Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Tags

Mais tags



Comentários recentes

  • Triptofano!

    Realmente no Porão qualquer excitação ficaria auto...

  • Veegam

    Como obter Stellar Lumens gratis!https://steemit.c...

  • Firmino

    deus vê a quem a gente faz bem e depois no fim lev...

  • Planeta Cultural

    O ser humano consegue bem de longe ser pior que os...

  • Maribel Maia

    É com muita pena que leio notícias dessas!





Google lança mosaico dinâmico com buscas mais populares

Sexta-feira, 24.05.13

 

O Google lançou uma ferramenta ideal para quem sempre quis saber o que pessoas estão a pesquisar. Um novo recurso do Google Trends, o «Hot Searches», mostra de forma dinâmica os temas mais procurados na página.

 

O utilizador tem a opção de visualizar entre uma e 25 das buscas mais activas do globo simultaneamente. É bastante interessante ver como os temas alternam-se, formando praticamente um screen-saver com os temas mais relevantes do momento.

 

Pelo menos por enquanto, porém, não são exibidas as buscas de todo o mundo. Há a opção de escolher entre as pesquisas realizadas por utilizadores da Austrália, Canadá, Hong Kong, Índia, Israel, Japão, Rússia, Singapura, Taiwan, Reino Unido e Estados Unidos. Também é possível mesclar as buscas de todos estes países ao mesmo tempo.

 

Outra mudança no Google Trends é que a empresa agora actualiza o seu ranking com os termos mais pesquisados mensalmente. Antigamente, a empresa reunia apenas as buscas mais populares num ano e divulgava através do seu relatório Zeitgeist.

 

 

Para visitar a fonte da informação clique aqui

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado por Planeta Cultural às 22:34

Google cria extensão que abre arquivos do Word, Excel e PowerPoint directamente no Chrome

Sexta-feira, 26.04.13



Já se abrir arquivos PDF directamente no Chrome sem precisar do Adobe Reader. Mas o Google acaba de dar mais um passo nessa direcção e permite agora abrir arquivos do Word, Excel e PowerPoint sem precisar do Microsoft Office – e sem usar o Google Drive

 

É simples: basta instalar o Chrome Beta e usar a extensão Office Viewer, agora libertada para Windows e Mac – antes, só funcionava em Chromebooks.


O utilizador pode procurar texto em documentos usando Ctrl+F, fazer zoom e imprimi-los directamente do Chrome. É mais rápido que visualizá-los no pacote Office: não só o carregamento é rápido, como é mais prático – afinal, o  navegador fica sempre aberto. Mas não é possível editar os arquivos; e tarefas mais exigentes, com muitos separadores, o Chrome não conseguiu abrir.


Como alguns arquivos do Office podem esconder malware, o Chrome abre os arquivos numa sandbox, impedindo o acesso a informações pessoais, ou ao histórico do navegador.


A extensão está ainda em versão beta, e requer o Chrome Beta (ou dev ou canary), por isso não se irrite se não funcionar como esperado: a novidade ainda está em testes.

 

 

Para visitar a fonte da informação clique aqui

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado por Planeta Cultural às 20:54

Google oferece tradutor instantâneo que funciona sem Internet

Quinta-feira, 28.03.13



O Google lançou uma actualização para a sua aplicação de tradução para que a ferramenta passe a funcionar mesmo se não houver ligação de Internet.

 

Conectado, o Google Tradutor tem suporte a mais de 60 idiomas; desconectado, cai para 50 - e a tradução não é tão completa, mas atende às principais necessidades de alguém que está a viajar, por exemplo.

 

O utilizador precisa de fazer o download dos pacotes que lhe interessem. Ao seleccionar «idiomas offline», vê-se uma lista com o que está disponível; basta escolher dois idiomas e fazer o download.

 

A novidade só funciona em aparelhos com Android 2.3 ou superior, e não há informações sobre uma actualização para utilizadores de iPhone.

