Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Planeta Cultural

Acima de tudo, cultura geral

Planeta Cultural

Acima de tudo, cultura geral

Ruas de Luanda vão ter mais câmaras de videovigilância

09.08.15, Planeta Cultural

O comandante-geral da Polícia Nacional, comissário-geral Ambrósio de Lemos, anunciou sexta-feira em Luanda o início, para breve, do processo de extensão da instalação de câmaras de videovigilância na capital.

 

Após visitar a exposição da Polícia Nacional na Feira dos Municípios e Cidades de Angola (FMCA 2015), Ambrósio de Lemos disse à imprensa que o sistema para a segurança da população da capital do país está em curso, faltando apenas a conclusão de algumas questões administrativas.


“Está tudo bem encaminhado, visto que já foram disponibilizadas as verbas para o efeito”, confirmou o comandante-geral.


Ambrósio de Lemos afirmou que, como forma de incentivar o cidadão a cumprir as suas obrigações, a corporação continua a dar prioridade à prevenção rodoviária e só depois à repreensão. “Com um pouco de paciência, a população vai estar mais bem-educada para o exercício de uma condução automóvel rigorosa”, disse.


Sem avançar números, Ambrósio de Lemos referiu que os acidentes em Angola são muito elevados, devido ao uso exagerado de álcool, excesso de velocidade, entre outras situações que preocupam a Polícia.


A Polícia Nacional exibe na Feira drones, sistema de exame de condução virtual, equipamentos de prevenção rodoviária, viaturas de patrulhamento, meios para  a extinção de incêndios, resgate, assistência médica, remoção de cadáveres, fardas que diferenciam os efectivos das unidades que compõem a corporação, além de folhetos informativos.

 

 

Mourinho "descarrega" em Eva Carneiro

09.08.15, Planeta Cultural

Eva Carneiro.jpg

José Mourinho entrou com o pé esquerdo na edição 2015/2016 da Premier League.

 

Os campeões de Inglaterra empataram a duas bolas com o o Swansea em casa. O técnico português não gostou do empate e descarregou a fúria em ... Eva Carneiro, fisioterapeuta do clube. Tudo por causa de Hazard, jogador que caiu lesionado e teve de sair do relvado nos descontos, quando a equipa jogava com menos um.

 

"Não fiquei satisfeito com o meu staff médico porque quando tu és médico ou delegado no banco de suplentes, tens de entender o jogo. Quando entras no retângulo de jogo para assistir um jogador, tens de ter a certeza que o jogador tem um problema sério. Tenho a certeza que o Eden [Hazard] não tem um problema sério. Levou uma pancada e estava muito cansado. Deixaram-me com oito homens para um contra-ataque depois de uma bola parada. Fiquei preocupado porque não tínhamos jogadores suficientes", explicou o técnico.