Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Planeta Cultural

Acima de tudo, cultura geral

Planeta Cultural

Acima de tudo, cultura geral

Vila da Louisiana vai multar quem usar calças descaídas

14.04.13, Planeta Cultural

A vila de Terrebonne Parish, no estado norte-americano do Louisiana, vai passar a multar quem usar calças descaídas.




Os infractores que sejam apanhados pela primeira vez com as calças descaídas serão multados em 50 dólares. Já os repetentes pagarão uma multa de 100 dólares e poderão ter de cumprir serviço comunitário.


O presidente da NAACP de Terrebonne, uma organização de direitos civis dedicada ao desenvolvimento dos negros nos EUA, apoia a medida e afasta qualquer conotação racial. «Não há nada de positivo nas pessoas usarem as calças descaídas», disse Jerome Boykin.


«Isto não é uma questão de negros. Isto não é uma questão de brancos. É uma questão das pessoas», reforçou.


A moda de usar as calças descaídas, popular entre jovens de grande parte do mundo, terá nascido do hábito dos reclusos nas penitenciárias norte-americanas, que assim indicavam estarem disponíveis para serem sodomizados.

 

 


Para visitar a fonte da informação clique aqui

Veja Emma Watson a dançar no varão em novo filme

14.04.13, Planeta Cultural



Emma Watson continua a demarcar-se da imagem infantil associada a Hermione, da saga «Harry Potter».


No seu novo filme, «The Bling Ring», a actriz britânica faz uma dança no varão.


A película, realizada por Sofia Coppola, baseia-se na história verídica de um grupo de adolescentes que roubou casas de famosos entre Outubro de 2008 e Agosto de 2009. Entre as vítimas dos jovens, que roubaram itens no valor de mais de três milhões de dólares, contam-se Paris Hilton, Orlando Bloom e Lindsay Lohan.


O excerpto do filme agora divulgado mostra o grupo a saquear o armário de uma das celebridades e a personagem de Emma Watson a experimentar dançar agarrada a um varão de striptease.


Para além de Emma Watson, o elenco conta com Taissa Farmiga, Israel Broussard, Katie Chang, Claire Julien, Gavin Rossdale e Leslie Mann.
«The Bling Ring» chega às salas dos EUA a 14 de Junho.

 

 


Para visitar a fonte da informação clique aqui

Seguro reeleito líder do PS com 96,53% dos votos

14.04.13, Planeta Cultural

António José Seguro foi reeleito no sábado secretário-geral do PS com 96,53 por cento, correspondente a 24.843 votos, contra 3,46 por cento do militante socialista Aires Pedro, que obteve 892 votos, segundo dados oficiais hoje divulgados pelo PS.

 

 

De acordo com os mesmos dados da Comissão Organizadora do Congresso (COC) do PS, num total de 790 secções, estão ainda por apurar resultados em 54.

 

Num universo de 43.034 militantes com capacidade eleitoral (quotas pagas), até ao momento votaram nas 736 secções já apuradas 26.725 membros do partido, o que corresponde a uma participação eleitoral na ordem dos 62,1 por cento.

 

Nas eleições diretas de sábado para o cargo de secretário-geral do PS, registaram-se 303 votos nulos e 687 brancos.

 

Na eleição de delegados para o XIX Congresso Nacional do PS, que se realiza entre 26 e 28 deste mês em Santa Maria da Feira, a lista da moção afeta a António José Seguro, elegeu 1.702 (99,3 por cento) e a lista da moção de Aires Pedro 12 delegados (0,7 por cento).

 

A COC refere que estão ainda por eleger 88 delegados.

 

Numa nota, fonte da direção do PS salienta que António José Seguro conseguiu agora mais votos do que há dois anos, quando defrontou em eleições diretas o ex-líder parlamentar socialista Francisco Assis.

 

Nas últimas eleições diretas, a 24 de julho de 2011, António José Seguro foi pela primeira vez eleito secretário-geral do PS com 23.903 votos, correspondentes a 67,98 por cento, contra 11.257 do candidato adversário, Francisco Assis, percentagem de 32,02.

 

Registaram-se também 216 votos brancos e 151 nulos.

 

Na eleição de delegados para o anterior Congresso Nacional do PS, que se realizou em setembro de 2011, em Braga, as listas subscritas por António José Seguro conseguiram uma vantagem ainda maior do que na eleição do secretário-geral, já que venceram por larga margem em todas as federações do país, incluindo no Porto, considerado então um bastião de Francisco Assis.

 

Num total de 1.857 delegados, as listas de Seguro elegeram 1.346 delegados, contra 511 de Francisco Assis.

 

 


Para visitar a fonte da informação clique aqui

Milhares de pessoas exigiram nas ruas de Madrid a implementação da República

14.04.13, Planeta Cultural

O desfile foi convocado pela Junta Estatal Republicana, que aglomera cerca de 50 partidos e instituições da sociedade civil.

 

Agitando milhares de bandeiras republicanas, os manifestantes, maioritariamente republicanos de longa data, gritavam que "amanhã, a Espanha será republicana" e "Bourbon, ao trabalho", dirigindo-se ao monarca espanhol, Juan Carlos, refere a agência AFP.

 

 

Fonte: Agência Lusa