Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Planeta Cultural

Acima de tudo, cultura geral

Planeta Cultural

Acima de tudo, cultura geral

Confira as novas avaliações do BPI para a bolsa de Lisboa

02.07.15, Planeta Cultural

O banco de investimento aproveitou a antevisão para o segundo semestre das bolsas ibéricas para revisitar as avaliações atribuídas a 16 cotadas do mercado nacional. Conheça as novas avaliações e recomendações.


O BPI tem novas avaliações para as cotadas portuguesas. Das 16 empresas que segue na bolsa nacional, reviu os preços-alvo para cinco, com a quatro destas a verem os seus respectivos preços justos a descerem. A Teixeira Duarte foi a mais castigada, enquanto a Novabase foi a única a ser alvo de uma revisão em alta.

 

"Em média, as nossas estimativas de resultados ficaram sem alterações para 2015, reduzindo-as em 1% para 2016", isto considerando o universo de cotadas portuguesas e espanholas acompanhadas pelo "research" do BPI. "Os preços-alvo foram revistos em alta em cerca de 2%", acrescenta o banco de investimento. No caso só da bolsa portuguesa houve uma revisão em baixa de 0,3% (-1,2% nas cotadas do PSI-20).

 

Das 16 empresas que segue na bolsa nacional, a Teixeira Duarte foi a mais castigada. O banco cortou a avaliação para 2016 em 19%, reduzindo-a para 0,60 euros, devido á exposição a economistas como a angolana, que atravessam um período complicado. Galp Energia, Altri e Jerónimo Martins foram as outras empresas cujos preços-alvo desceram. Só a Novabase viu a sua avaliação aumentar para 2,85 euros.

 

Veja as novas avaliações para todas as empresas da bolsa nacional acompanhadas pelo banco de investimento, mas também as recomendações.

Pág. 4/4