Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Planeta Cultural

Acima de tudo, cultura geral

Planeta Cultural

Acima de tudo, cultura geral

Apple reconhece problemas de Wi-Fi nos MacBook Air

26.06.13, Planeta Cultural

A Apple renovou a sua linha de MacBook Air na WorldWide Developers Conference, há umas semanas atrás, mas uma série de utilizadores já se está a queixar sobre problemas de ligação Wi-Fi nos seus novos portáteis.

 

Os mais recentes possuídores de novos MacBook Air têm vindo a desabafar as suas frustrações na páginas de suporte ao cliente da Apple, explicando que as ligações Wi-Fi nos modelos de 11 e 13 polegadas costumam cair e não voltar a reaparecer.

 

Numa primeira instância, a Apple não terá querido reconhecer o problema. No entanto, a empresa parece estar agora a lidar com o assunto. Segundo uma fonte que falou com o site 9to5Mac, a Apple está já a recolher os portáteis afetados e a enviá-los para as fábricas, para análise.

 

Alguns indícios apontam para uma substituição das máquinas afetadas, por parte da empresa de Cupertino. De acordo com alguns relatos, a Apple estará a disponibilizar um novo Macbook Air e um adaptador USB-to-Ethernet.

 

O problema não está a afetar todas as máquinas, mas as queixas de vários utilizadores forçaram a Apple a investigar o problema que, aparentemente, se deve à utilização do standard 802.11ac Wi-Fi.

 

 

Para visitar a fonte da informação clique aqui

Utilizadores preferem ícones do iOS 7

26.06.13, Planeta Cultural

O público em geral tem reagido de forma mista às alterações anunciadas no iOS 7, segundo mostra um inquérito levado a cabo pela Input Factory.

 

Foram agregados mais de 100 mil votos que demonstraram uma reação extremamente positiva aos novos ícones apresentados no iOS 7.

 

Os ícones de Telefone, Quiosque, Mail, Música, Fotografias, Vídeos, Facetime, Mensagens, Contactos, Notas, Compasso, App Store, Meteorologia, Calendário, Relógio e iTunes tiveram a preferência dos utilizadores em relação aos ícones originais.

 

No entanto, o iOS 7 não foi unanimemente aprovado pelo público em geral.

 

Os resultados, tendo em conta os votos, mostram que os utilizadores preferem os antigos ícones para as apps Câmara, Game Center, Safari e Lembretes, ao invés dos novos apresentados no mais recente SO da Apple.

 

 

Para visitar a fonte da informação clique aqui

Portugal Telecom reduziu custo estimado do serviço universal em 8%

26.06.13, Planeta Cultural
A Anacom decidiu aceitar a estimativa da Portugal Telecom do custo líquido em que a operadora liderada por Zeinal Bava incorreu para prestar o serviço universal entre 2007 e 2009. Os valores revistos reflectem uma revisão de 6,1 milhões.
 

O custo líquido do serviço universal (CLSU) do serviço de telecomunicações apresentado pela Portugal Telecom (PT) foi aceite pela Autoridade Nacional de Comunicações (Anacom) e saldou-se em 73,5 milhões de euros, segundo a versão pública do relatório do regulador, no período de 2007 a 2009.

 

A operadora reviu em baixa o valor reportado inicialmente de 79,6 milhões de euros, depois de uma entidade independente ter realizado uma auditoria aos custos apurados pela PT e ter solicitado novas estimativas do CLSU, de forma a reflectir a metodologia de cálculo recomendada pela SVP Advisors.

 

A revisão em baixa deve-se à diminuição do total de custos evitáveis e total de receitas perdidas, em 5%, bem como o aumento dos benefícios indirectos em 9%, segundo as estimativas apresentadas pela PT em Fevereiro deste ano e divulgadas esta tarde pela Anacom.

 

O regulador das telecomunicações decidiu aceitar a estimativa da PT para o custo líquido do serviço universal, após a auditoria SVP ter concluído que “na generalidade, os resultados e os cálculos revistos pela Portugal Telecom Comunicações estão de acordo com os princípios, critérios e condições constantes nas determinações da ANACOM”.

 

 

Para visitar a fonte da informação clique aqui

China e PIB dos EUA sustentam Wall Street

26.06.13, Planeta Cultural

As praças do outro lado do Atlântico encerraram em alta, animadas pelo crescimento abaixo do esperado da economia norte-americana, o que alimentou a expectativa de que a Fed decida não começar a retirar os estímulos.

 

O Dow Jones fechou a somar 1,02%% para 14.910,37 pontos, o Nasdaq valorizou 0,85% para 3,376,22 pontos e o S&P 500 avançou 1% para 1.603,29 pontos.

 

O Produto Interno Bruto (PIB) dos EUA expandiu-se 1,8% nos primeiros três meses do ano, sendo que a leitura anterior apontava para um crescimento de 2,4% no mesmo período.

 

Apesar da revisão em baixa do crescimento, este dado foi bem recebido em Wall Street, pois poderá traduzir-se num adiamento da retirada de estímulos económicos por parte da Reserva Federal.

 

Recorde-se que o presidente da Fed, Ben Bernanke, avisou na semana passada que iria “levantar o pé do acelerador” no programa de compra de dívida, quando a economia norte-americana demonstrasse sinais sólidos de recuperação e o desemprego mantivesse a trajectória de queda. Com este dado hoje revelado, os planos da Fed podem ficar atrasados, sendo que os analistas apontavam nesta altura para que o alívio nos estímulos se fizesse sentir já a partir de Setembro.

 

A impulsionar as bolsas esteve também a descida das taxas de juro do mercado interbancário na China, o que veio aliviar os receios de uma crise de crédito na economia asiática.

 

 

Para visitar a fonte da informação clique aqui

Michelle de Brito elimina Sharapova em Wimbledon

26.06.13, Planeta Cultural

 

A portuguesa Michelle de Brito, 131.ª do Mundo, causou até ao momento a principal surpresa em Wimbledon após eliminar a russa Maria Sharapova, terceira do ranking da WTA.


Quem apostou em Brito ganhou certamente uma fortuna esta quarta-feira, já que ninguém acreditava que a russa seria eliminada logo na segunda ronda. Mas foi o que aconteceu.


A portuguesa, que eliminou na primeira ronda a norte-americana Melanie Oudin (123.ª da hierarquia) por 7-6 (9-7), 1-6 e 6-4, derrotou Sharapova por 6-3 e 6-4.


Na terceira ronda, Michelle de Brito vai defrontar a italiana Karin Knapp, 104.ª do Mundo.

 

Esta é a segunda vez que a portuguesa chega à terceira ronda de um Grand Slam, depois de o ter feito em Roland Garros em 2009.

 

 

 

Para visitar a fonte da informação clique aqui