Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Planeta Cultural

Acima de tudo, cultura geral

Planeta Cultural

Acima de tudo, cultura geral

Goldman Sachs corta previsões para bolsas norte-americanas

15.09.11, Planeta Cultural

Potencial de valorização para o índice S&P 500 é de 5% até ao final de 2011, face ao fecho de ontem. Estimativa anterior atribuía uma subida de 18%.

 

O Goldman Sachs cortou as suas estimativas para a pontuação do índice norte-americano Standard & Poor’s 500 no final de 2011. O banco espera que, nos três meses e meio que faltam para o final do ano, o índice de Wall Street valoriza 5%. 

Ontem, o S&P 500 fechou nos 1.188,68 pontos. Contudo, o estratega bolsista David Kostin, do Goldman Sachs, espera que o índice esteja nos 1.250 pontos no final de 2011. O que lhe confere um potencial de valorização de 5%. 

Antes do corte, a previsão do Goldman Sachs era de 1.400 pontos. Em relação ao fecho de ontem, a subida seria de 18%. 

“É provável que o ambiente macroeconómico instável se mantenha no futuro próximo devido às falhas da Europa tanto a nível de estrutura institucional como de instrumentos políticos para resolver a crise da dívida soberana”, escreveu o estratega bolsista numa nota datada com o dia de ontem e citada pela Bloomberg. 

Em 2011, o índice S&P 500 perdeu 4,4% mas já cedeu 12,8% desde o máximo alcançado a 29 de Abril. 

A pressionar o desempenho de Wall Street estiveram, nessa altura, a crise da dívida na Europa e o longo conflito político para a subida do tecto da dívida dos EUA. Uma disputa que acabou por levar a agência de “rating” a diminuir a classificação de risco que atribui à dívida norte-americana. 

Hoje, o S&P 500 segue a somar 1,11% para 1.20193 pontos, a par do Dow Jones, outro dos principais índices dos EUA, que ganha 1,17% para 11.378,23 pontos. O índice tecnológico Nasdaq valoriza 0,91% para 2.596,01 pontos. 

 

 

Faça uma visita à fonte da informação clicando aqui

Novo álbum de Rihanna possível ainda este ano

15.09.11, Planeta Cultural

Rihanna poderá editar um novo álbum ainda durante este ano.


A artista confirmou recentemente ter mudado de planos quanto a uma edição revista e aumentada do anterior «Loud». Em vez disso, prefere um novo álbum.

 

Questionada no Twitter sobre novas canções, Rihanna disse: «mal posso esperar por vos dar alegrias». Se os planos se confirmarem, será o terceiro longa-duração em três anos, depois de «Loud», no ano passado, e «Rated R», de 2009.

 

A 17 de Dezembro, Rihanna tem concerto no Pavilhão Atlântico. 

 

 

In' DD