Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Planeta Cultural

Acima de tudo, cultura geral

Planeta Cultural

Acima de tudo, cultura geral

Jerónimo Martins paga dividendo a partir de 8 de Maio

10.04.13, Planeta Cultural
Os accionistas da Jerónimo Martins aprovaram a proposta de dividendo apresentada pelo conselho de administração. Os investidores vão recebê-lo a partir do dia 8 de Maio.
.

A Jerónimo Martins vai pagar um dividendo de 29,5 cêntimos por acção, a partir do dia 8 de Maio, de acordo com o comunicado emitido para a Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), depois da reunião com os accionistas.

 

Assim, quem quiser receber o dividendo da Jerónimo Martins, referente aos resultados obtidos em 2012, terá de ter acções da dona dos supermercados Pingo Doce até ao dia 2 de Maio, uma vez que a partir do dia 3 do próximo mês, as acções negoceiam sem direito ao dividendo.

 

 


Para visitar a fonte da informação clique aqui

Alemães aperfeiçoam células que transformam calor em eletricidade

10.04.13, Planeta Cultural

Grande parte do calor proveniente das usinas elétricas e dos automóveis é simplesmente desperdiçada. Na Feira de Hannover, pesquisadores demonstram que esse aquecimento pode ser usado para gerar eletricidade.

 

Das chaminés das usinas termelétricas a carvão sobem grandes nuvens, compostas em grande parte não por gases tóxicos, mas apenas por vapor das torres de resfriamento – e esse vapor contém grande quantidade de energia não utilizada. Segundo estimativas, uma usina desse tipo converte somente em torno de 40% da energia em eletricidade.

 

O mesmo acontece com os automóveis. Os motores de combustão interna rodam em altas temperaturas e precisam de refrigeração através de um circuito de água e da circulação do ar. Dessa forma, muita energia também é desperdiçada.

 

Mas isso pode ser diferente. O excesso de calor pode ser utilizado de maneira direta para gerar eletricidade através das células de calor, os chamados componentes termelétricos, de funcionamento semelhante às células dos painéis solares. Para tal, elas são instaladas em locais onde haja diferença de temperatura: quente de um lado e relativamente frio do outro.

 

Nas torres de resfriamento, o local ideal seria entre o calor do vapor quente e o frio da parede de concreto. Quando as células são instaladas no interior das torres, o seguinte acontece com os geradores termelétricos: uma vez que haja a diferença de temperatura no interior das células, elétrons carregados negativamente se movem do lado quente para o frio do pequeno gerador. Por meio de eletrodos fixados dentro e fora da célula, surge um circuito de corrente, do qual a energia elétrica é direcionada ao consumidor. 

 

Feito em 3D
Os pesquisadores do Instituto Fraunhofer de Tecnologia de Materiais e Raios (IWS), de Dresden, desenvolveram as células de forma que elas possam se adaptar a diversas áreas de aplicações. O truque é que os geradores termelétricos são executados numa impressora 3D, sob medida para o uso desejado.

 

Elas podem, por exemplo, ser alocadas nos escapamentos de automóveis ou nos tubos por onde passa a água para o resfriamento do motor, e a corrente gerada pode ser introduzida diretamente no sistema elétrico do carro.

 

No futuro, as montadoras poderão dispensar os vulneráveis alternadores dos automóveis. Os pesquisadores já conseguiram produzir 600 watts de energia num sistema de exaustão de um carro, o suficiente para a utilização normal de um aspirador de pó.

 

Geradores termelétricos já são realidade há algum tempo. Mas além do design complicado eles trazem outras desvantagens como, por exemplo, conter ingredientes tóxicos como o chumbo. Já as novas células de calor são feitas de um plástico não tóxico que conduz eletricidade.

 

 

 


Para visitar a fonte da informação clique aqui

Atualização do Windows 7 inutiliza PCs de usuários

10.04.13, Planeta Cultural

Usuários do Windows 7 estão enfrentando problemas sérios com uma atualização disponibilizada na noite de terça-feira, 9, pela Microsoft. A instalação deste update faz com que o computador não possa ser iniciado novamente.

