Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Planeta Cultural

Acima de tudo, cultura geral

Planeta Cultural

Acima de tudo, cultura geral

PSI-20 sobe mais de 2% com todas as cotadas em alta

30.04.09, Planeta Cultural

A bolsa nacional fechou a valorizar, impulsionada essencialmente pelos ganhos superiores a 2% da Energias de Portugal, Portugal Telecom e Galp Energia. O PSI-20 apreciou 2,12% com todas as cotadas em alta.

O principal índice da bolsa nacional (PSI-20) negociou nos 6.671,68 pontos, acompanhando a tendência de ganhos dos congéneres europeus, num dia marcado pela apresentação de resultados um pouco por toda a Europa, com os números a superarem as estimativas e a animar a negociação bolsista.

Por cá, a Portugal Telecom foi o título que mais impulsionou com uma valorização de 2,30% para os 5,78 euros. A televisão digital terrestre arranca hoje em Portugal, com o arranque da nova tecnologia em 29 localidades, o que representa uma cobertura de 40% da população. A meta da Portugal Telecom passa por duplicar este valor até final do ano, para 80%.

No restante sector das telecomunicações, a Zon Multimedia avançou 1,21% para os 4,094 euros enquanto a Sonaecom subiu 0,97% para os 1,88 euros.

A contribuir para a tendência fechou ainda a Galp Energia que ganhou 2,29% para os 10,015 euros. No sector energético, a *Energias de Portugal* somou 2,70% para os 2,742 euros enquanto a EDP Renováveis apreciou 1,83% para os 6,079 euros. A REN subiu 1,19% para os 3,147 euros.

Na banca, o BCP avançou 1,30% para os 0,699 euros enquanto o BES e o BPI somaram 0,27% para os 3,68 euros e 3,49% para os 1,811 euros, respectivamente.

O destaque pela positiva vai, no entanto, para a Portucel que disparou 5,92% para os 1,557 euros depois de ontem ter anunciado que uma queda de 29,1% dos lucros do primeiro trimestre para os 27,9 milhões de euros.

Os resultados operacionais divulgados ontem pela empresa ficaram acima das previsões dos analistas que destacam as difíceis condições enfrentadas pelo sector no primeiro trimestre do ano.

A Semapa, que ontem revelou uma quebra de 47,6% dos lucros do primeiro trimestre, tendo terminado o período com um resultados líquido de 12,8 milhões de euros, subiu 2,91% para os 6,329 euros.
 

 

Fonte: Jornal de Negócios