 

 

Para visitar a fonte da informação clique aqui

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado por Planeta Cultural às 23:20

Milhares de pessoas vão fazer parte do grupo de testes do Google Glass

Quarta-feira, 27.03.13



Quando a Google revelou ao mundo os óculos inteligentes fez questão de resfriar logo os ânimos ao dizer que a compra do dispositivo só podia ser feita em 2014. Mas há quem tenha tentado a sorte.


A Google já escolheu os vencedores da iniciativa #ifihadglass, um concurso destinado aos norte-americanos e que dá às pessoas a oportunidade de fazerem parte de um grupo restrito de testes do Google Glass. A empresa de Mountain View vai começar a contactar os milhares de escolhidos através do Google+ e Twitter. 

A revista Time avança que ao todo foram selecionadas oito mil pessoas, que apesar de terem sido escolhidas entre várias dezenas de milhares de concorrentes, vão ter que pagar os 1.500 dólares que garantem o acesso ao dispositivo. Conhecido como Programa Explorer, a Google quer perceber qual a recetividade dos utilizadores aos óculos inteligentes e quer resolver falhas que possam ser encontradas durante o período de utilização. 

Numa nota enviada aos meios de comunicação, a gigante dos motores de busca revelou cinco das frases que foram escolhidas. Uma participante promete levar o dispositivo até um asilo de veteranos de guerra para que possam ver os seus memoriais de guerra, enquanto um trabalhador de um jardim zoológico prometeu partilhar a experiência que é alimentar pinguins. 

Numa publicação no Google+, a tecnológica norte-americana revelou ainda que recebeu várias participações de empresas mas que este tipo de "indivíduos" não eram elegíveis para a fase atual do programa. A Google diz que está a trabalhar maneiras diferentes de compromisso para as empresas relativamente ao Glass Project. 

Entretanto na Holanda.. 

Um repórter do The Verge encontrou duas pessoas num café que estavam a utilizar uma versão do Google Glass que foi impressa em 3D. Os mais impacientes podem descarregar o modelo tridimensional e começar a experimentar o style de utilizar um gadget usável numa altura em que ainda há de ser desconhecido para a maior parte da população.

 

 

Para visitar a fonte da informação clique aqui

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado por Planeta Cultural às 18:30

Google prepara versão do Glass para quem já usa óculos

Terça-feira, 12.03.13

O Google confirmou nesta terça-feira, 12, que seus óculos inteligentes poderão ser acoplados a armações tradicionais para serem usados por quem tem necessidades visuais.

O anúncio foi realizado na SXSW, evento de tecnologia que acontece no Texas, nos Estados Unidos. Um post publicado no Google Plus mostra um funcionário experimentando o protótipo. (Foto)

Segundo a companhia, a flexibilidade de formato será possível graças ao design modular dos óculos. O tempo de aperfeiçoamento do modelo fará com que ele só esteja disponível depois do lançamento da versão mais simples, esperada para este ano a US$ 1,5 mil.

Sobre

Entre as diversas possibilidades previstas para o Glass, a mais recente fala em reconhecimento de pessoas pela roupa que elas estiverem usando. Um aplicativo em desenvolvimento fará com que o produto ajude a detectar outras pessoas, mesmo que seus rostos não estejam visíveis.

O reconhecimento será feito pelas roupas, e então o nome do procurado aparecerá na lente dos óculos. O sistema se chama InSight e, segundo a New Scientist, é cofinanciado pelo Google. O app deve servir como facilitador em locais movimentados como aeroportos, estádios, shows etc.

Um dos desenvolvedores do aplicativo, Srihari Nelakuditi, da Universidade da Carolina do Sul, explicou no lançamento do InSight que reconhecimento facial não poderia ser utilizado para isso, por ser improvável que o alvo esteja olhando diretamente para a câmera.

 

 


Para visitar a fonte da informação clique aqui

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado por Planeta Cultural às 19:51

Google vai lançar o seu próprio Spotify antes do final do ano

Terça-feira, 26.02.13

O serviço, que vai ter por base o sistema Android, contemplará duas versões – uma gratuita e uma paga - e deve estar pronto no terceiro trimestre de 2013.

