Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Planeta Cultural

Acima de tudo, cultura geral

Planeta Cultural

Acima de tudo, cultura geral

Baleia dá à costa na praia da Costa Nova

06.08.13, Planeta Cultural

Uma baleia deu à costa, esta terça-feira à tarde, na praia da Costa Nova, em Ílhavo, Aveiro.

De acordo com uma fonte no local, o animal estava morto quando chegou a areia «e o nadador-salvador pediu para que as pessoas não se aproximassem por causa do cheiro a podre».

A TVI24 contactou a Polícia Marítima do Porto de Aveiro que confirmou que a baleia tinha dado à costa e que elementos da Polícia Marítima se encontram no local para tratar da ocorrência.

Em declarações à Lusa o capitão do Porto de Aveiro, Luciano Oliveira, revelou que o alerta foi dado cerca das 17:00 pelos nadadores-salvadores da zona.

«Não sabemos se é uma baleia ou um cachalote, porque está submerso», adiantou Luciano Oliveira, acrescentando que o animal tem cerca de 10 metros de comprimento.

O capitão do Porto de Aveiro referiu ainda que foi definido um perímetro de segurança para ninguém se aproximar do cadáver do cetáceo, que ao final da tarde deu à costa.

A Polícia Marítima já contactou a Câmara Municipal de Ílhavo para proceder à remoção do animal, a qual informou que deverá efetuar a recolha ainda hoje.

 

 

In' TVI24

Harrison Ford fala sobre um possível quinto filme de Indiana Jones

06.08.13, Planeta Cultural

 

Muito já foi dito sobre uma quinta aventura de Indiana Jones no cinema, mas desde o lançamento de «O Reino da Caveira de Cristal», em 2008, que a coisa não sai do papel por vários motivos. A novidade agora é que Harrison Ford disse uma vez mais que quer voltar ao papel do herói.

 

«Vimos o personagem crescer e desenvolver-se durante um período de tempo e é totalmente apropriado para ele voltar novamente com um grande filme no qual ele não tenha que detonar o tempo todo», disse o actor ao The Telegraph referindo-se à idade de Indiana Jones. Ford já tem 71 anos e uma quinta longa-metragem mostraria o arqueólogo já mais velho também, assim como foi no filme mais recente.

 

E Harrison ainda falou mais: «Para mim, o interessante no personagem é que ele é forte, tem coragem, gana, inteligência, que tem medo e ainda assim consegue sobreviver. Isso eu consigo fazer.»

 

 

Para visitar a fonte da informação clique aqui

Spielberg desiste de realizar filme sobre «maior atirador da história»

06.08.13, Planeta Cultural

Steven Spielberg não será mais o realizador do filme «American Sniper», publicou o site Deadline. A DreamWorks, que co-produzia o filme com a Warner Bros, também abandonou o projecto.

 

Segundo as informações, os motivos do rompimento são económicos. Spielberg, dono de alguns dos maiores sucessos de bilheteira do cinema, como «Jurassic Park» e «Indiana Jones», estaria descontente com o contrato oferecido, cujo orçamento seria insuficiente para o que pretendia com a produção, protagonizada por Bradley Cooper.

 

O realizador, que no ano passado lançou «Lincoln», está actualmente envolvido na produção de uma série de outros projectos, como os filmes «Jurassic Park IV», «Interstellar» e «Robopocalypse» - adiado também por questões financeiras.

 

Agora sozinha no filme, a Warner Bros já está à procura de um realizadorsubstituto.

 

Baseado na autobiografia do oficial da marinha Chris Kyle, lançada em 2012, «American Sniper» conta a trajectória daquele que é conhecido como «o mais letal atirador da história do exército dos Estados Unidos».

 

Kyle, morto em Fevereiro aos 38 anos, teria mirado e atingido fatalmente pelo menos 160 rivais desde a Guerra do Iraque de 2003.

 

Inicialmente programado para 2014, «American Sniper» deve ter o seu lançamento adiado.

 

 

Para visitar a fonte da informação clique aqui

Acções da Jerónimo Martins perdem quase 10% desde a apresentação de resultados

06.08.13, Planeta Cultural
Desde quarta-feira passada, dia 31 de Julho, aquando da apresentação dos seus resultados, que a Jerónimo Martins tem sofrido sucessivas quedas.Conta-se uma sessão positiva nas cinco que se sucederam à apresentação dos resultados, e a mesma nas últimas nove sessões.
 

As acções da Jerónimo Martins desvalorizaram 1,38 euros desde o dia 31 de Julho, cerca de 9,65%, quando a empresa apresentou os seus resultados do primeiro semestre. A dona dos supermercados Pingo Doce revelou um aumento dos lucros de 9% para 165 milhões de euros. Contudo, apesar de ter registado este crescimento, os analistas qualificaram os resultados de “fracos”, salientando o “pobre” desempenho das vendas no mercado polaco.

