Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Planeta Cultural

Acima de tudo, cultura geral

Planeta Cultural

Acima de tudo, cultura geral

Bolsas norte-americanas fecharam em terreno positivo

11.10.13, Planeta Cultural

S&P500 atingiu um máximo desde Setembro, eliminando já todas as perdas desde que o Governo federal foi obrigado a um encerramento parcial devido ao impasse orçamental.

 

As bolsas norte-americanas fecharam em terreno positivo, com os investidores a mostrarem optimismo com um possível acordo a ser alcançado pelos políticos norte-americanos sobre o aumento do limite de endividamento dos Estados Unidos.

 

 

Depois de na véspera terem alcançado a melhor sessão desde Janeiro, esta sexta-feira os ganhos foram mais contidos. O Dow Jones progrediu 0,73% para 15.237,11 pontos e o Nasdaq avançou 0,83% para 3.791,87 pontos. Já o S&P500 avançou 0,37% para máximos desde Setembro.

 

 

 

O Partido Republicano apresentou quinta-feira uma proposta formal que permite aumentar temporariamente o tecto do endividamento, ao longo das próximas seis semanas. O prevê o aumento da capacidade de endividamento do Governo federal americano, sem que sejam exigidas nenhumas contrapartidas políticas.

 

 

 

Esta é uma medida importante que permitirá resolver, de forma temporária, o problema relacionado com a capacidade de endividamento do Governo americano, mas que não resolve o bloqueio orçamental que mantém o Governo parcialmente fechado desde 1 de Outubro.

 

 

 

“Estamos a receber sinais de fumo de que existem conversações construtivas” entre democratas e republicanos com vista a um acordo sobre o limite de endividamento, disse à Bloomberg Jim Russel, da US Bank Wealth Management. “Quanto mais rápido conseguirmos afastar esta nuvem, mais rapidamente os investidores podem focar-se nos fundamentais actuais” disse o mesmo responsável, acrescentando que cada dia que passa com parte do Governo federal encerrado, “mais estragos faz na economia, nas empresas e na confiança dos investidores”.

 

 

 

A Johnson & Johnson liderou os ganhos no Dow Jones, com uma valorização de 1,54% para 89,13 dólares, depois do Goldman Sachs ter elevado a recomendação da empresa.

 

 

O JPMorgan fechou a cair 0,34% para 52,34 dólares depois de ter apresentado resultados. O banco registou um prejuízo no terceiro trimestre deste ano, depois de ter decidido reforçar as reservas para cobrir eventuais lutas na justiça. O resultado líquido negativo do banco norte-americano foi de 400 milhões de dólares (296 milhões de euros) entre Julho e Setembro deste ano, de acordo com o comunicado de resultados do banco. No mesmo período do ano passado, o resultado líquido tinha sido positivo na ordem dos 5,7 mil milhões de dólares.

 

 

Para visitar a fonte da informação clique aqui