Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Planeta Cultural

Acima de tudo, cultura geral

Planeta Cultural

Acima de tudo, cultura geral

Suporte da Microsoft ao Windows Phone 8 termina em 2014

18.03.13, Planeta Cultural

Cada versão do sistema operativo móvel da Microsoft tem um ciclo de vida de 18 meses, período no qual o suporte é garantido. Para o ano acaba-se o do Windows Phone 8.

A Microsoft termina o suporte oficial ao Windows Phone 8 a 8 de julho de 2014 e o suporte do WP 7.8 termina a 9 de setembro do próximo ano. O tempo de vida das duas versões do sistema operativo é pequeno tendo em conta a longevidade do apoio técnico que a empresa de Redmond costuma dar aos seus serviços.

As datas foram vistas pelo Engadget no site oficial da Microsoft para os ciclos de vida de um produto. Os serviços da tecnológica norte-americana têm ainda por tradição uma "data de término da extensão de suporte", que no caso dos sistemas operativos móveis não existe.

Em nota colocada na página, a Microsoft refere que as atualizações dos smartphones são asseguradas durante 18 meses após o ciclo de vida do produto se iniciar - e as datas referidas acima coincidem com o tempo de vida aproximado de um ano e meio definido.

E se para os utilizadores com dispositivos atualizáveis para Windows Phone 7.8 a data definida talvez signifique a "morte" do smartphone em termos de atualizações, o mesmo não é válido para os utilizadores do Windows Phone 8. Entre final de outubro e início de novembro deve ficar disponível uma nova versão, ainda não sendo certo em que moldes o update vai ser feito.

Mesmo não sendo diretamente comparável, mas a título de exemplo, a Microsoft vai terminar o suporte técnico do Windows 8 a 10 de janeiro de 2023 e o apoio oficial dos Surface termina no segundo trimestre de 2017. Mesmo o ciclo de vida assegurado do Windows Mobile 6.5, lançado em 2009, terminou nos primeiros dias de 2013, enquanto o Windows Mobile 5.0 para smartphones tem apoio técnico assegurado até 2015.

 

 

Para visitar a fonte da informação clique aqui

GNR desmantela rede ilegal de distribuição de Internet e televisão

18.03.13, Planeta Cultural

Centenas de pessoas da região centro de Portugal estavam a utilizar Internet e televisão digital distribuída por uma rede ilegal de telecomunicações.

A Guarda Nacional Republicana com a ajuda de técnicos da Anacom e da Portugal Telecom desmantelou uma rede ilegal de telecomunicações que fazia distribuição de serviços de Internet e televisão por subscrição em Viseu, Moimenta da Beira e Vila Nova de Paiva. A rede fornecia centenas de casos e estabelecimentos públicos que estão a ter os equipamentos apreendidos pela GNR.

Os gestores da linha de distribuição ilegal de telecomunicações cobravam 15 euros pelo fornecimento de Internet e mais 10 euros caso o "pacotão" também incluísse televisão por cabo e canais de subscrição mensal. Segundo avança a TSF, o operador pirata fazia uso do cabo de fibra ótica da PT para distribuir os serviços e não passava qualquer tipo de comprovativo ou fatura pelos pagamentos recebidos.

As forças de segurança em conjunto com técnicos da Portugal Telecom e da Anacom já identificaram o cabo que sustentava o fornecimento do sinal e estão a seguir as ramificações do mesmo. Depois procedem à apreensão de antenas, routers e descodificadores mediante a apresentação de um mandado judicial.

O proprietário da rede ilegal está detido para interrogatório e toda a situação apanhou a população desprevenida tal como registou a TSF.

O TeK já entrou em contacto com a Anacom e com o gabinete de imprensa da GNR para obter mais informações sobre o caso mas ainda não teve resposta de nenhuma das entidades.

 

 

Fonte: TeK

Benfica fecha a subir 16% em bolsa para valor mais alto em um ano

18.03.13, Planeta Cultural

Depois da vitória sobre o Guimarães, o Benfica ficou com quatro pontos de vantagem sobre o Porto no campeonato nacional. A melhoria da classificação impulsionou a negociação em bolsa do Benfica, que tem vindo a ganhar terreno na sequência da aquisição dos direitos da Premier League pela Benfica TV.

