Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Planeta Cultural

Acima de tudo, cultura geral

Planeta Cultural

Acima de tudo, cultura geral

Martin Luther King Jr. - "Eu Tenho um Sonho"

28.08.13, Planeta Cultural

No dia 28 de agosto de 1963, o activista americano Martin Luther King Jr., pastor e líder do movimento dos direitos civis dos negros, durante o seu discurso, proferiu a seguinte frase:

 

 "Eu Tenho um Sonho"

 

Frase esta, que ficou para a história!

 

 Cinco anos depois, Martin Luther King Jr, foi assassinado quando estava na varanda de um hotel no Tennessee!

 

Substância" matou centenas na Síria

28.08.13, Planeta Cultural

O enviado especial da Liga Árabe e da ONU, Lakhdar Brahimi, lamentou nesta quarta-feira o uso "de uma substância" no ataque de 21 de agosto na Síria que provocou centenas de mortes. "Parece que se usou um tipo de substância que matou muitas pessoas, sem nenhuma dúvida mais de 100, alguns falam de 300, alguns falam de 600, talvez 1 mil, talvez mais de 1 mil", declarou Brahimi em uma entrevista coletiva em Genebra.

 

 

Para visitar a fonte da informação clique aqui

 

Jogador de 27 anos morre após sofrer infarto em campo no futebol argentino

28.08.13, Planeta Cultural

O atacante argentino Héctor Sanabria morreu nesta quarta-feira após sofrer uma parada cardíaca durante uma partida da Primeira C, equivalente à quarta divisão do futebol do país. As informações são da agência Télam.

 

Sanabria, que completaria 28 anos nesta semana, defendia o Deportivo Laferrere contra o General Lamadrid, quando, aos 29min do primeiro tempo, desmaiou no meio do campo. Uma ambulância o encaminhou para um hospital próximo, mas ele não resistiu. 

 

O atleta começou a carreira no Nueva Chicago, em 2003. Também passou por Flandria, Deportivo Merlo, Fénix e Pérez Zeledón (Costa Rica) antes de se transferir para o Laferrere, no início de 2013.

 

A partida foi suspensa e a Federação Argentina de Futebol divulgou que todos os jogos do país no final de semana serão antecedidos por um minuto de silêncio. As causas do colapso ainda são desconhecidas.

 

"Deus decidiu que o Laferrere entregasse um anjo para o céu, onde faltava um camisa 9 para completar o time. Muitos passaram pelo clube, mas poucos deixaram marcas e ele conseguiu deixar mais do que qualquer um poderia imaginar. Perdemos um anjo, um guerreiro do futebol que, onde estiver, nos dará forças necessárias para seguir adiante. Obrigado Hector, por entregar a alma em cada jogada, por nos unir mais do que nunca. Todas as condolências à família", escreveu o clube em nota divulgada em sua página oficial no Facebook.

 

 

Para visitar a fonte da informação clique aqui

Manuela Moura Guedes vai apresentar «Quem Quer Ser Milionário» na RTP

28.08.13, Planeta Cultural

Manuela Moura Guedes vai ser a nova apresentadora do concurso Quem Quer Ser Milionário da RTP1, que deverá ter início em Setembro, trocando a carreira de jornalista pela de apresentadora de concursos, avança hoje o Público.

 

 

Moura Guedes regressa à televisão pública, onde começou a apresentar programas de entretenimento, passando depois para a direcção de informação.

 

Em 1995 transferiu-se para a TVI adoptando na informação um estilo polémico, que lhe valeu  amores e ódios.

 

Em 2009 acabou por pedir a demissão da TVI, depois de ver o seu espaço de informação cancelado pelos responsáveis espanhóis da administração da TVI.

 

No dia 23, na sua página do Facebook ,Manuela Moura Guedes afirmou-se  «proscrita» a propósito da polémica entrevista de Judite Sousa a um milionário brasileiro a viver em Portugal, acrescenta o jornal.

 

«Ela (Judite de Sousa] está no activo, é directora numa estação de televisão, tem uma carreira de sucesso, eu, estou proscrita há 4 anos, desempregada», escreveu.

 

 

Para visitar a fonte da informação clique aqui

PCP considera inaceitável promulgação da lei das 40 horas de trabalho

28.08.13, Planeta Cultural
O PCP considerou inaceitável a Lei avançada pelo Governo e já promulgada pelo Presidente da República para aumentar o horário de trabalho no Estado de 35 para 40 horas semanais, apelando à luta de todos os trabalhadores.
 

"Consideramos que se trata de uma decisão inaceitável, quer do Governo quer do senhor Presidente da República, que deve ser combatida pela luta dos trabalhadores", afirmou esta quarta-feira, em declarações à Lusa, João Dias Coelho, membro da comissão política do PCP.

 

Cavaco Silva promulgou na quinta-feira o diploma que estipula o aumento do horário de trabalho no Estado de 35 para 40 horas semanais, de acordo com informação disponibilizada na página do Parlamento na Internet.

 

Este diploma foi aprovado em votação final global a 29 de Julho, com votos da maioria PSD/CDS-PP e os votos contra de toda a oposição.

 

Para o PCP, a promulgação desta lei "confirma o apoio do senhor Presidente da República à linha do Governo de prosseguir o aumento da exploração dos trabalhadores e contribuir para o aumento do desemprego, tendo o Estado como seu promotor directo, num País mais que fustigado pelo desemprego, que está a provocar tanta fome, tanta miséria, tanta destruição de vidas".

 

Segundo adiantou, "o aumento do horário de trabalho das 35 para as 40 horas constitui mais um roubo nos salários, em cerca de 14%. Ou seja, os trabalhadores passam a trabalhar mais, por menos dinheiro".

 

João Dias Coelho defendeu que, ao promulgar a lei, Cavaco Silva "torna-se co-responsável por mais esta decisão do Governo".

 

Questionado sobre um possível pedido de fiscalização sucessiva da constitucionalidade desta lei, o dirigente comunista admitiu "não colocar de lado nenhuma possibilidade que vise a defesa dos direitos dos trabalhadores, utilizando todos os instrumentos institucionais e constitucionais", mas sublinhou que "o elemento decisivo é a luta e a resistência dos trabalhadores".

 

"Fazemos um apelo muito forte à unidade dos trabalhadores, à sua luta, em defesa dos seus direitos, contra a exploração, em defesa da sua dignidade enquanto trabalhadores", reiterou.

 

A lei determina que o período normal de trabalho diário dos trabalhadores do Estado passe de sete para oito horas por dia. No total, os funcionários terão um aumento do horário de trabalho de 35 para 40 horas semanais já este ano.

 

Esta alteração será integrada na nova Lei Geral do Trabalho da Função Pública, que o Executivo começou a discutir com as estruturas sindicais da Função Pública no início de Julho e que tenciona implementar em Janeiro de 2014.

 

A proposta de lei sobre o aumento do horário de trabalho para as 40 horas semanais foi considerada inconstitucional pelos sindicatos da Função Pública.

 

O diploma foi enviado na quarta-feira para a Imprensa Nacional Casa da Moeda (INCM), devendo entrar em vigor 30 dias depois de ser publicado em Diário da República.

 

 

Para visitar a fonte da informação clique aqui