Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Planeta Cultural

Acima de tudo, cultura geral

Planeta Cultural

Acima de tudo, cultura geral

Tartaruga atacada por tubarão nada novamente com próteses de barbatanas

13.02.13, Planeta Cultural



Uma tartaruga que foi atacada por um tubarão e perdeu partes das barbatanas dianteiras pode ser vista a nadar sem problemas depois de ter recebido um conjunto de próteses.

Yu, uma tartaruga-marinha-comum (Caretta caretta) fémea de 25 anos, consegue nadar novamente como antes do ataque.

O animal, que agora vive num aquário perto de Kobe (oeste do Japão) e é uma estrela entre os visitantes, teve a sorte de ser encontrada em 2008 por um pescador, com menos um terço da barbatana dianteira direita, e menos metade da dianteira esquerda.

Na ocasião, Yu foi transportada para o Suma Aqualife Park, onde começaram a ser desenvolvidas próteses de barbatanas depois de se ter percebido que a tartaruga só conseguia nadar a cerca de 60% da sua velocidade normal.

As barbatanas de borracha fazem parte de uma espécie de colete que mantém tudo no devido lugar, explicou Naoki Kamezaki, do aquário. «Trabalhámos no duro para conceber o colete de modo que impeça a tartaruga de o despir sem querer».

«Ela pode bater as barbatanas artificiais já que o colete é macio [moldável]», apontou Kamezaki.

De momento, a Yu já vai no seu 27º par de barbatanas artificiais, uma vez que os primeiros modelos apresentavam algumas imperfeições que provocavam dores ao animal.

«Pelo mundo fora já tentaram colocar próteses de membros a tartarugas, mas não ouvi falar de nenhuma com sucesso», afirmou o responsável.

«O nosso [sistema] é o único caso de uma tartaruga com membros artificiais que consegue nadar sem problemas», referiu.

 

 



Para visitar a fonte da informação clique aqui

Sismo de 3,1 na escala de Richter com epicentro a 6 quilómetros de Paredes

13.02.13, Planeta Cultural

Um sismo de magnitude 3,1 na escala de Richter sentiu-se hoje na região norte do país, com epicentro a cerca de seis quilómetros oeste de Paredes, de acordo com o IPMA

 

Em comunicado, o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) comunicou que o sismo ocorreu pelas 17:22 e foi registado nas estações da rede sísmica do Continente, adiantando o instituto que não recebeu «nenhuma informação confirmando que este sismo tenha sido sentido».

 

O Comando Distrital de Operações de Socorro do Porto informou não ter havido qualquer tipo de registo de ocorrências resultantes do abalo.

 

 



Para visitar a fonte da informação clique aqui