 

O problema, originado quando a pessoa instala a atualização KB2823324, só está atingindo quem utiliza a versão de 32 bits do sistema operacional.

 

Recomenda-se que as pessoas desativem a atualização automática do Windows 7 para evitar este transtorno. Caso o computador já esteja com o pacote instalado, a opção é tentar iniciá-lo apertando a tecla F8 e tentar utilizar um Ponto de Restauração do Windows. Para isso, será necessário ter um disco de boot do sistema operacional.

 

Até o momento, a Microsoft não anunciou pacote de correção deste bug. Uma busca rápida pelo Twitter mostra que muitos usuários foram afetados pela atualização falha do Windows, o que deve forçar ações rápidas pela Microsoft.

 

Procurada pelo Olhar Digital, a Microsoft Brasil não se posicionou sobre o problema.

 

 

 


Para visitar a fonte da informação clique aqui

Bubo Na Tchuto arrisca prisão perpétua

10.04.13, Planeta Cultural



O antigo chefe da Marinha da Guiné-Bissau, José Américo Bubo Na Tchuto, acusado de tráfico de droga nos Estados Unidos, arrisca prisão perpétua, disse um porta-voz do Tribunal de Nova Iorque à agência Lusa.


Na Tchuto e outros quatro guineenses - Manuel Mamadi Mane, Saliu Sisse, Papis Djeme e Tchamy Yala - foram detidos na semana passada em águas internacionais perto de Cabo Verde por uma equipa da agência de combate ao tráfico de droga norte-americana.


Com a leitura das acusações a Mane e Sisse na terça-feira, todos os homens ficaram a conhecer os crimes pelos quais serão julgados.


Mane e Sisse, a par de dois cidadãos colombianos, são acusados de conspiração para participar em narco-terrorismo, para importar drogas para os Estados Unidos e para prestar ajuda às Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC), nomeadamente através da venda de armas.


Na Tchuto, Djeme e Yala vão responder apenas pela acusação de conspiração para importar drogas para os EUA.


Os cinco homens arriscam penas de prisão que se podem estender até a prisão perpétua.


A acusação está a ser conduzida pelos mesmos procuradores, Aimee Hector e Glen Kopp, mas os cinco guineenses terão dois julgamentos: o julgamento de Mane e Sisse terá início a 30 de Agosto e será presidido pelo juiz Jed Rakoff; o caso de Na Tchuto, Djeme e Yala será liderado pelo juiz Richard Berman e ainda não tem data marcada.


A próxima audiência de Na Tchuto acontece no dia 15 de Abril.

 

 


Para visitar a fonte da informação clique aqui

S&P500 e Dow Jones fecham em máximos históricos

10.04.13, Planeta Cultural
Dois dos principais índices norte-americanos atingiram novos máximos históricos, com os investidores optimistas com a evolução da economia global e a anteciparem uma época de resultados positiva.

 

As bolsas norte-americanas fecharam em alta, com os índices a atingirem recordes, num dia bastante positivo nos mercados accionistas mundiais.

 

O Dow Jones subiu 0,88% para 14.802,17 pontos, coleccionando um novo máximo histórico. O Nasdaq ganhou 1,83% para 3.297,25 pontos, mas a sessão fica marada pelo recorde fixado pelo S&P500, que pela primeira vez este ano superou o anterior recorde, que datava de Outubro de 2007.

 

Este índice fechou a subir 1,2% para 1.587,57 pontos, a valorização mais acentuada desde 27 de Fevereiro deste ano. Face ao mínimo de 12 anos que fixou em Março de 2009, em plena crise financeira, o índice que agrupa as 500 maiores cotadas de Wall Street já mais que duplicou de valor, de acordo com as contas da Bloomberg.

 

Na Europa o dia foi de ganhos ainda mais acentuados, com os investidores optimistas com notícias vindas da Ásia. As importações chinesas dispararam 14,1% em Março, uma evolução que surpreendeu os economistas e deixou a balança comercial do país com um inesperado défice. No Japão o primeiro-ministro Shinzo Abe reiterou a necessidade de aplicar medidas de estímulo monetário para acabar com a persistente deflação que ameaça a economia nipónica.

