Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]





Comentários recentes

  • Triptofano!

    Realmente no Porão qualquer excitação ficaria auto...

  • Veegam

    Como obter Stellar Lumens gratis!https://steemit.c...

  • Firmino

    deus vê a quem a gente faz bem e depois no fim lev...

  • Planeta Cultural

    O ser humano consegue bem de longe ser pior que os...

  • Maribel Maia

    É com muita pena que leio notícias dessas!





Violência contra a mulher constitui desafio aos direitos humanos

Terça-feira, 03.07.12

A violência doméstica contra a mulher constitui um desafio ao primado dos direitos humanos, por ferir a dignidade humana e cercear as oportunidades de desenvolvimento pleno de cidadania, declarou hoje, terça-feira, o ministro da Assistência e Reinserção Social.

 João Baptista Kussumua discursava na I Conferência sobre a Mulher e a Violência Doméstica em Angola, que decorre em Luanda.

Adiantou  que o fenómeno constitui um grave problema que necessita de ser reconhecido e encarado pela sociedade e pelo Estado, adoptando políticas públicas que favoreçam a sua prevenção e combate, assim como contribuam para o reforço da rede de apoio à vítima.

Referiu que as questões de género constituem um factor indispensável no processo de desenvolvimento de Angola, visto que derruba as barreiras ligadas à educação tradicional, harmoniza as relações sociais, cria oportunidades iguais em todas as áreas e níveis e constrói uma sociedade onde o direitos humanos se fazem sentir,

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado por Planeta Cultural às 23:10

Corpo de menina desaparecida na Bélgica é encontrado esquartejado

Quarta-feira, 23.05.12

 

O corpo esquartejado de Diana Farkas, uma menina de quatro anos desaparecida desde segunda-feira, foi encontrado esta quarta-feira no congelador da casa da sua mãe, na localidade de Chatelineu, no sul da Bélgica, segundo anunciou a polícia federal do país.

A mãe, Juliana Santana Duran, reconheceu ter estrangulado a criança antes de esquartejar o corpo e guardá-lo em sacos dentro do congelador, mas não explicou os motivos que a levaram a cometer esse acto brutal, informou em entrevista o procurador Pierre Magnien.

Os factos ocorreram na madrugada de domingo para segunda-feira, poucas horas antes de a escola de Diana ter notificado que a menina não havia comparecido às aulas.

Durante a primeira diligência na casa da mãe, realizada na terça-feira, a polícia encontrou em uma lavadora roupas ensanguentadas que pareciam pertencer à menina e a uma pessoa adulta.

Embora os investigadores tenham aberto as gavetas do congelador, não viram os restos da criança, que estavam escondidos atrás de vários sacos de alimentos, afirmou o procurador.

A polícia ainda não encontrou a arma usada para esquartejar a menina, supostamente uma faca.

A mãe de Diana comparecerá esta tarde perante o juiz de instrução, que previsivelmente ditará uma ordem de detenção contra ela.

 

 

Para visitar a fonte da informação, clique aqui

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado por Planeta Cultural às 17:46

Matou a mulher à facada, simulou suicídio e foi detido

Sábado, 12.05.12

A polícia deteve, sexta-feira à noite, em Braga, um indivíduo suspeito de matar a mulher à facada. O alerta foi dado cerca das 22 horas mas o crime terá sido cometido na madrugada anterior. Pela manhã, o homem levou o filho, com cerca de dois anos, à creche e voltou para casa, onde permanecia o corpo da mulher, de 34 anos.

O casal estaria em processo de divórcio e tinha um filho, de um ou dois anos. A discussão terá subido de tom e acabou com a mulher, que era professora, morta à facada na madrugada de sexta-feira.

