Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Planeta Cultural

Acima de tudo, cultura geral

Planeta Cultural

Acima de tudo, cultura geral

Garmin cria dispositivo que projeta informações de GPS no vidro do carro

08.07.13, Planeta Cultural

Ficar parado é morrer com o tempo. A tecnológica especializada em tecnologias de geolocalização está ciente da concorrência e apresentou uma proposta que faz evoluir o conceito de navegação.

 

A Garmin está consciente de que o negócio dos GPS está em fase de reconfiguração, muito por causa do crescimento dos smartphones que têm capacidades e aplicações de geolocalização e navegação. A tecnológica decidiu inovar e apresentou um periférico heads-up display (HUD) que projeta as informações do GPS no vidro frontal dos carros.

 

 O mostrador digital batizado de HUD coloca no campo de visão do condutor algumas informações básicas como a velocidade a que o carro se desloca, a direção da próxima curva e a distância até essa curva. O equipamento tem ainda a capacidade de detetar quando vai aparecer o próximo ponto de controlo de velocidade e alerta para a possibilidade de tráfego nas vias automóveis.

 

Ao contrário dos sistemas de geolocalização atuais, o HUD dispensa a representação gráfica de um mapa e da localização do condutor, já que este tipo de informação projetada no vidro do carro poderia ser motivo de distração.


 A ideia do dispositivo, além de evoluir no conceito de GPS, passa também por aumentar os níveis de segurança já que os dispositivos físicos, sujeitos a receberem chamadas, SMS e notificações, podem aumentar os níveis de distração de quem conduz.


 Já disponível em carros topo de gama, a Garmin quer tornar o HUD uma tecnologia de navegação acessível. O equipamento deve ficar disponível até ao final do verão por 129 dólares, cerca de cem euros. O equipamento é compatível com qualquer smartphone Android, iOS e Windows Phone 8 com Bluetooth e que consiga suportar a app StreetPilot da Garmin.


 O TeK questionou a filial portuguesa sobre a disponibilidade e preço para o mercado nacional, recebendo a indicação de que ficará disponível "muito em breve".


 Com o lançamento do HUD a tecnológica espera conseguir criar diferenciação de mercado suficiente para conseguir combater os software proprietários das gigantes norte-americanas como o Google Maps, Bing Maps e Apple Maps que disponibilizam navegação ponto-a-ponto de forma gratuita e integrada nos smartphones.

 

 

Para visitar a fonte da informação clique aqui

Novo método promete tornar fertilização in vitro mais barata

08.07.13, Planeta Cultural

Um novo método de fertilização in vitro, no qual é feita uma triagem de embriões durante o processo, pode reduzir drasticamente os custos desse tipo de tratamento, segundo investigadores.

 

Connor Levy, o primeiro bebé fruto do novo método, nasceu em Maio nos Estados Unidos.

 

A triagem, elaborada na Universidade de Oxford, ajudou os médicos a escolherem um embrião com a melhor probabilidade de sucesso.

 

Apenas uma em cada três tentativas de fertilização in vitro resulta num bebé, já que anormalidades no ADN de um embrião são comuns.

 

Especialistas dizem que testes mais elaborados são necessários para comprovar a eficácia do método.

 

Se houver anormalidades com os cromossomas, as sequências de ADN, no embrião, ele não vai conseguir implantar-se no útero, e se conseguir, o feto não vai desenvolver.

 

É um problema que aumenta rapidamente com a idade. Um quarto dos embriões são anormais nos 30 e poucos anos de uma mulher, mas este número sobe para três quartos quando uma mulher atinge os 40 anos.

 

Algumas clínicas já oferecem alguma forma de triagem de cromossomas, mas isso pode adicionar entre 2 mil e 3 mil libras ao custo da fertilização in vitro no Reino Unido. A mãe de Connor, Marybeth Scheidts, disse que o teste teria custado 6 mil dólares na Pensilvânia.

 

O novo teste tira proveito dos avanços feitos no sequenciamento do genoma humano. Em 24 horas o teste pode garantir que o número correto de cromossomas está presente.

