Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Planeta Cultural

Acima de tudo, cultura geral

Planeta Cultural

Acima de tudo, cultura geral

Dinossauro King Nose é 'descoberto' 20 anos após escavação

23.09.14, Planeta Cultural

Cientistas descobriram um dinossauro de 9 metros de comprimento e um focinho enorme depois de ele ter sido mantido por duas décadas dentro de um depósito, informou o jornal The Independent.

 

King Nose, como foi batizado o Rhinorex condrupus, passou os últimos 20 anos armazenado em um compartimento do Museu da Universidade Brigham Young, em Utah, Estados Unidos. Ele foi originalmente escavado da formação rochosa Nelsen, no mesmo estado, na década de 1990. 

 

Os pesquisadores Terry Gates e Scheetz disseram que foi apenas quando eles começaram a reconstruir o fóssil que eles perceberam que tinham encontrado uma nova espécie. 

 

"Tínhamos quase o crânio inteiro, o que que foi maravilhoso,"  conta Gates, "mas a preparação foi muito difícil. Demorou dois anos para escavar o fóssil no arenito ao qual foi incorporado, foi como cavar um crânio de dinossauro em uma calçada de concreto ". 

 

Com base nos ossos recuperados, os paleontólogos estimam que Rhinorex - que pode ser traduzido para o Rei do Nariz - pesava mais de 3.855 quilos. 

 

Ele viveu a cerca de 80 quilometros do que é hoje a costa de Utah, em um ambiente pantanoso, e é o único fóssil hadrossauro (dinossauro herbívoro e semi-bípede que viveu no fim do período Cretáceo) completo do local.

 

Ao contrário de outros hadrossauros, que são geralmente identificados por cristas ósseas que se estendem desde o crânio, Rhinorex tinha um enorme nariz. "Agora por que ele tinha um nariz tão grande ainda é um mistério, disse Gates. 

 

"Se este dinossauro é parecido com seus parentes, então ele provavelmente não tem um super olfato; mas talvez o nariz fosse usado como um meio de atrair parceiros, reconhecer membros da sua espécie, ou mesmo como um grande anexo ao bico esmagador de plantas", completa. 

 

 

Para visitar a fonte da informação clique aqui

Tigre branco mata jovem em zoológico na Índia

23.09.14, Planeta Cultural

Um tigre branco matou nesta terça-feira um jovem que caiu dentro da jaula do animal em um zoológico de Nova Délhi, informaram uma fonte oficial e testemunhas.

 

Os motivos do acidente ainda não foram esclarecidos. Enquanto os trabalhadores do zoo afirmam que o jovem entrou no recinto do animal, os visitantes afirmaram que a vítima caiu no local.

 

"O jovem entrou na jaula do tigre. Estamos tentando identificá-lo", disse um funcionário do zoo, R. A. Khan, à agência local "Ians" A emissora local "NDTV" mostrou imagens do animal movimentando o corpo do jovem de um lado para o outro. Segundo testemunhas, a vítima tinha em torno de 20 anos.

 

"Assim que o jovem caiu na jaula do tigre, o animal se aproximou e ficou o observando em silêncio durante 15 minutos", contou em entrevista à agência "Ians" uma testemunha que gravou o acidente por telefone.

 

Segundo ele, os visitantes começaram a jogar pedras e fazer barulho para desviar a atenção do animal. "O tigre então foi para cima do jovem e mordeu seu pescoço", acrescentou. A vítima teria demorado cerca de 10 minutos até morrer.

 

Os ataques de tigres em cativeiro não são frequentes na Índia, mas sim em zonas rurais. Frequentemente a imprensa divulga notícias sobre vítimas destes animais que estão em perigo de extinção.

 

Atualmente, existem cerca de 1.700 tigres na Índia, 60% da população mundial de uma espécie que também é encontrada em países asiáticos como Bangladesh, Vietnã, Tailândia, Nepal e Camboja.

 

 

Para visitar a fonte da informação clique aqui

Nelson Freitas lança novo single do mais recente disco "Elevate"

23.09.14, Planeta Cultural

"For You" é o novo single do mais recente disco de Nelson Freitas. "Elevate" é o terceiro disco de originais do cantor, compositor e produtor de ascendência cabo-verdiana.   