Pela manhã, o homem levou o filho à creche e as funcionárias acharam estranho porque era sempre a mãe a fazê-lo. Depois regressou a casa. À tarde, era habitual uma senhora amiga do casal ir buscar o menino à creche, mas os vários contactos telefónicos sem resposta feitos para a mãe, cerca das 20.30 horas e as 21.00 horas, aumentaram a suspeita de que algo se teria passado. O alerta foi dado às 21.53 horas.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado por Planeta Cultural às 12:34

Pai e madrasta deixam menino morrer à fome trancado no quarto

Segunda-feira, 02.04.12

Esteve nove meses de castigo, numa dieta de pão e água. Corpo foi abandonado pelo pai num antigo abrigo

 

Um menino de onze anos foi deixado morrer à fome pelos pais, como castigo por mau comportamento, conta o Daily Mail. Johnathan Ramsey não foi visto durante cerca de nove meses, após ter sido trancado no quarto pelo pai e pela madrasta, com uma dieta de pão e água.

De acordo com fontes policiais, o rapaz passou de 40 para cerca de 27 quilos, até ficar incapaz de andar. Johnathan foi encontrado pelo pai inanimado no chão do quarto, em Dallas, no estado do Texas.

Depois de interrogar os pais e de uma busca exaustiva, o corpo da criança foi encontrado embrulhado num saco-cama, num antigo abrigo, alegadamente lá despejado pelo pai.

A polícia iniciou as buscas depois de receber um telefonema do avô do menino. A mãe também já tinha tentado várias vezes contactar a criança, mas o pai dizia sempre que não estava disponível.

O pai de Johnathan disse à polícia que ele era um miúdo violento e que tinha esmurrado a madrasta no estômago de tal forma que esta sofreu um aborto. O pai e a madrasta foram ambos detidos, acusados de crime de ofensas de primeiro grau a uma criança.

Para visitar a fonte da informação, clique aqui

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado por Planeta Cultural às 19:01

Funchal: Mata mulher após discussão

Quinta-feira, 02.02.12

Um homem de 33 anos foi detido por matar a mulher depois de uma discussão dentro de casa, no Funchal, Madeira.

 

De acordo com fonte policial, na tarde do dia de ontem foi localizado no interior de uma residência o cadáver de uma mulher vítima de agressões com um objecto corto-perfurante.

 

O detido, de 33 anos de idade, vai ser presente a primeiro interrogatório judicial para aplicação das medidas de coacção. A investigação prossegue.

 

In' CM

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado por Planeta Cultural às 19:44

Perícia revela personalidade paranóica de Paco Bandeira

Sexta-feira, 06.01.12

Uma personalidade com traços de paranóia, transtorno delirante e narcisismo. É o que ressalta da perícia psiquiátrica sobre Paco Bandeira, feita a pedido do seu advogado no âmbito do processo em que é acusado pelo crime de violência doméstica, que está em julgamento no Tribunal de Oeiras.

 

Segundo o processo, que o SOL consultou, os especialistas viram no músico alentejano uma elevação moderada na escala clínica de personalidade paranóide, valores significativos na escala da personalidade compulsiva e traços de personalidade narcísica. No relatório médico há mesmo referência a uma presença moderada de transtorno delirante.

 

Nada que fizesse, porém, os médicos diagnosticarem qualquer doença do foro psiquiátrico a Paco Bandeira – sendo essa, aliás, a conclusão do relatório. Nas entrevistas feitas ao músico ao longo desta avaliação, foram várias as vezes que se apresentou de forma defensiva, falando de si próprio como alguém vulnerável.

De resto, no processo que corre no Tribunal de Oeiras, Paco Bandeira defende-se das acusações de violência doméstica, explicando que a ex-companheira o acusa porque quer dar ‘o golpe do baú’.

 

Os traumas da guerra e da morte de Fernanda


Outro aspecto que não passou despercebido na perícia foi o facto de o compositor se referir a si mesmo como se de duas pessoas diferentes se tratasse: Paco, o artista, e Francisco, o homem.

 

O autor de A Ternura dos Quarenta revela mesmo que, por vezes, as duas facetas da sua vida entram em conflito. Apesar disso, Paco Bandeira apresentou-se sempre consciente, lúcido e orientado.

 

Algumas testemunhas que depuseram no processo, descrevem o artista como um homem com dupla personalidade, capaz de ser muito sedutor socialmente e agressivo e rude com a ex-companheira. Mas o relatório da perícia não refere esta dualidade de feitios.

