Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Planeta Cultural

Acima de tudo, cultura geral

Planeta Cultural

Acima de tudo, cultura geral

Bebé indiano de três meses entra em «combustão espontânea»

13.08.13, Planeta Cultural

Um bebé indiano de três meses encontra-se hospitalizado depois de, alegadamente, ter entrado em combustão espontânea pela quarta vez. O pequeno Rahul foi internado na semana passada na Unidade de Cuidados Intensivos do hospital de Chennai.

 

Os médicos admitem que o bebé tenha entrado em combustão devido à libertação de gases através da pele, que o deixou com queimaduras de grau dez no peito e cabeça.


«O bebé encontra-se estável e está a receber tratamento para as queimaduras e cicatrizes», indicou R. Narayana Babu, director do serviço de pediatria.
O bebé, natural de Villupuram, a cerca de 150 quilómetros de Chennai, terá sofrido o primeiro incidente quando tinha apenas nove dias.


«As pessoas pensaram que eu lhe tinha pegado fogo», disse Rajeswari, a mãe de Rahul, que revelou que a comunidade local ostracizou-a e ao seu marido, um agricultor.


A Combustão Humana Espontânea (CHE) foi indicada como causa de morte num número de casos documentados em que cadáveres queimados foram encontrados sem uma aparente fonte de ignição exterior.


Estima-se que ocorreram cerca de duas centenas de casos em todo o mundo.


Os médicos sublinham que apenas têm a versão da mãe sobre os episódios de combustão espontânea, pelo que pretendem estudar de forma intensiva Rahul para determinar que tipo de gases são gerados pelo bebé. Mas nem toda a gente acredita na mãe de Rahul.


«A síndrome de Combustão Humana Espontânea é um mito», disse J Jagan Mohan, especialista na unidade de queimados do hospital, ao jornal The Times of India.


«Um bebé a pegar fogo espontaneamente é impossível. Os alcoólicos têm uma pequena percentagem de álcool segregada no suor, mas mesmo isso não gera chamas», acrescentou.

 

 

 

Para visitar a fonte da informação clique aqui