Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Planeta Cultural

Acima de tudo, cultura geral

Planeta Cultural

Acima de tudo, cultura geral

Morreu Nelson Mandela

05.12.13, Planeta Cultural

 

De acordo com o presidente da África do Sul, Nelson Mandela morreu hoje, quinta-feira, 5 de dezembro de 2013.

 

Nelson Mandela tinha 95 anos e há muito lutava contra doenças decorrentes do período em que permaneceu preso por conta de sua luta contra o Apartheid, regime segregacionista que imperou durante décadas no seu país.

 

 

Irlanda melhor país para fazer negócios. Portugal em 20º e à frente da Alemanha

05.12.13, Planeta Cultural
A revista Forbes considera que a Irlanda é o melhor país, num leque de 145, para fazer negócios. Portugal surge na vigésima posição, quatro lugares à frente da Alemanha.
.

A Irlanda é o melhor país para fazer negócios. O “ranking” da revista Forbes, divulgado ontem dia 4 de Dezembro, elege a Irlanda – que termina o programa de ajustamento neste mês de Dezembro – como o melhor país, num grupo de 145 economias, para fazer negócios. Dublin sobe do sexto lugar para o primeiro este ano e destrona assim a Nova Zelândia, país que em 2012 ocupava o topo da tabela e agora é segundo.

 

A revista norte-americana escreve que a Irlanda “apesar dos seus problemas económicos” continua a “ter um ambiente extremamente favorável aos negócios e que já atraiu investimentos de algumas das maiores empresas do mundo na última década”.
 

Em Novembro de 2010, a Irlanda, à braços com uma bolha imobiliária que afectou o sistema 

bancário, teve de pedir ajuda financeira aos parceiros internacionais. No final de 2010, Dublin foi o segundo país da área do euro a ser resgatado, com um pacote de ajuda no valor de 85 mil milhões de euros. Agora, três anos depois, a Irlanda já anunciou que vai regressar aos mercados em busca de financiamento sozinha, sem a ajuda das instâncias europeias. Ou seja, sem um programa cautelar.

 

Melanie Bowler, analista da Moody’s ouvida pela Forbes, sustenta que, entre os motivos que mais atraem as empresas para apostar no país está  o facto de a Irlanda ter uma força de trabalho qualificada e uma taxa de IRC de 12,5%, um dos níveis mais baixos na Europa. Só entre 2008 e 2012, escreve a publicação, as empresas norte-americanas investiram 129,5 mil milhões de dólares, mais de 95,3 mil milhões de euros (ou seja, mais do que a Irlanda recebeu dos parceiros internacionais no âmbito do resgate). A publicação sinaliza mesmo que a Irlanda, no ano passado, foi a quarta maior beneficiária do investimento directo dos Estados Unidos.

 

Além disso, as empresas internacionais encontram numa das questões poderia ser prejudicial para o investidor uma vantagem. Os problemas económicos que o país atravessou recentemente são um ponto de atracção, até porque os salários nominais, entre 2008 e 2011, caíram 17%. E o desemprego continua em níveis elevados – actualmente nos 12,8% - o que permite às empresas terem um vasto leque de trabalhadores à disposição.

 

Actualmente, na Irlanda, estão presentes mais de mil empresas estrangeiras que dão trabalho a 150 mil pessoas, de um universo de 1,9 milhões de trabalhadores.

 

Portugal em 20º e à frente da Alemanha

 

No “ranking” da Forbes, Portugal ocupa a vigésima posição. No ano passado, Lisboa estava em vigésimo quarto lugar. Esta subida de quatro lugares, num universo de 145 países, permite a Portugal ficar à frente de países como: o Luxemburgo, que ocupa a vigésima primeira posição, a Alemanha, que ocupa o vigésimo quatro lugar, o Japão, que está em vigésimo oitavo, a Espanha, que está em trigésimo terceiro e a Itália, que está em trigésimo sétimo.

 

O resto do mundo

 

Se o topo da tabela é ocupada pela Irlanda, os lugares seguintes são ocupados pela Nova Zelândia, Hong Kong, Dinamarca, Suécia e Finlândia, respectivamente.

 

Os Estados Unidos são a maior economia do mundo. Contudo, nesta lista da Forbes, surge em décimo quatro lugar, atrás de países como o Reino Unido (décimo segundo) e a Bélgica (décima terceira).

 

A Grécia está no lugar 46, atrás de países como a África do Sul e a Bulgária. Já Angola, num dos países do mundo com elevados recursos naturais - como diamantes e petróleo - ocupa o lugar 141, quatro lugares acima do último lugar ocupado pela Guiné.

 

 

In' Jornal de Negócios