Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Planeta Cultural

Acima de tudo, cultura geral

Planeta Cultural

Acima de tudo, cultura geral

Lx Type é o tipo de letra oficial da capital portuguesa

30.01.14, Planeta Cultural

Lisboa já tem o seu próprio tipo de letra. A iniciativa é dos criativos da Leo Burnett que, em parceria com a autarquia, se inspiraram nos cabos elétricos que rasgam os céus da capital para desenhar aquela que viria a ser a fonte tipográfica oficial de Lisboa.   

 

"O famoso amarelo da carris é por todos conhecido, mas poucos são aqueles que olham para os céus de Lisboa e encontram uma fonte de carateres na malha de cabos que lhe fornece energia", lê-se em comunicado no site da Câmara Municipal de Lisboa.
 
Os poucos foram os criativos profissionais da Leo Burnett, que, de facto, se inspiraram na teia de cabos dos elétricos que cruzam os céus lisboetas para dar vida ao tipo de letra oficial da capital. Pelo nome LX Type, o mesmo está disponível para todos através de um site onde é possível fazer o seu 'donwload' gratuito. 
Leia mais aqui

Duas ruas portuguesas entre as mais belas do mundo

30.01.14, Planeta Cultural

A Rua Augusta, em Lisboa, e o Cais da Ribeira, no Porto, estão em destaque num artigo da revista de viagens espanhola Condé Nast Traveler que apresenta ao público "as 31 ruas a percorrer antes de morrer" espalhadas um pouco por todo o globo, colocando estes dois ícones da paisagem portuguesa entre os mais belos a nível internacional.  

 

"De rua em avenida, de passeio em beco, esta é uma seleção dos pavimentos e calçadas mais bonitas que encontrámos em todo o mundo", introduz a publicação, que aconselha os viajantes interessados em conhecer os 31 locais escolhidos a optar "por calçado cómodo", a "ligar o modo urbano e desfrutar" da experiência.   
Localizada no coração da capital portuguesa, a Rua Augusta é uma das ruas que merecem elogios por parte da Condé Nast, que afirma que "Lisboa tem o encanto do velho, do novo e da mistura entre ambos numa simbiose inigualável".  
"A Rua Augusta é uma das suas avenidas mais conhecidas,", escreve a revista, que a classifica como uma "delícia lisboeta" e a descreve como "uma rua ampla, brilhante, obrigatória para captar toda a essência da cidade", não podendo, claro, perder-se a oportunidade de passar sob o seu "Arco do Triunfo".   
Mais a Norte, a Condé Nast Traveler realça, no artigo publicado esta terça-feira, não apenas uma rua, mas uma zona inteira da cidade Invicta: o Cais da Ribeira, "a área mais animada" do Porto, "onde as casas se apinham numa ordem caótica de azulejos e roupa estendida sobre bares, restaurantes e terraços em frente ao Douro".  
"Sem dúvida, a melhor panorâmica que podemos obter da cidade é a partir da sua 'artéria' de água doce, o Douro", pode ler-se no artigo, que informa que, ali mesmo, na Ribeira, é possível conseguir informação "sobre as travessias das diversas embarcações" que atravessam o rio e "viver o Porto mais fluvial", quer seja por meio de um 'tour' convencional, quer num jantar romântico noturno a bordo de um dos seus barcos.   
Da lista da Condé Nast Traveler fazem ainda parte locais tão díspares como as Ramblas de Barcelona e a Gran Vía de Madrid, ambas em Espanha, o grande canal de Veneza, em Itália, a High Line em Nova Iorque e a Ocean Drive em Miami, nos EUA, ou o "oásis artístico" que é Neal's Yard, em Covent Garden, na capital inglesa, Londres.  
Clique AQUI para conhecer a lista completa (em espanhol). 
Para visitar a fonte da informação clique aqui

Wall Street recupera de mínimo de dois meses com crescimento do PIB e resultados

30.01.14, Planeta Cultural

As bolsas dos Estados Unidos fecharam a sessão em terreno positivo, com os índices accionistas a recuperarem dos mínimos de dois meses ficados na véspera.

 

A recuperação surgiu depois do Departamento do Comércio norte-americano ter revelado que a economia do país cresceu 3,2% no quarto trimestre e 1,9% no conjunto de 2013 e várias companhias terem anunciado resultados positivos.

 

O índice Nasdaq avançou 1,77% para 4.123,125 pontos, o Dow Jones ganhou 0,7% para os 15.848,61 pontos, depois de ontem ter fechado no valor mais reduzido desde 7 de Novembro. O S&P 500 somou 1,13% para 1.794,19 pontos.

  

As acções norte-americanas têm sido castigadas pela crise nos mercados emergentes, que geram receios de abrandamento na economia mundial.

 

Já a economia norte-americana continua a dar sinais positivos. O crescimento obtido no quarto trimestre, de acordo com a primeira leitura divulgada pelo Departamento do Comércio, ganha relevância pois foi em Outubro que aconteceu a paralisação parcial do Governo.

 

Dan Greenhaus, estratega da BTIG LLC em Nova Iorque sinalizou, em declarações à Bloomberg, que o facto de o crescimento do PIB, no último trimestre de 2013, ter sido acima de 3% é "inquestionavelmente positivo".

 

O Facebook foi a estrela da sessão, com uma valorização de 14%, depois da companhia ter anunciado resultados acima do esperado. Os resultados do Facebook, excluindo itens extraordinários, aumentaram de 17 cêntimos por acção para 31 cêntimos, no quarto trimestre de 2013. Os analistas consultados pela Bloomberg antecipavam lucros de 27 cêntimos. Já as receitas subiram de 1,59 mil milhões de dólares para 2,59 mil milhões, superando igualmente a estimativa dos analistas que apontavam para um valor médio de 2,35 mil milhões.

 

Esta noite é a vez da Google e da Amazon apresentarem contas, sendo que as acções das duas companhias subiram antes de serem conhecidos os números. O motor de busca avançou 2,57% para 1.135,394 dólares e a retalhista online progrediu 4,9% para 403,01 dólares.

 

 

Para visitar a fonte da informação clique aqui