Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Planeta Cultural

Acima de tudo, cultura geral

Planeta Cultural

Acima de tudo, cultura geral

EUA: Águias «pegam-se» no ar e despenham-se em aeroporto

15.05.13, Planeta Cultural

 

Duas águias «pegaram-se» numa batalha em pleno ar e, após ficarem com as garras presas uma na outra, «despenharam-se» numa pista do aeroporto de Duluth, no Minnesota.

 

Os dois espécimes (Haliaeetus leucocephalus) não se conseguiram soltar um do outro após terem ficado com as garras presas, o que interferiu com a capacidade de voarem, explicou Randy Hanzal, do Departamento de Recursos Naturais do Minnesota.

 

Ambas as aves sobreviveram à queda mas mesmo assim continuaram com as garras presas. «As águias tinham as garras enfiadas uma na outra muito profundamente», disse Hanzal.

 

Um funcionário da Monaco Air viu as águias-de-cabeça-branca a caírem e deu o alerta. Hanzal recolheu os animais, ambos adultos, e transportou-os até à Wildwoods, organização de reabilitação da Vida Selvagem, em Duluth.

 

Hanzal não tinha consigo uma jaula suficientemente grande para transportar as duas águias, pelo que acabou por levá-las na parte de trás da sua pickup, tapadas por cobertores e casacos, e atadas por fitas, viajando devagar até à Wildwoods, a cerca de 3,2 km.

 

A meio da viagem, Hanzal terá dado conta de «confusão» no veículo, e olhando pelo retrovisor viu penas e voar em todas as direcções. Uma das aves tinha-se soltado e fugiu a voar. O responsável levou então a outra águia até à Wildwoods.

 

«[A ave que chegou à organização] tinha feridas superficiais de quando elas se pegaram no ar», explicou Peggy Farr, da Wildwoods.

A médica tratou então a ave com antibióticos, fluidos e analgésicos.

 

Segundo Frank Nicoletti, do Observatório de Aves de Hawk Ridge, os combates entre águias em pleno ar não são incomuns, algo que vê «regularmente» no seu trabalho. Mas geralmente, conseguem desprender-se antes de atingirem o solo.

 

 

Para visitar a fonte da informação clique aqui

Criado programa para determinar idade e sexo de utilizadores do Twitter

15.05.13, Planeta Cultural

Uma universidade e um instituto de língua e cultura holandeses lançaram esta semana um programa na Internet que permite determinar a idade e o sexo de um utilizador da rede social Twitter através das suas mensagens.

 

A Universidade de Twente, no leste da Holanda, contribuiu com o conhecimento informático e o Instituto Meertens com o linguístico.

 

Dong Nguyen, aluna do doutoramento em informática na universidade, explicou à agência France Presse que, a partir da análise de cerca de 3.000 contas Twitter, os investigadores criaram listas de palavras ou conjuntos de palavras correspondentes a uma faixa etária ou a um determinado género.

 

A estudante, que participou no projecto, assegurou que apenas foi tido em conta o conteúdo dos ‘tweets’ (que só podem ter um máximo de 140 caracteres) e não a imagem do perfil, por exemplo.

 

Aos interessados basta entrarem no ‘site’ tweetgenie.nl e inserirem o seu nome de utilizador para o programa fazer a avaliação, comparando as suas últimas 200 mensagens (apenas em holandês) com a base de dados.

 

Dong Nguyen disse que a distinção entre géneros “é, de facto, muito, muito estereotipada”.

 

De acordo com os exemplos dados no ‘site’, os homens utilizam frequentemente as palavras “futebol” e “cerveja”, enquanto as mulheres preferem “unhas” e “haha”.

 

“Quanto à idade, os jovens falam mais deles próprios e utilizam muitos ‘emoticons’(símbolos gráficos de emoções), enquanto as pessoas mais velhas utilizam palavras e frases mais longas”, adiantou.

 

O programa tem uma margem de erro de quatro anos, que é menor para os jovens e maior para os mais velhos.

 

A estudante assinalou que a linguagem dos utilizadores é “mais uniforme” depois dos 35 anos, adiantando existirem “muito mais diferenças entre um utilizador de 15 anos e um de 20 anos, do que entre um de 45 e um de 55 anos”.

 

Segundo Dong Nguyen, a equipa que trabalhou no programa pretende agora adaptá-lo a outras línguas e a outras redes sociais, como o Facebook.

 

 

 

Para visitar a fonte da informação clique aqui

 

Aldeia de Linhares da Beira classificada como conjunto de interesse público

15.05.13, Planeta Cultural

 

A classificação da aldeia histórica de Linhares da Beira como conjunto de interesse público, por portaria publicada em Diário da República, foi hoje recebida com satisfação pela Câmara Municipal de Celorico da Beira.

 

«É motivo de satisfação e de regozijo para o concelho de Celorico da Beira e, essencialmente, para a população que vive em Linhares da Beira», disse à agência Lusa o vice-presidente da Câmara, responsável pelo pelouro da cultura, José Luís Cabral.

 

A portaria, assinada pelo secretário de Estado da Cultura, Jorge Barreto Xavier, refere que a classificação da antiga vila reflete o seu interesse «como testemunho notável de vivências ou factos históricos».

 

 

 

Para visitar a fonte da informação clique aqui