Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Planeta Cultural

Acima de tudo, cultura geral

Planeta Cultural

Acima de tudo, cultura geral

Aplicações que todos os Android "pro" devem usar

16.07.13, Planeta Cultural

A plataforma da Google está em marcha acelerada para ocupar terreno no mundo profissional, ultrapassando os BlackBerry e o Windows Phone. Veja algumas das aplicações que se tornam incontornáveis para quem aposta na produtividade.

 

Apesar de ter sido inicialmente adotada pelos utilizadores sobretudo pelo domínio do lazer, a plataforma Android tem conquistado um espaço crescente no mundo profissional, em termos de utilizadores e de aplicações disponibilizadas para facilitar a colaboração e aumentar a segurança da informação.

 

 As notícias sobre as falhas de segurança na plataforma não deixam que os profissionais de TI estejam muito descansados com a opção, mas o caminho parece imparável, e nas políticas empresariais de Bring Your Own Device (BYOD) não há muito espaço para vetar os dispositivos Android.

 

 Algumas fabricantes já assumiram mesmo o seu papel na dinamização da "personalidade profissional" dos dispositivos Android, nomeadamente a Samsung que apresentou o Galaxy SIII como o smartphone mais preparado para responder aos desafios das empresas.

 

 

 

"Tempo da troika acabou"

16.07.13, Planeta Cultural

A comissária europeia Viviane Reding defendeu hoje que "o tempo da 'troika' acabou".   

 

A comissária europeia Viviane Reding, vice-presidente da Comissão liderada por Durão Barroso, defendeu hoje que "o tempo da 'troika' acabou", sustentando que a Europa já não necessita do Fundo Monetário Internacional (FMI) para apoiar países economicamente fragilizados.

 

"O facto de nos últimos anos termos pedido ajuda ao FMI foi uma solução de emergência. A partir de agora, nós, europeus, devemos ser capazes de resolver os nossos próprios problemas", afirmou a comissária europeia responsável pela pasta da Justiça, durante um debate com cidadãos europeus em Heidelberg, Alemanha.

 

Segundo a vice-presidente da Comissão, cujas declarações foram divulgadas em Bruxelas pelo executivo comunitário, "os cidadãos têm a sensação de que a 'troika' trabalha na sombra, sem qualquer tipo de controlo, e que os tecnocratas do FMI não estão sujeitos a qualquer controlo democrático".

 

"A Comissão é o governo económico da Europa. Juntamente com o Banco Central Europeu e os Estados Membros, podemos velar por que os países economicamente fragilizados procedam a reformas em troca de solidariedade. Para isso, não precisamos da 'troika'; o tempo da 'troika' acabou", disse.

 

Actualmente, a UE presta assistência financeira em conjunto com o FMI a Grécia, Irlanda e Portugal, estando previsto que a Irlanda saia do programa este ano e Portugal no próximo.

 

 

Para visitar a fonte da informação clique aqui

Vodafone lança tarifários sem carregamentos obrigatórios

16.07.13, Planeta Cultural

Operadora respondeu à Optimus, que na passada semana apresentou um tarifário a 4 cêntimos.   

 

A Vodafone anunciou hoje o lançamento de dois tarifários pré-pagos, por 4 cêntimos por minuto para todas as redes ou zero cêntimos para Vodafone e sem carregamentos obrigatórios nem mensalidades.


Contudo, a operadora taxa a primeira chamada ou mensagem realizada em cada dia. O Vodafone Easy responde assim ao Optimus Liga, lançado na passada semana, que prevê também chamadas a 4 cêntimos para todas as redes com um carregamento obrigatório de 9,90 euros por mês. O objectivo da Optimus era acabar com o efeito de rede mas a Vodafone está a contrariar este efeito com o tarifário gratuito dentro da operadora.

 

"O Vodafone Easy Total destina-se a quem liga para todas as redes, oferecendo minutos e SMS a €0,04 para qualquer operador nacional. Quem liga mais para a Vodafone pode optar pelo Vodafone Easy 91 com chamadas e SMS a €0 para qualquer número Vodafone", segundo o comunicado. Para as outras redes, as chamadas custam 25 cêntimos por minuto, enquanto cada SMS custa 12,5 cêntimos.