 

O Barclays observou, na altura, que se verificou “o pior desempenho de sempre” para a retalhista portuguesa na Polónia, com um significativo abrandamento no crescimento das vendas entre o primeiro e o segundo trimestre de 2013. Após uma subida de 8,8% no primeiro trimestre, as vendas LfL ("like for like", ou seja comparáveis) da Biedronka cresceram apenas 2% entre Abril e Junho de 2013.

 

Também na semana passada, a Jerónimo Martins perdeu o estatuto de empresa mais valiosa do PSI-20, ultrapassada pela Galp Energia e pela EDP, que relegaram a retalhista para o terceiro lugar da lista. A retalhista, que esteve a valer 10,01 mil milhões de euros, tem agora uma capitalização de mercado de 9,18 mil milhões de euros.

 

Face aos resultados apresentados, foram vários os bancos de investimento que reviram em baixa o preço-alvo da dona dos supermercados Pingo Doce, como o BESI e o Citi a retirarem cerca de 3 euros à sua anterior avaliação, para 17 euros.

 

Com estas quedas recentes, a Jerónimo Martins está negativa no ano. As acções somam uma queda de 2,05%, depois de acumularem ganhos nos últimos quatro anos. Este é agora um dos piores registos do PSI-20, sendo que os 14,30 euros de cotação de fecho de hoje assinalam um mínimo de fecho de 21 de Novembro de 2012, quando a empresa terminou o dia a cotar 14,18 euros por acção.

 

Durante a “maré negra” da Jerónimo Martins, que conta já com nove sessões, a retalhista desvalorizou 13,53% ou 1,935 euros, acumulando uma queda de 2,05% desde o início do ano.

 

 

Para visitar a fonte da informação clique aqui

Primeiro homem, depois mulher e novamente homem

06.08.13, Planeta Cultural

Don Ennis quis, durante três meses, mudar de sexo e tornar-se uma mulher. Afinal, tudo não passou de uma amnésia transitória...

 

Um jornalista americano, de 49 anos, achou durante três meses  que era uma mulher num corpo de homem e decidiu tornar-se transexual. Agora,  veio dizer que durante esse tempo esteve com amnésia e que já voltou a ser homem  e heterossexual.

 

Em maio, Don Ennis surpreendeu os colegas quando surgiu na  redação da "ABC News" vestido de mulher e com uma peruca. O jornalista pretendia  deixar a mulher, com quem estava casado há 17 anos, e os três filhos para  completar o processo de mudança de sexo.

 

"Acreditem que isto não é uma mera crise de meia-idade",  escreveu na altura na sua página no Facebook onde também alterou o nome para  Dawn (nome próprio feminino da língua inglesa).

 

Na passada sexta-feira, o jornalista enviou um mail aos  colegas a dizer que pretende voltar a mudar o nome para Don Ennis e que é,  afinal, um homem heterossexual. Don justifica os três messes de mudança de sexo  com uma amnésia.

 

"Quando acordei fiquei em choque ao ver-me vestido de mulher e  pensei que tivesse sido a minha mulher a pregar-me uma partida", diz na mensagem  enviada aos seus colegas.

 

O jornalista assegura que voltou a ser homem e que a mudança de  sexo se deveu a uma amnésia transitória.

 

O sexologista clínico Pedro Freitas, que há vários anos  acompanha o processo de mudança de sexo de vários transexuais, considera que o  caso não é verosímil.

 

"Não conheço a situação e a pessoa em causa, portanto estamos  no domínio da especulação, mas parece que pode crer estar a chamar à atenção",  disse ao Expresso Pedro Freitas.

 

 

Fonte: Expresso

Português faz descoberta que pode tratar obsessão

06.08.13, Planeta Cultural

Num estudo, o cientista Rui Costa revela que há uma área do cérebro que permite alternar ações automáticas e intencionais.

 

Rui Costa, investigador do Programa Champalimaud de Neurociências, descobriu que existe uma área do cérebro que permite, quando estimulada, a fazer a mudança de ações automáticas e intencionais, em linguagem mais comum 'manias'.

 

Esta descoberta poderá ser importante para tratar doentes afetados com o distúrbio obsessivo-complusivo. "Por exemplo, uma pessoa que tenha compulsão em estar sempre a lavar as mãos vai poder voltar a ganhar controlo sobre as suas ações", explica Rui Costa.

 

Na base desta revelação, que permite quebrar hábitos, está um estudo feito em conjunto com a cientista Christina Gremel e que é hoje publicado na revista científica "Nature Communications".

 

O estudo, que se baseou em experiências feitas em ratos, prova que quando são inibidos os neurónios da área órbito-frontal (uma zona do cérebro) é possível reduzir as ações intencionais. Quando esses mesmos neurónios são ativados aumentam essas mesmas ações.

 

O cientista português começou a investigação nos EUA quando trabalhava nos Institutos Nacionais de Saúde americanos e trouxe o projeto para Portugal em 2009. "Foi uma oportunidade e um desafio da Fundação Champalimaud", diz.

 

Rui Costa pretende agora continuar a investigar esta área e experimentar a sua aplicação em humanos.

 

 

Para visitar a fonte da informação clique aqui