 

A Google está a ultimar a sua própria plataforma de música em “streaming”, que deverá competir com o Spotify, revelam fontes próximas da empresa à Bloomberg.

 

A tecnológica está já a negociar com as principais editoras para a obtenção das licenças dos produtos musicais. Negociações que, segundo as fontes da empresa, estão no bom caminho. A Google está também a renegociar os direitos e a ampliar as opções de uso das músicas alojadas no Youtube, do qual a empresa é dona.

 

O novo serviço, que deve estar disponível no terceiro trimestre do ano, tem como objectivo a actualização do Google Play. A base de funcionamento para a nova plataforma de música em “streaming” vai ser o sistema operativo Android. Contudo, segundo as fontes da Bloomberg, a plataforma vai estar também disponível para aparelhos com outros sistemas que não o Android.

 

De acordo com o “Financial Times”, as principais vantagens da nova plataforma da Google sobre o Spotify vão ser as opções de escuta, uma vez que o sistema em desenvolvimento deverá ter uma versão gratuita e outra paga. A versão gratuita não deve ter limites no número de músicas escutadas, nem de horas e, tal como o Spotify, a plataforma vai ter anúncios comerciais. A diferença para a versão paga são os anúncios, que desaparecem.

 

 

Para visitar a fonte da informação clique aqui

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado por Planeta Cultural às 20:53

Google dá bolsas na área do jornalismo

Quarta-feira, 19.12.12

A Google concederá bolsas de 7.500 dólares a estudantes com interesse pelo jornalismo que queiram participar num programa no Verão de 2013 que inclui uma semana na tecnológica.

 

A Google concederá bolsas aos estudantes que queiram “contar histórias de formas novas e dinâmicas”, utilizando a tecnologia, divulgou esta quarta-feira o jornal espanhol “El País”.

O programa tem uma duração de 10 semanas e todos os contemplados começarão as actividades na Fundação Knight e terminarão com uma semana repartida entre a Google News e o Youtube.

 Apesar de nem todos os estudantes ficarem na mesma instituição, temas como o jornalismo de dados, a liberdade de expressão, e o futuro do negócio do jornalismo estarão presentes.

Apesar de a área de estudos dos candidatos não ter de ser o jornalismo, a “paixão” pela actividade e pelo “papel que a tecnologia pode desempenhar na indústria” têm de ser demonstrados. Um currículo académico de excelência que inclua actividades extracurriculares e o interesse pela criação de modelos de negócio são valorizados.

Os candidatos podem ser estudantes de licenciatura, estudos pós-graduados ou não terem iniciado ainda a frequência do ensino superior.

O valor das bolsas deverá ser de perto de 7.500 dólares (aproximadamente 5.689 euros) para as 10 semanas e de 1.000 dólares para a viagem. As actividades deverão iniciar-se a 3 de Junho do próximo ano na Fundação Knight, na Florida, seguindo os participantes para a organização de acolhimento a 10 de Junho de 2013.

 

 


Para visitar a fonte da informação clique aqui

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado por Planeta Cultural às 18:13

iPad Mini poderá ser lançado a 17 de Outubro

Segunda-feira, 01.10.12

A Apple volta a estar no centro das atenções, agora por causa do iPad. Depois de ter lançado o iPhone 5 é a vez da versão mini do seu tablet PC que deverá chegar ao mercado a 17 de Outubro, segundo a Fortun.

 

A partir de 10 de Outubro, a Apple deverá começar a enviar os convites para a apresentação do novo iPad Mini, segundo um investidor da Apple citada pelo site da “Fortune”.

Como é habitual, a Apple não comenta estes rumores. Até ao lançamento do iPhone 5, o mercado internacional afiançava que a fabricante da maçã iria lançar o novo “smartphone” no mesmo dia que o iPad Mini.

De acordo com os rumores, a nova versão do iPad terá 7,85 polegadas, com características semelhantes às do iPad 2.