"À primeira chamada ou mensagem efectuada no dia acresce o valor de €0,25 no Vodafone Easy Total e de €0,35 no Vodafone Easy 91. A recepção de comunicações é integralmente gratuita."

 

A adesão a estes tarifários está disponível até 30 de Setembro.

 

 

Para visitar a fonte da informação clique aqui

Tour: Rui Costa conquista 16.ª etapa

16.07.13, Planeta Cultural

O português Rui Costa (Movistar) conquistou esta terça-feira a 16.ª etapa do Tour’2013, depois de ter chegado isolado à meta instalada em Gap.

 

Rui Costa foi o mais forte de um grupo de 26 ciclistas que se isolou no decorrer da tirada, aproveitando a última subida – de 2.ª categoria – para desferir o ataque final.

 

Esta foi a primeira vitória da Movistar no Tour deste ano e a segunda da carreira do ciclista poveiro na prova francesa. Rui Costa foi ainda o vencedor do prémio da combatividade do dia.

 

Os franceses Christophe Riblon (AG2R) e Arnold Jeannesson (FDJ), segundo e terceiro classificados respetivamente, completaram o pódio da etapa, tendo chegado a 42 segundos do vencedor.

 

Já o grupo dos favoritos, onde estavam integrados o camisola amarela Chris Froome (Sky), Alberto Contador (Saxo-Tinkoff) e Alejandro Valverde (Movistar), entre outros, chegou à meta com 11,08 minutos de atraso para Rui Costa.

 

Na geral, Rui Costa garantiu uma subida de nove posições e está de regresso ao top 20, sendo agora 20.º, a 22,34 minutos da liderança.

 

Já Sérgio Paulinho terminou a etapa no 113.º posto, a 20,57 minutos de Rui Costa e está no 133.º lugar da geral, a 2.22,58 horas de Froome.

 

Classificação da 16.ª etapa:

 

1. Rui Costa, (Movistar/PORTUGAL), 3:52.45 horas; 2. Christophe Riblon, (AG2R/França), a 42 segundos; 3. Arnold Jeannesson, (FDJ/França), m.t; 4. Jerome Coppel, (Cofidis/França), m.t; 5. Andreas Klöden, (RadioShack/Alemanha), m.t; 6. Tom Dumoulin, (Argos-Shimano/Holanda), a 1.00 minutos; 7. Mikel Astarloza, (Euskaltel-Euskadi/Espanha), a 1.01; 8. Philippe Gilbert, (BMC/Bélgica), a 01.04; 9. Cameron Meyer, (Orica-GreenEdge/Austrália), m.t; 10. Ramunas Navardauskas, (Garmin/Lituânia), m.t; (...) 29. Chris Froome, (Sky/Grã-Bretanha), a 11.04; 30. Bauke Mollema, (Belkin/Holanda), m.t; 32. Alberto Contador, (Saxo-Tinkoff/Espanha) m.t; 113. Sérgio Paulinho, (Saxo-Tinkoff/PORTUGAL), a 20.57.

 

Classificação geral:

 

1. Chris Froome, (Sky/Grã-Bretanha), 65:15.36 horas; 2. Bauke Mollema, (Belkin/Holanda), a 4.14 minutos; 3. Alberto Contador, (Saxo-Tinkoff/Espanha), a 4.25; 4. Roman Kreuziger, (Saxo-Tinkoff/Rep. Checa), a 4.28. 5. Nairo Quintana, (Movistar/Colômbia), a 5.47; 6. Laurens Ten Dam, (Belkin/Holanda), a 5.54; 7. Joaquim Rodriguez, (Katusha/Espanha), a 7.11; 8. Jakob Fuglsang, (Astana/Dinamarca), a 7.22; 9. Jean-Christophe Peraud, (AG2R/França), a 8.47; 10. Daniel Martin, (Garmin/Irlanda), a 9.28; (...) 20. Rui Costa, (Movistar/PORTUGAL), a 22.34; 114. Sérgio Paulinho, (Saxo-Tinkoff/PORTUGAL), a 2:22.58 horas.