 

O Benfica subiu 16,25% na sessão desta segunda-feira, 18 de Março, e encerrou a valer 0,93 euros por acção.

 

A subida da SAD presidida por Luís Filipe Vieira, que em termos absolutos é de 13 cêntimos, levou a cotação para o valor mais alto desde 7 de Março, há mais de um ano. Durante a sessão, os títulos ascenderam aos 0,95 euros.

 

A variação positiva acontece na primeira sessão depois do fim-de-semana de futebol da 23ª jornada. O Sport Lisboa e Benfica venceu o Vitória de Guimarães por 4-0 o que, aliado ao empate a um golo do Futebol Clube do Porto com o Marítimo, deixou os encarnados na liderança isolada da Liga Zon Sagres com quatro pontos de vantagem.

 

A sete jornadas do fim da época, a equipa treinada por Jorge Jesus encontra-se com 61 pontos, contra os 57 pontos alcançados pelo clube treinado por Vítor Pereira, o segundo classificado.

 

No segundo lugar, a SAD do Futebol Clube do Porto recuou 10% para os 27 cêntimos, enquanto a SAD do Sporting (cujo clube se encontra na 10ª posição) permaneceu inalterada nos 30 cêntimos.

 

Benfica beneficia de volume nove vezes superior à média

 

O sector do futebol na Bolsa de Lisboa é marcado pela fraca troca de acções, o que foi contrariado pela SAD presidida por Luís Filipe Vieira. Foram negociadas mais de 37 mil acções da equipa da Luz, um valor que compara com os 4 mil papéis que foram transaccionados por sessão, em média, nos últimos seis meses. É nove vezes mais.

 

Nas últimas semanas, o clube encarnado tem estado a viver, em bolsa, um momento de maior liquidez, já que têm havido várias sessões com a negociação de mais de 10 mil acções.

 

No final de Fevereiro, o Benfica anunciou que o seu canal de televisão irá transmitir, a partir da próxima época, os jogos da primeira liga inglesa, um negócio que garante o exclusivo daquele campeonato por três anos. A oferta junta-se aos jogos do Benfica em casa, o que faz com que os especialistas de media considerem que o Benfica TV é o novo concorrente da Sport TV.

 

Já no caso do Porto, o volume cifrou-se hoje em 1.732 acções, ligeiramente abaixo da média semestral de 1.973 títulos negociados.

 

 


Se assim o desejar, visite a fonte da informação clicando aqui

S&P: Portugueses já provaram estar disponíveis para a austeridade mas “isto não pode continuar para sempre”

18.03.13, Planeta Cultural

A Standard & Poor’s alerta para o “risco de explosão social” devido ao elevado desemprego em Espanha, Itália e França. Em relação a Portugal, a agência alerta que, os portugueses já demonstraram estar disponíveis para as medidas de austeridade, mas “isto não pode continuar para sempre”.

“O elevado desemprego em Espanha, Itália e França é socialmente explosivo”, afirmou Torsten Hinrichs, responsável da S&P na Alemanha, ao jornal alemão "Neue Osnabrcker Zeitung", segundo a Reuters. Espanha é o país com a taxa de desemprego mais elevada entre os membros da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE), tendo registado em Janeiro uma taxa de 26,2%. A Grécia surge em segundo lugar, com 27% (em Novembro) e Portugal em terceiro (17,6%).
 

Em Itália, o desemprego atingiu os 11,7%, em Janeiro, sendo que a camada mais jovem da população tem sido das mais penalizadas. 38,7% dos jovens, com menos de 25 anos, estão desempregado, sendo esta a terceira taxa mais elevada entre os membros da OCDE, superada por Espanha (55,5%) e Grécia (cujo desemprego jovem se aproxima dos 60%). Em França, a taxa de desemprego também tem vindo a aumentar, tendo atingido os 10,6%
 

“Tem de haver um consenso social para as medidas de poupança orçamentais. O desemprego elevado… não ajuda”, sublinhou o responsável, que acrescentou que as pessoas em Espanha e Portugal já provaram que estão dispostos a assumir as medidas de austeridade, mas “isto não pode continuar para sempre.”
 

Em relação especificamente a Itália, o responsável salienta o perigo de um “novo Governo não ser forte o suficiente para as reformas que ainda são necessárias para fortalecer o crescimento.”

 

 

Para visitar a fonte da informação clique aqui