Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Planeta Cultural

Acima de tudo, cultura geral

Planeta Cultural

Acima de tudo, cultura geral

Wall Street afunda mais de 3% após dados do emprego e alerta da Hungria

04.06.10, Planeta Cultural

As principais praças norte-americanas fecharam a cair mais de 3%, penalizadas pelo anúncio de um menor número de empregos criados do que o previsto pelos economistas, e pelo anúncio da Hungria sobre a sua “situação económica muito grave”.

O Dow Jones desceu 3,16% para 9.931,22 pontos, o Nasdaq cedeu 3,64% para 2.219,17 pontos e o S&P500 perdeu 3,44% para 1.064,88 pontos.

O sector laboral norte-americano continua fragilizado e incapaz de criar suficientes postos de trabalho. Apesar da taxa de desemprego ter caído ligeiramente, esta redução é explicada essencialmente pela contratação temporária de 411 mil pessoas para realizarem o Census de 2011. Além disso o número de postos de trabalho criados ficaram aquém do estimado pelos economistas.

Este indicador aumentou os receios dos investidores em relação à incapacidade dos EUA conseguirem reanimar o mercado de trabalho.

Além deste dado, a Hungria trouxe hoje uma grande instabilidade aos mercados, depois do porta-voz do primeiro-ministro ter dito que a “situação económica é muito grave”, admitindo entrar em incumprimento. O que fez disparar os receios relativos a um contágio a outros países e provocou quedas acentuadas também na Europa.

No sector das tecnologias, a Amazon perdeu 4,59% para 122,71 dólares, a Dell caiu 3,80% para 13,24 dólares e a Cisco recuou 3,08% para 22,96 dólares.

Na banca, o Citigroup afundou 4,04% para 3,80 dólares, o JPMorgan caiu 3,45% para 37,75 dólares e o Bank of America cedeu 2,91% para 15,35 dólares.

A Boeing perdeu 4,79% para 61,23 dólares e a Alcoa desvalorizou 4,66% para 10,84 dólares.

 

 

 

Visite a fonte da informação aqui