Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Planeta Cultural

Acima de tudo, cultura geral

Planeta Cultural

Acima de tudo, cultura geral

Bolsas dos EUA caem com declarações de Trichet

20.11.09, Planeta Cultural

Os principais índices bolsistas norte-americanos encerraram em baixa, pela terceira sessão consecutiva, penalizados pelas declarações do presidente do Banco Central Europeu, Jean-Claude Trichet, que disse que as autoridades monetárias vão retirar gradualmente o dinheiro dos fundos de emergência.

Além disso, os resultados da Dell e da D.R. Horton ficaram aquém das estimativas dos analistas, o que contribuiu para pôr as bolsas no vermelho. A valorização do dólar face ao euro pressionou os títulos de matérias-primas.

O Dow Jones fechou a perder 0,14%, fixando-se nos 10.318,16 pontos. O S&P 500 caiu 0,32%, para 1.091,38 pontos. Em termos semanais, o Standard & Poor’s 500 também cedeu terreno (0,2%), o que não acontecia desde Outubro.

O índice tecnológico Nasdaq fixou-se nos 2.146,04 pontos, com uma desvalorização de 0,50%.

A Dell registou a maior queda deste ano (9,96%), liderando as perdas dos títulos tecnológicos.

As quedas foram limitadas pelo bom desempenho da J.M. Smucker, que comandou os ganhos das empresas do sector dos bens de consumo essenciais, depois a líder no mercado das compotas ter divulgado resultados acima do previsto.

“Vivemos num mundo em que todos os activos de risco se movem diariamente na mesma direcção, que é a direcção oposta à do dólar”, comentou à Bloomberg um gestor da Eastern Investment Advisors, John Kattar. “Há bastantes notícias positivas a ajudarem os preços das acções e estas estão relativamente avaliadas de forma justa, atendendo aos fundamentais”, acrescentou o mesmo responsável.

As declarações de Trichet intensificaram os receios de que as autoridades monetárias do BCE comecem a reduzir faseadamente as medidas de estímulo à economia.

Visite a fonte da informação aqui