 

Nelson freitas traz "The Elevate Show" no dia 28 de novembro, ao MEO Arena, em Lisboa.

 

Um concerto que conta com vários convidados, como Anselmo Ralph e Yuri da Cunha.

 

 

Para visitar a fonte da informação clique aqui

Três adolescentes portugueses vencem concurso europeu de ciência

23.09.14, Planeta Cultural

Três portugueses, de 16 anos, receberam esta terça-feira, em Varsóvia, o primeiro prémio da 26.ª edição do Concurso da União Europeia para Jovens Cientistas, com projetos nas áreas da matemática e da biologia, informou a Comissão Europeia. 

João Pedro Araújo (matemática) e a dupla Mariana Garcia e Matilde Moreira (biologia) vão receber, cada, um prémio de sete mil euros, partilhando o primeiro lugar com Lubos Vozdecky, um jovem checo, de 19 anos, que apresentou um trabalho no domínio da física. 

O concurso de Varsóvia, na Polónia, reuniu 77 projetos de 36 países, incluindo os Estados-Membros da União Europeia, estados associados e outros países, segundo uma nota divulgada esta terça-feira pela representação da Comissão Europeia em Portugal. 

Os temas dos projetos incidiam nas áreas de biologia, física, química, informática, ciências sociais, ambiente, matemática, materiais, engenharia e medicina. 

Ao concurso, no qual foram atribuídos segundos e terceiros prémios, apresentaram-se 110 jovens, entre os 14 e os 20 anos. 

Os segundos prémios (cinco mil euros por projeto) foram concedidos a trabalhos da Irlanda, Bulgária e Eslovénia (em matemática e química) e os terceiros (3500 euros) a projetos da Lituânia, do Reino Unido e da Alemanha (nas áreas da biologia, medicina e engenharia). 

Um outro prémio, de cooperação internacional (cinco mil euros), foi para um jovem suíço (física). 

O Concurso da União Europeia para Jovens Cientistas foi criado pela Comissão Europeia, em 1989, para «estimular a cooperação e o intercâmbio entre jovens cientistas e dar-lhes a possibilidade de serem orientados por alguns dos mais proeminentes investigadores da Europa». 

Citada em comunicado, a comissária europeia para a Investigação, Inovação e Ciência, Máire Geoghegan-Quinn, elogiou «a qualidade dos trabalhos», salientando a importância de «dar aos jovens a oportunidade» de desenvolverem ideias e de «serem criadores». 

Máire Geoghegan-Quinn lembrou, ainda, a necessidade de «envidar mais esforços para aumentar a participação das mulheres no domínio da ciência e da tecnologia». Este ano, o concurso teve a participação de 41 candidatas, contra 69 candidatos.

 

 

Para visitar a fonte da informação clique aqui

Adolescente abandona recém-nascido no hospital

23.09.14, Planeta Cultural

Uma menor de 16 anos foi «levada» no sábado, pela mãe, do hospital de Viana do Castelo «sem alta hospitalar e abandonando o filho recém-nascido», disse esta terça-feira à Lusa a diretora do serviço de obstetrícia. 

De acordo com Paula Pinheiro, o bebé, do sexo masculino, nasceu na madrugada de quinta-feira passada. 

A responsável explicou que a jovem mãe «foi sinalizada pelos serviços sociais assim que deu entrada no hospital». 

«O caso foi comunicado à Comissão de Proteção de Crianças e Jovens em risco (CPCJ) de Viana do Castelo e foi retardada a alta hospitalar para que a situação fosse apurada», adiantou. 

Sábado, a avó do recém-nascido, «apercebendo-se» da dificuldade em obter a autorização médica «levou a filha, abandonando o bebé em cima da cama do quarto» pouco depois de «lhe terem dado banho». 

«Estiveram as duas a dar banho ao bebé. Aproveitaram o curto espaço de tempo em que a enfermeira se ausentou para desaparecer. Quando a enfermeira regressou para dar apoio para vestir o bebé, já não estavam no quarto», explicou. 

