Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]






Comentários recentes

  • Triptofano!

    Realmente no Porão qualquer excitação ficaria auto...

  • Veegam

    Como obter Stellar Lumens gratis!https://steemit.c...

  • Firmino

    deus vê a quem a gente faz bem e depois no fim lev...

  • Planeta Cultural

    O ser humano consegue bem de longe ser pior que os...

  • Maribel Maia

    É com muita pena que leio notícias dessas!





«Sinto-me um bode expiatório do Apito Dourado»

Sábado, 31.10.09

É assim que Ana Salgado reage ao facto de o MP ter pedido a sua condenação por alegada difamação.

 

«Sinto-me um bode expiatório do Apito Dourado que fracassou». É assim que Ana Salgado reage ao facto do Ministério Público (MP) ter pedido a sua condenação por alegadamente ter difamado a procuradora Maria José Morgado, noticia a Lusa.

 

«Tem de haver um culpado e estou a ser eu», declarou a irmã de Carolina Salgado, no final da sessão desta sexta-feira do julgamento a decorrer no Tribunal de São João Novo no qual Ana Salgado é acusada de difamação à procuradora-geral adjunta Maria José Morgado.

A irmã da ex-companheira de Pinto da Costa também é acusada de difamação do ex-inspector da Polícia Judiciária (PJ) Sérgio Bagulho depois de alegadamente ter dado um depoimento em Junho de 2007 no Departamento de Investigação e Acção Penal (DIAP) do Porto.

 

Na altura, Ana Salgado terá acusado os dois membros da Equipa de Coordenação do Processo «Apito Dourado» (ECPAD) de combinarem depoimentos com Carolina Salgado e de intervirem no livro «Eu, Carolina», juntamente com Luís Filipe Vieira, presidente do Benfica.

 

O procurador do Ministério Público salientou, nas alegações finais, que a arguida não conseguiu provar a verdade dos depoimentos. «Não basta afirmar, é preciso provar que o que se afirma é verdade», disse.

 

«Chegamos à conclusão que se por um lado a arguida não conseguiu provar o que disse, por outro lado a prova produzida (pelo depoimento de testemunhas) vai no sentido contrário ao que aquela havia proferido nas declarações (ao DIAP)», afirmou.

 

O MP alegou também que Maria José Morgado «dirigia uma equipa formada pelo próprio procurador-geral da República». «Não se concebe que a magistrada pudesse ter comportamentos menos correctos», declarou.

 

Já quanto a Sérgio Bagulho, o procurador do MP lembrou que este se «limitou a fazer o que lhe era determinado» pela procuradora, mas sempre «com isenção».

De acordo com o Ministério Público, «ficou demonstrado que a equipa (ECPAD) nunca poderia ter tido qualquer influência» no livro «Eu, Carolina» porque «nem sequer estava constituída» na altura em que este foi editado. O livro foi editado em Dezembro 2006.

 

Advogada de Sérgio Bagulho pede condenação

 

A advogada do inspector Sérgio Bagulho também pediu a condenação de Ana Salgado. Por outro lado, a defesa de Ana Salgado pediu a sua absolvição nos dois crimes de difamação de que está acusada. A defesa alegou que as declarações da arguida sobre Maria José Morgado «não são susceptíveis de a ofender».

 

A leitura do acórdão ficou marcada para 13 de Novembro pelas 15:00 na terceira vara do Tribunal de São João Novo.

 

Fonte: TVI 24

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado por Planeta Cultural às 21:13

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Pesquisar

 


subscrever feeds


Contacto

planetacultural@sapo.pt


Comunicado aos nossos leitores

1- Planeta Cultural é um Blog que tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular nas páginas da Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de Comunicação Social, que nem sempre será viável citar ou referenciar. Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo, o favor de me contactar via e-mail (constante no meu perfil público), na sequência de que procederei à sua imediata remoção.

2 - Os comentários expressos neste "Blog", vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste sítio, "Blog", pelo que, publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo. Reserva-me também o direito de eliminar qualquer comentário que possa considerar difamatório, ofensivo, calunioso ou prejudicial a terceiros, bem como textos de carácter promocional que também poderão ser excluídos.

Atenciosamente;

---------------------------------R. C.
-------------Administrador do Planeta Cultural

Quantos nos visitaram desde 13FEV2016?