 

Dagan Wells da Universidade de Oxford, disse à BBC: «Os testes actuais encarecem significativamente um procedimento que já é caro e limitado. A maioria das pacientes tem de pagar pelo tratamento com dinheiro do próprio bolso.»

 

«O que a nossa técnica faz é dar o número de cromossomas e outras informações biológicas sobre o embrião, a um custo baixo - provavelmente cerca de dois terços do preço dos actuais métodos de triagem.»

 

Ele diz que os testes são necessários para ver se o método pode melhorar as taxas de sucesso da fertilização in vitro.

 

O nascimento de Connor, e outra gravidez resultante desse método de triagem, serão anunciados na conferência da Sociedade Europeia de Reprodução Humana e Embriologia.

 

 

Para visitar a fonte da informação clique aqui

Banif lança aumento de capital de 100 milhões no retalho

08.07.13, Planeta Cultural

O Banif iniciou hoje o período de subscrição de um aumento de capital de 100 milhões de euros, a 1 cêntimo por acção. A operação prevê ainda "uma oferta de obrigações reservada a novos e anteriores accionistas, numa proporção máxima de 3 obrigações por cada 100 acções detidas". As obrigações têm um valor nominal de um euro.


Este aumento segue-se a uma injecção de 100 milhões de euros assegurada a 26 de Junho pelos accionistas de referência da instituição.

 

 

Leia mais aqui

Mário Soares: Resultado do acordo entre PSD e CDS será "uma desgraça total"

08.07.13, Planeta Cultural

O ex-presidente da República Mário Soares afirmou hoje que o resultado do acordo alcançado entre os partidos do Governo vai ser "uma desgraça total" e mostrou-se convencido de que o executivo não deverá durar muito tempo.

 

"Estou convencido de que o Governo não se vai aguentar muito tempo. Pelo contrário, porque agora é que já ninguém se entende", disse Soares, que falava numa conferência em Lisboa sobre as relações ibero-americanas.

 

Referindo-se ao actual executivo como "este infeliz Governo", o ex-chefe de Estado disse ter acreditado que o seu mandato estava a terminar quando o ministro Paulo Portas se demitiu na semana passada, mas tudo mudou dias depois.

 

"O Portas, que é um salta-pocinhas, disse que saía e que se demitia e que era irrevogável a sua decisão. Eu ouvi aquele discurso e até acreditei naquilo. Simplesmente, três ou quatro dias depois mudou de opinião e já está no Governo como vice-presidente", disse Mário Soares.

 

O líder do PSD e primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, anunciou, no sábado, um entendimento político com o CDS-PP liderado por Paulo Portas, proposto para vice-primeiro-ministro com a responsabilidade da coordenação económica, reforma do Estado e ligação à 'troika', que, caso o Presidente da República, Cavaco Silva, aceite esta solução, se manterá no executivo.

 

Sobre o futuro, estimou que o executivo irá "amanhar-se muito mal" e mostrou-se convencido de que "vai ser uma desgraça total".

 

Na sua intervenção, o ex-presidente disse que as relações dos países ibéricos com os países latino-americanos "é fundamental e deve ser desenvolvida", pelo que considerou essencial "conhecer a realidade ibero-americana e a crise" que afecta a Península Ibérica, e considerou "mais ou menos seguro" que a crise europeia se vai repercutir na América Latina.

 

Soares insistiu que a chanceler alemã, Angela Merkel "é a grande responsável" da crise, porque "foi ela que fez as políticas de austeridade que foram realmente um fracasso".

 

No entanto, disse não estar "completamente pessimista em relação ao futuro da Europa, por dois motivos: porque a Alemanha será obrigada a mudar para manter os seus níveis de exportação, que dependem do nível de liquidez dos restantes países europeus; e por causa dos EUA.

 

"Os únicos aliados fiéis que a América do Norte tem são os europeus. Eles não podem dar-se ao luxo de perder esses aliados com uma crise que faz cair no abismo toda a Europa. por isso vão ter de intervir também, de maneira directa ou secundária", disse.

 

"Eu creio que este próximo ano vai ser um ano de mudança" em toda a Europa, a começar pela Alemanha, acrescentou.

 

 

Para visitar a fonte da informação clique aqui