 

Nas conversas que manteve com o psiquiatra, Paco Bandeira revelou ter na sua vida dois episódios traumáticos, sobre os quais se recusou a falar: a Guerra Colonial, na qual participou, em Angola, e a morte da sua primeira mulher, Maria Fernanda.

 

O cantor explicou que viveu em África momentos dramáticos, como a morte de civis e acidentes de guerra com os seus camaradas de armas, mas evitou demorar-se neste assunto. E recusou dar mais pormenores sobre o que mais o marcou nessa experiência de guerra.

Quanto à morte da sua primeira mulher, Maria Fernanda, nos encontros com o psiquiatra, Paco Bandeira admitiu que foi uma situação que o fez quase acreditar não ter possibilidade de voltar a ser feliz e até ponderar o suicídio.

 

Guardou a arma
Apesar disso, um pormenor chamou a atenção do perito que fez a avaliação psiquiátrica: Paco não quer falar sobre a morte de Maria Fernanda, mas ainda tem em seu poder a arma que tirou a vida à mulher com quem viveu durante mais de 30 anos.

 

Este facto é sublinhado na perícia psiquiátrica como algo que foge ao padrão de comportamento das pessoas traumatizadas – já que estas, em regra, procuram afastar-se dos objectos que as fazem relembrar os episódios traumáticos.

 

Paco Bandeira – que faz 40 anos de carreira em 2012 –, além das canções mais famosas como Ó Elvas, Ó Elvas (A Minha Cidade), tem outras menos conhecidas que, nos últimos dias, têm sido muito comentadas nas redes sociais, nomeadamente A mulher é como um Livro (Um Livro Chamado Inês).

 

Se assim o desejar, visite a fonte da informação clicando aqui

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado por Planeta Cultural às 20:03

Casos de violência doméstica aumentaram 23% em dois anos

Sexta-feira, 06.01.12

Os casos de violência doméstica aumentaram 23 por cento em dois anos, passando de 20.394 em 2008 para os 25.129 casos em 2010 (excluindo a violência contra menores), foi hoje divulgado num seminário sobre esta temática realizado no Porto.

Os dados foram apresentados num encontro destinado a reflectir sobre os resultados do Programa para Agressores de Violência Doméstica (PAVD) que foi implementado em regime experimental nos últimos três anos em 79 comarcas da região Norte mas que deverá, a partir de agora, ser replicado a nível nacional.

Isabel Batista, coordenadora da equipa de projecto PAVD, da Direcção Geral de Reinserção Social contou à Lusa que “os resultados preliminares deste programa mostram mudanças positivas ao nível do autocontrolo dos agressores”.

Esta psicóloga explicou que o projecto, destinado exclusivamente aos agressores conjugais, com o objectivo de prevenir a reincidência, iniciou-se a 15 de Julho de 2009 e termina no próximo dia 14.

“Os resultados, que consideramos satisfatórios, apesar de ser necessário corrigir alguns pontos, revelam que os agressores deixam de ter tanta tendência para atribuir a causas externas o seu comportamento abusivo além de melhorarem o autocontrolo e autodisciplina”, avançou a especialista.

De acordo com Isabel Batista, estes indivíduos têm a tendência para minimizar, banalizar e atribuir o seu comportamento a causas externas, mas no final de 18 meses de programa assumem a consciência e a responsabilidade do seu próprio comportamento.

“Actualmente temos 123 agressores a frequentar o programa que inclui diversas fases, num total de 103 horas”, afirmou, referindo que 20 indivíduos já concluíram o PAVD e cerca de 30 estão na fase final de formação.

O PAVD é uma parceria da Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género e da Direcção Geral de Reinserção Social. O objectivo é promover nos agressores a consciência e a assumpção da responsab

 

 

Se assim o desejar, visite a fonte da informação clicando aqui

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado por Planeta Cultural às 18:18

Jovem moçambicana contesta casamento arranjado por seita religiosa

Domingo, 04.12.11

Uma menor de 13 anos desencadeou um processo judicial em Manica, centro de Moçambique, para contestar um casamento arranjado pelo seu pai com um homem polígamo, ambos crentes da ceita Johan-marangue, que autoriza casamentos prematuros.