Quanto a preços, o iPad mini poderá custar cerca de 299 dólares. Com este novo dispositivo, a Apple passa a concorrer directamente com o Google e o seu Nexus

 


Para visitar a fonte da informação clique aqui

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado por Planeta Cultural às 20:54

Google dificulta ainda mais a pesquisa de conteúdo pirata

Sexta-feira, 10.08.12

Buscador prejudicará sites infratores com piores posições nos resultados

 

Em mais uma medida para dificultar a pesquisa de conteúdo protegido por direitos autorais, o Google anunciou nesta sexta-feira (10/8) que promoverá mudanças no seu algoritmo de busca, criando um sistema que prejudica o site infrator ao diminuir sua posição nos resultados da pesquisa.

Cada vez que for identificada uma retirada de conteúdo por causa de direitos autorais, o site que o postou perderá alguns pontos.

A empresa norte-americana diz ter decidido pela nova regra para valorizar as fontes legais de obras culturais, que agora terão destaque no rankeamento, enquanto diminui os acessos aos sites ilegais.

Já há algum tempo, ficou mais difícil usar o Google para achar conteúdo pirata, com o mecanismo de busca tendo sido obrigado pela justiça de alguns países a bloquear termos populares como 'torrent', 'Rapidshare' ou 'Megaupload'.   

O Google afirma ter cortado 4,3 milhões de endereços nos últimos 30 dias, apenas por motivos relacionados aos direitos autorais.

 

 

Para visitar a fonte da informação, clique aqui

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado por Planeta Cultural às 22:06

Google TV chega à Europa em Julho

Segunda-feira, 25.06.12

Depois da estreia nos EUA, onde foi lançada com alguns percalços em 2010, a plataforma Google TV vai chegar à Europa no próximo mês de Julho. O Reino Unido foi o país escolhido pelo motor de busca e pela Sony para estrear o serviço em território europeu

O primeiro equipamento baseado na plataforma Google TV, um serviço de televisão interactiva da Google que permite aceder a aplicações e conteúdos da Internet através do televisor, a chegar ao mercado europeu é uma set-top box da Sony, que vai começar a ser comercializada no Reino Unido a partir do próximo mês, por cerca de 200 libras, cerca de 248 euros, adiantou a fabricante nipónica.

Com este lançamento a Google lança a sua plataforma de TV pela primeira vez fora dos EUA, onde estreou um serviço em 2010 em parceria com a Sony e com a Logitech.

Apesar de ter sido apresentado na altura com alguma pompa e circunstância, a plataforma nunca conseguiu atingir o sucesso esperado e o lançamento da Google TV noutros mercados é visto como uma segunda oportunidade para o serviço.

Em comunicado a Sony refere que depois do Reino Unido, está previsto o lançamento deste equipamento em breve noutros mercados, nomeadamente na Alemanha, Austrália, Brasil, Canadá, França, Holanda e México.

Segundo informação avançada pela BBC, até ao final do ano a Sony tem ainda planos para lançar um novo equipamento baseado no sistema Google TV, desta vez um leitor de Blu-ray.

 

 

Para visitar a fonte da informação, clique aqui

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado por Planeta Cultural às 18:35


Pesquisar

 


subscrever feeds


Contacto

planetacultural@sapo.pt

Comunicado aos nossos leitores

1- Planeta Cultural é um Blog que tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular nas páginas da Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de Comunicação Social, que nem sempre será viável citar ou referenciar. Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo, o favor de me contactar via e-mail (constante no meu perfil público), na sequência de que procederei à sua imediata remoção.

2 - Os comentários expressos neste "Blog", vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste sítio, "Blog", pelo que, publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo. Reserva-me também o direito de eliminar qualquer comentário que possa considerar difamatório, ofensivo, calunioso ou prejudicial a terceiros, bem como textos de carácter promocional que também poderão ser excluídos.

Atenciosamente;

---------------------------------R. C.
-------------Administrador do Planeta Cultural