 

 

Para visitar a fonte da informação clique aqui

Milhares de peixes mortos encontrados em praia da Costa da Caparica

16.07.13, Planeta Cultural

Perto de uma tonelada de peixes mortos foi encontrada na manhã de terça-feira na praia da Bela Vista, na Costa da Caparica. A capitania do porto de Lisboa assegura que não se trata de um caso de poluição e que não existe qualquer relação com o excesso de microalgas que se tem verificado em várias praias da área metropolitana da capital.

 

De acordo com o jornal Público, os peixes foram abandonados ao final da tarde de segunda-feira por proprietário de uma embarcação de arte xávega no areal da praia da Riviera, entre a Costa de Caparica e a Fonte da Telha.

 

Este tipo de incidentes é cada vez menos frequente, mas por vezes os pescadores ainda lançam o peixe ao mar, por não ter valor comercial ou não ter atingido as dimensões mínimas para ser vendido em lota.

 

O proprietário da embarcação em causa já foi identificado pela polícia e notificado para retirar os peixes rapidamente.

 

 

Para visitar a fonte da informação clique aqui

Salários de parlamentares no Brasil superam os vencimentos nos países ricos

16.07.13, Planeta Cultural

Os salários dos congressistas brasileiros superam os vencimentos dos parlamentares de vários países desenvolvidos, como do Canadá, do Japão e da Noruega, divulgou hoje a imprensa brasileira.

 

De acordo com o jornal O Globo, que cita um ranking divulgado na segunda-feira pela revista britânica "The Economist", o salário dos parlamentares brasileiros aparece como um dos mais altos do mundo. Dos 29 países citados no ranking da revista britânica, o Brasil aparece na quinta posição com uma remuneração anual de 120,1 mil euros.

 

O Brasil ultrapassa países como o Canadá (117,3 mil euros anuais), o Japão (114 mil euros), a Noruega (105,1 mil euros), Alemanha (91 mil euros), Israel (87,4 mil euros), Reino Unido (80,3 mil euros), Suécia (75,6 mil euros), França (65,4 mil euros) e Espanha (33,4 mil euros). A revista não inclui dados para Portugal.

 

Os únicos países seleccionados com parlamentares que ganham mais do que os brasileiros são Austrália (153,2 mil euros), Nigéria (144,3 mil euros), Itália (138,6 mil euros) e Estados Unidos (132,5 mil euros).

 

A lista, entretanto, não considera outros tipos de remuneração.

Hoje, um deputado federal do Brasil, que ganha 26,7 mil reais por mês (9,1 mil euros), ainda tem direito a seguro de saúde, a apoio financeiro para habitação, a passagens aéreas, a carro oficial, entre outras regalias.

 

A lista mostra ainda o salário dos parlamentares em relação ao rendimento "per capita" dos países. Neste caso, o Brasil aparece na sexta posição, com a remuneração anual do parlamentar sendo 13 vezes o Produto Interno Bruto (PIB) "per capita".

A Nigéria lidera o ranking, com 116 vezes o valor do PIB "per capita" e a Noruega é a última colocada, com apenas duas vezes o valor do PIB "per capita".

 

Os dados divulgados pela "The Economist" foram recolhidos por um órgão que controla os gastos do parlamento britânico. Neste documento, há uma proposta de aumento para os parlamentares de 11,5 por cento. Se for aprovado o projecto, um parlamentar britânico passará a ganhar 89,1 mil euros (actualmente ganha 80,3 mil euros).

 

Os elevados salários pagos aos deputados, senadores e governadores no Brasil têm sido um dos rastilhos das recentes manifestações. Uma das polémicas mais recentes envolve Sérgio Cabral, governador do Rio de Janeiro, que anunciou nesta semana que deixará de usar o helicóptero diariamente no trajecto da sua casa para o Palácio Guanabara (sede do governo no Rio), ambos na zona sul do Rio, a menos de 10 quilómetros de distância.

 

A decisão foi tomada depois de a revista "Veja" ter revelado que o helicóptero do governo foi usado para transportar os filhos do governador, baby-sitters e o cão da família, Juquinha,  para Mangaratiba, onde o governador costuma passar o fim de semana. O Ministério Público instaurou procedimento para apurar o suposto uso irregular do aparelho. 

 

 

Para visitar a fonte da informação clique aqui