Meiga, gorro branco na cabeça e um sorriso envergonhado, aos nove anos foi obrigada a viver maritalmente com um homem polígamo, com três mulheres, em cumprimento "dos mandamentos bíblicos" da seita e para legitimar a filiação do pai à igreja.

"Obrigava-me várias vezes a fazer sexo, mas eu não sabia o que era isso, se era algo para comer, até que um dia me chamou para o quarto e o encontrei despido e fugi", disse à Lusa a menor, que denuncia ter sofrido agressões físicas por não fazer alguns trabalhos forçados, em beneficio das mulheres mais velhas do lar.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado por Planeta Cultural às 14:24

Violência doméstica: vítimas arriscam em acreditar na mudança do agressor

Sábado, 26.11.11

A nova campanha nacional contra a violência doméstica pretende alertar as vítimas para o risco de continuar a acreditar na alteração de comportamentos por parte dos agressores, avançou, sexta-feira, a secretária de Estado dos Assuntos Parlamentares e da Igualdade.

"Esta campanha pretende alertar as mulheres para o risco que correm ao continuarem a acreditar que o agressor muda, porque na maioria dos casos ele não muda", disse a secretária de Estado dos Assuntos Parlamentares e da Igualdade, Teresa Morais.

A governante falava aos jornalistas no final da apresentação da campanha de sensibilização lançada, esta sexta-feira, pela Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género (CIG), no âmbito do IV Plano Nacional Contra a Violência Doméstica, que decorreu no Hospital Amadora-Sintra.

A campanha será visível em anúncios nas televisões, jornais e rádios, mas também nos autocarros de Lisboa e Porto, onde serão afixados cartazes onde se evidencia uma mulher morta com vários ferimentos e a frase "nos últimos cinco anos 176 reconciliações acabaram em morte".

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado por Planeta Cultural às 11:45

Mulher de Jorge Costa nega que este a tenha agredido

Quinta-feira, 27.10.11

Isabel Costa, mulher do treinador português do Cluj, Jorge Costa, negou esta quinta-feira, através de comunicado, que o seu marido a tenha agredido, contrariando notícias veiculadas na Roménia.

Isabel Costa confirma que ocorreu um «desentendimento entre o casal», mas desmente de forma peremptória que tenha sido agredida pelo antigo internacional português.

Isabel diz ainda que o seu regresso a Portugal foi feito «com a concordância do marido», classificando o teor das notícias de «hediondamente falso».

A imprensa romena havia noticiado que Jorge Costa teria chegado a casa embriagado na madrugada de domingo, após festejar uma vitória do clube que oriente. Teria sido então que o casal se teria envolvido numa acesa discussão e que o técnico do Cluj teria agredido com socos a sua esposa.

Veja o comunicado de Isabel Costa na íntegra:

«Exmos. Senhores Isabel Costa, mulher do treinador português Jorge Costa, face às desagradáveis notícias que têm vindo a público e em defesa do bom nome de sua famflia, vem confirmar ter havido um desentendimento entre o casal e com a concordância do seu marido, regressou a Portugal.

Porém, tudo o demais que tem sido noticiado é hediondamente falso, não passando de meras efabulações, sem qualquer base de realidade».

 

 

Para visitar a fonte da informação, click aqui

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado por Planeta Cultural às 21:15


Pesquisar

 



Contacto

planetacultural@sapo.pt

Comunicado aos nossos leitores

1- Planeta Cultural é um Blog que tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular nas páginas da Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de Comunicação Social, que nem sempre será viável citar ou referenciar. Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo, o favor de me contactar via e-mail (constante no meu perfil público), na sequência de que procederei à sua imediata remoção.

2 - Os comentários expressos neste "Blog", vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste sítio, "Blog", pelo que, publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo. Reserva-me também o direito de eliminar qualquer comentário que possa considerar difamatório, ofensivo, calunioso ou prejudicial a terceiros, bem como textos de carácter promocional que também poderão ser excluídos.

Atenciosamente;

---------------------------------R. C.
-------------Administrador do Planeta Cultural