 

Nos Estados Unidos as notícias até foram desfavoráveis, já que parece cada vez mais perto o recuo da Fed nos estímulos à economia. As minutas da reserva Federal foram divulgadas de forma inadvertida (estava previsto para as 19h00, hora de Lisboa) ainda antes do início da sessão em Wall Street, revelando que vários membros do Comité de Politica Monetária do banco central dos Estados Unidos apontam para a necessidade de abrandar o ritmo de compra de títulos de dívida pública.

 

A autoridade monetária dá assim sinais que pode começar a retirar alguns estímulos à economia, sobretudo se o mercado de trabalho der sinais de melhoria, o que de alguma forma já esta incorporado no mercado.

 

Contudo, de acordo com a Bloomberg, os investidores já estavam a contar com esta posição menos agressiva da Fed e estão a antecipar uma boa época de resultados em Wall Street.

 

As farmacêuticas foram as que mais subiram no Dow Jones, com a Merck a avançar 2,92% e a Pfizer a valorizar 2,78%. As tecnológicas também apresentaram um comportamento bastante positivo, com a Cisco Systems a ganhar 2,38%, enquanto a Intel e a Microsoft também marcaram ganhos acima de 2%.  

 

 

 


Para visitar a fonte da informação clique aqui

Bruno de Carvalho nega ter ameaçado demitir-se

10.04.13, Planeta Cultural

O recém-eleito presidente do Sporting, Bruno de Carvalho, negou esta tarde ter ameaçado demitir-se caso os bancos com quem está a negociar a reestruturação financeira do clube mantivessem as suas propostas.

 

Questionado pelos jornalistas durante uma conferência de imprensa no estádio de Alvalade, o presidente leonino disse: «Nem tudo o que é noticiado é notícia. Infelizmente».

 

Antes, Bruno de Carvalho garantiu que a auditoria à gestão do clube nas duas últimas décadas irá para a frente.

 

 


Para visitar a fonte da informação clique aqui


Moody’s: Banca nacional poderá ter de voltar a recorrer a empréstimo da troika

10.04.13, Planeta Cultural
A Moody’s considera que, “apesar do esforço para melhorar o capital dos bancos” a crise económica está a provocar uma deterioração dos activos da banca. Por isso, poderá ser necessário voltar a injectar liquidez no sector. Oito mil milhões de euros é o pior cenário.
.

“Apesar do esforço que tem sido feito para melhorar o capital dos bancos, a qualidade dos activos e a rentabilidade vão continuar a sofrer devido à deterioração do ambiente económico”, afirmou em entrevista à Bloomberg. “Este cenário adverso tornou-se no nosso cenário central para a banca portuguesa”, acrescentou.

 

Numa outra entrevista à Reuters, o responsável acrescentou que foram identificadas, no pior cenário, necessidades de oito mil milhões de euros. “Identificámos, de acordo com os nossos testes de stress, necessidades de capital de oito mil milhões de euros para todo o sistema [bancário] português. Isto, de acordo com o nosso cenário mais conservador”, sublinha.

 

Pepa Mori salienta, à Bloomberg, que em termos absolutos, o capital dos bancos melhorou, mas ao olhar para “a capacidade da banca de absorver os riscos”, a Moody’s vê “perdas mais elevadas a materializarem-se e deterioração da qualidade de activos”.

 

“O que é positivo é que sabemos que há seis mil milhões de euros disponíveis para recapitalizar o sistema bancário em caso de necessidade”, acrescentou.

 

O responsável refere-se ao fundo de recapitalização para a banca portuguesa que foi criado com 12 mil milhões de euros, no âmbito do programa de ajuda financeira. Deste montante total, foi inicialmente utilizado 5.600 milhões de euros. Contudo, o BPI já reembolsou 500 milhões de euros, pelo que o fundo detém actualmente 6.900 milhões de euros.

 

Questionado pela Reuters se vê como possível os bancos financiarem-se nos mercados, como o BES já fez, Pepa Mori não exclui essa hipótese. “É verdade que o apetite por capital no mercado parece ser limitado, mas já aconteceu, pelo que não podemos dizer que não há possibilidade nenhuma dos bancos obterem capital nos mercados”.

 

 


Para visitar a fonte da informação clique aqui