Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Planeta Cultural

Acima de tudo, cultura geral

Planeta Cultural

Acima de tudo, cultura geral

Google Now já tem suporte para mais de 100 apps no Android

28.04.15, Planeta Cultural

O Google Now acaba de receber uma atualização bem completa e agora já está compatível com mais de 100 aplicativos diferentes. Nesta semana, uma nova versão do assistente pessoal da Google trouxe mais 700 apps à lista de cards compatíveis e que podem ser integrados ao serviço — fazendo com que muitas ações possam ser realizadas com mais dinamismo do que antes.

 

Com a atualização, torna-se possível ter acesso a listas do Spotify ou do YouTube sem precisar de grandes esforços, por exemplo. Também é possível configurar cards com notícias de um assunto e aproveitar a velocidade com que elas chegam em seu celular. A lista completa dos apps compatíveis com o Google Now você pode encontrar por este link, sendo que o anúncio oficial da Google pode ser visto por este.

googlenow.jpg

 Para ter acesso às novidades, é preciso ter o app Google atualizado em seu smartphone Android, assim como os outros aplicativos que você deseja utilizar de maneira integrada. Ainda não há informações sobre possíveis novidades desse tipo sendo levadas ao app Google Now para os smartphones da Apple.

 

 

Para visitar a fonte da informação clique aqui

CaixaBI estima queda de 42% nos lucros da Nos

28.04.15, Planeta Cultural
A unidade de investimento da Caixa Geral de Depósitos estima que a Nos tenha obtido um resultado líquido de 14,7 milhões de euros no primeiro trimestre, um valor que fica 42% abaixo dos 25,3 milhões registados no período homólogo.
 
 

Numa nota de análise de antecipação dos resultados, a que o Negócios teve acesso, o CaixaBI estima que o resultado líquido da Nos tenha encolhido 42%, para 14,7 milhões de euros, no primeiro trimestre deste ano, face ao mesmo período do ano passado (época em que a empresa ainda era denominada de Zon Optimus). Nos primeiros três meses de 2014, a Zon tinha obtido lucros de 25,3 milhões de euros.

 

Por outro lado, em comparação com o quarto trimestre de 2014, os lucros de Janeiro a Março de 2015 terão registado um aumento de 19,2%. "Este trimestre deve reflectir as mesmas tendências do quarto trimestre de 2014 sem qualquer grande alteração em termos de evolução de indicadores chave de desempenho", refere a nota de análise. "Por conseguinte, esperamos uma melhoria [em termos] de ano a ano tanto no segmento residencial como no de negócio (+4,6% para os dois segmentos)".

 

Por outro lado, as receitas operacionais devem registar uma diminuição de 0,7% face ao período homólogo de 2014, fixando-se assim nos 335,1 milhões de euros. O EBITDA (resultado antes de juros, impostos, apreciações e amortizações) deverá ascender aos 123,1 milhões de euros – o que representa uma queda de 5,3% face ao primeiro trimestre de 2014. Porém, em relação aos últimos três meses de 2014 este valor de EBITDA representa um crescimento de 8,4%.

 

"Uma vez mais, a margem de EBITDA deve traduzir um aumento na actividade comercial e um volume de tráfego mais elevado. Por isso, prevemos que a margem de EBITDA alcance 36,7%, acima do trimestre anterior (32,1%) mas abaixo do primeiro trimestre de 2014 (38,5%)", revela a nota.

 

O EBIT (resultados antes de juros e impostos) deve ser de 35,3 milhões de euros, uma quebra de 26,7% face ao mesmo período do ano passado. 

 

Nesta nota de análise, o CaixaBI mantém o preço-alvo da empresa nos 6,70 euros e a recomendação é também mantida em "acumular". As acções da Nos encerraram a sessão desta terça-feira, 28 de Abril, a cederem 1,21% para 6,59 euros.

 

 

Para visitar a fonte da informação clique aqui

CaixaBI: BCP terá regressado aos lucros no primeiro trimestre

28.04.15, Planeta Cultural
O Banco Comercial Português, que divulga no próximo dia 4 de Maio as suas contas do primeiro trimestre, deverá reportar um resultado líquido positivo, ao contrário do que aconteceu entre Janeiro e Março de 2014.
 
 

O BCP deverá ter registado lucros de 51,5 milhões de euros nos três primeiros meses do ano, contra perdas de 40,7 milhões de euros no período homólogo do ano passado e um prejuízo de 119,7 milhões no último trimestre de 2014, estimam os analistas do CaixaBI.

 

 

 

Audi mistura ar e água e cria diesel não poluente

28.04.15, Planeta Cultural

 

O fabricante automóvel alemão Audi conseguiu criar um diesel sintético, não poluente, a partir do hidrogénio da água e de dióxido de carbono. Está numa fase inicial de testes, mas poderá ser uma revolução nos combustíveis.

 

Um programa experimental da Audi, fabricante automóvel do grupo Volkswagen, em conjunto com a empresa energética Sunfire criou um combustível semelhante ao diesel que usa como matérias primas apenas água e dióxido de carbono, noticia a edição britânica da revista Wired.

 

Este novo composto tem potencial para se tornar num combustível não poluente, no sentido em que é "neutro" a nível do carbono - ou seja, o dióxido de carbono que retira da atmosfera é equivalente aquele que é libertado durante a sua utilização.

 

 

 

Para visitar a fonte da informação clique aqui