De acordo com Paula Pinheiro, ambas «fizeram várias perguntas às enfermeiras sobre a pulseira eletrónica colocada no recém-nascido». 

A responsável suspeita que a «intenção inicial não seria abandonar o recém- nascido mas as informações que receberam das enfermeiras sobre o alarme que a pulseira do recém-nascido acionaria, caso passassem a porta do serviço de obstetrícia, acabou por levar a essa situação por receio de serem detetadas». 

O caso foi de «imediato» comunicado à PSP e por «ordem judicial» o recém-nascido «foi hoje entregue ao Berço, Instituição Particular de Solidariedade Social (IPSS) que acolhe bebés e crianças em risco».

 

 

In' tvi24

Bolsas dos EUA encerram no vermelho

23.09.14, Planeta Cultural

Os principais índices norte-americanos encerraram esta terça-feira, 23 de Setembro, em terreno negativo, com o S&P500 a completar a terceira sessão consecutiva de perdas.

 

O índice industrial Dow Jones perdeu 0,68% para 17.056,13 pontos, enquanto o tecnológico Nasdaq caiu 0,42% para 4.508,688 pontos. Já o S&P500 recuou 0,6% para 1.982,9 pontos.

 

A contribuir para a tendência negativa nas bolsas norte-americanas esteve a legislação feita pelo Governo com o objectivo de evitar a onda de empresas que, por via de aquisições de empresas estrangeiras, ou pelo facto de terem sido compradas por empresas sediadas noutros países, têm mudado a domiciliação fiscal para evitar a elevada carga tributária vigente nos Estados Unidos.

 

Esta legislação penalizou, sobretudo, a negociação em bolsa das cotadas do sector dos cuidados de saúde, como é o caso da Sigma-Aldrich, comprada pela alemã Merck KGaA. O negócio, que foi anunciado na segunda-feira, poderá sair prejudicado por esta legislação, já que o Governo pretende evitar que a Sigma-Aldrich passe a estar apenas tributável na Alemanha.

 

Outro exemplo prende-se com a recente compra da cadeia canadiana Tim Hortons pelo Burger King, que após a concretização do negócio anunciou a transferência da sede fiscal para solo canadiano. Este negócio relançou, na altura, o debate sobre a elevada carga fiscal nos Estados Unidos.

 

"As pessoas estão preocupadas com as menores perspectivas de grandes negócios. Isso está a afectar algumas acções específicas, particularmente da área da saúde", explicou à Bloomberg, John Carey, gestor de fundos da Pioneer Investment Management.

 

A penalizar a negociação estiveram também os últimos desenvolvimentos no Médio Oriente, especialmente depois de na última madrugada a coligação internacional ter levado a cabo um conjunto de acções contra o Estado Islâmico em território sírio, algo que estava, até ao momento, colocado de parte.

 

"A situação geopolítica é muito incerto e cheio de riscos. Um grande evento pode ter efeitos graves sobre a economia", acrescenta o gestor. 

 

 

In' Jornal de Negócios

A norma do bom civismo!

23.09.14, Planeta Cultural

É deveras constrangedor constatar que certas pessoas, no seu local de trabalho não usam a norma do bom civismo!

 

Depois o que é que pode acontecer?

 

Acontece que andam deprimidos (porque querem) e até conseguem deprimir quem os rodeia, ficando assim o “ambiente” bem pesado!

 

Ainda ontem, um elemento entrou ao serviço e, talvez por esquecimento, não usou a norma do bom civismo como qualquer pessoa faz aquando a sua chegada ao seu local de trabalho, pelo que, eu, em “tom” de brincadeira disse-lhe:

 

- Então, estás a falhar..!

 

A sua resposta, acompanhada de um olhar cheio de hipocrisia, foi a seguinte:

 

- As tuas piadas começam a cansar!

 

Bem, eu fiquei perplexo com tal atitude, ainda para mais, quando tal frase foi dita na presença de alguém que, embora não seja estranha ao serviço, não pertence à mesma entidade patronal!

 

Depois, vem a comunicação Social dizer que as Estatísticas mostram que existe um aumento considerável de pessoas com problemas de ansiedade, só que me parece que, muitas das vezes, somos nós próprios que “cultivamos” tal perturbação mental!