutralizar radicais livres que prejudicam o nosso sistema imunológico e que conduzem a muitas doenças degenerativas, como a Alzheimer. Os radicais livres aparecem quando estamos expostos a uma variedade de substâncias tais como a radiação, os produtos químicos, a poluição, o fumo, as drogas, o álcool e pesticidas.
  • Reduz o colesterol Novos estudos e pesquisas efectuadas por laboratórios credenciados, nos Estados Unidos, revelaram que os Mirtilos podem também baixar o nível de mau colesterol, sendo que o Mirtilo é mais eficiente que muitos medicamentos.
  • Aparelho urinário e digestivo Estudos recentes provaram que o Mirtilo tem, quando ingerido em forma de chá ou sumo, compostos que ajudam a prevenir e a tratar infecções no aparelho urinário, de que é exemplo a cistite. A acção anti-bacteriana estende-se também a problemas relacionados com o aparelho digestivo, em que o Mirtilo está indicado para alívio de inflamações da boca e pode contribuir para o tratamento e prevenção da colite, diarreias e gases intestinais.
  • Memória e coordenação motora Estudos laboratoriais levaram a concluir que o Mirtilo melhora a memória e a coordenação motora afectada por doenças de carácter degenerativo. O Mirtilo protege o cérebro dos efeitos de deterioração cerebral associados à doença de Alzheimer e por acção do envelhecimento, como perda da memória a curto prazo. São também excelentes antídotos para a depressão.
  • Visão O Mirtilo melhora a vista, diversos estudos na Europa documentaram que os Mirtilos têm concentrações muito elevadas de anticianina, um composto normalmente vinculado com prestações que melhoram a visão nocturna e reduzem a vista cansada.
  • Na diabetes Mirtilo é uma planta que trabalha bem na restauração da pequena circulação e por isto é usada em retinopatia diabética, falta de perfusão renal e pé diabético.

 

Os Mirtilos têm no entanto algumas contra indicações. Devido ao alto teor em taninos não devem ser consumidos durante mais de 3 meses, nem folhas nem frutos, podendo causar irritação do estômago e intestinos, sobretudo se existirem problemas de gastrites ou úlceras.

 


Benefícios do Mirtilo

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado por Planeta Cultural às 09:57

Proibido fumar em (quase) todos os locais públicos de Pequim

Segunda-feira, 01.06.15

Para responder ao crescente número de mortes por ano associadas ao vício de fumar, Pequim levantou as mais duras medidas anti-tabágicas até agora. Quem fumar em locais públicos será multado e «envergonhado» online.


O número de mortes associadas ao tabaco ascende aos 1,3 milhões por ano na China.


Escritórios, centros comerciais, aeroportos... Quase todos os locais públicos passaram a ser automaticamente «areas para não fumadores».


O terminal principal do aeroporto vai perder as suas três áreas para fumadores, mas serão criadas zonas especiais para fumadores nas cerca de 600 paragens de autocarros da cidade, aponta o Mirror.


Paralelamente, as multas para os incumpridores subiram de (cerca de) 1,45 euros para (cerca de) 29,19 euros; e os fumadores que reincidirem ao violar as regras terão os seus nomes divulgados online, numa espécie de «lista da vergonha».


A Organização Mundial de Saúde (OMS) avança que cerca de 300 milhões de chineses são fumadores, enquanto outros 740 milhões são «vítimas» de fumo passivo, isto é, não fumam mas respiram o fumo dos outros.

 

 

Para visitar a fonte da informação clique aqui

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado por Planeta Cultural às 23:03

Mulher vê rosto de irmão morto noutro homem

Sexta-feira, 29.05.15

Família decidiu doar rosto de jovem morto num atropelamento para transplante a homem que ficou desfigurado ao disparar acidentalmente uma espingarda. Cadeia de televisão promoveu emocionante encontro entre irmã e homem transplantado.

casal.jpg

Rebekah Aversano viu - e tocou - o rosto transplantado do seu irmão, pela primeira vez num emocionante encontro com Richard Norris, que ficou desfigurado ao disparar acidentalmente uma espingarda em 1997. O encontro foi filmado pelo programa "60 minutos Austrália" e será transmitido neste fim de semana.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado por Planeta Cultural às 15:32

Esmalte pode causar câncer e infertilidade

Segunda-feira, 25.05.15

De acordo com pesquisa, algum esmaltes que contém componentes químicos nocivos à saúde.

 

Uma simples dose de cor nas unhas? Talvez algo mais nocivo. O epidemiologista Dr. Thu Quach, a Universidade de Stanford, nos Estados Unidos, fez um alerta para os problemas que estes cosméticos podem causar. As informações são do Daily Mail.

mãos.bmp

De acordo com sua pesquisa, algum esmaltes que contém componentes tóxicos como Tolueno, formaldeído e ibutyl ftalato, conhecido como "trio tóxico", pode causa câncer e problemas hormonais, como infertilidade.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado por Planeta Cultural às 17:21


Pesquisar

 


subscrever feeds


Contacto

planetacultural@sapo.pt

Comunicado aos nossos leitores

1- Planeta Cultural é um Blog que tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular nas páginas da Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de Comunicação Social, que nem sempre será viável citar ou referenciar. Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo, o favor de me contactar via e-mail (constante no meu perfil público), na sequência de que procederei à sua imediata remoção.

2 - Os comentários expressos neste "Blog", vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste sítio, "Blog", pelo que, publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo. Reserva-me também o direito de eliminar qualquer comentário que possa considerar difamatório, ofensivo, calunioso ou prejudicial a terceiros, bem como textos de carácter promocional que também poderão ser excluídos.

Atenciosamente;

---------------------------------R. C.
-------------Administrador do Planeta Cultural