Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Planeta Cultural

Acima de tudo, cultura geral

Planeta Cultural

Acima de tudo, cultura geral

Ratinho tira a camisa em seu programa e ensina a fazer o auto-exame da mama

02.08.11, Planeta Cultural

O apresentador Ratinho tirou a camisa durante o seu programa de segunda-feira para ensinar as mulheres como se faz o auto-exame de câncer de mama.

 

Bem descontraÍdo e bem-humorado, Ratinho apalpou o peito enquanto soltava pérolas do tipo: “As muié aperta a teta vê se tem caroço, gente. Todo o dia vai no espelho, em vez de ficar lambuzando a cara, aperta a teta.”, disse o apresentador.

Ele ainda incentivou os homens a se cuidarem. "O que tem de câncer de saco, você nem imagina. Tem que fazer exame da próstata também", disse.

 


Visite a fonte da informação clicando aqui


Homem é flagrado andando de calcinha em cidade do MS

02.08.11, Planeta Cultural

Um homem de 28 anos, identificado apenas como G.P.F., foi detido na madrugada de domingo após ser flagrado andando pelas ruas de Maracaju, no Mato Grosso do Sul, usando apenas duas calcinhas.

 

G. foi localizado pela Polícia Militar após denúncias de moradores. Questionado pelos agentes, ele alegou que foi expulso de casa pela namorada, que ficou com todas as suas roupas, o deixando apenas de calcinha.

Após prestar depoimento ele foi liberado, G. só deixou a delegacia após conseguir uma bermuda.

 

 

Visite a fonte da informação clicando aqui

Ideais de casamento burguês são metas inalcançáveis, diz filósofo

02.08.11, Planeta Cultural

Esperar do casamento amor, desejo e uma família feliz é praticamente pedir o impossível.

Eu odiaria lançar calúnias sobre o casamento no mesmo ano de um encantador casamento real e quando o primeiro-ministro desperdiça poucas oportunidades para se pronunciar a favor desta nobre e antiga instituição. No entanto, vale a pena pensarmos sobre o que esperamos que o casamento nos propicie nos dias de hoje.

 

Nenhuma das emoções que esperamos encontrar em um bom casamento moderno é incomum por si só. Nós as encontramos na arte e na literatura em todas as culturas e épocas. O que faz do casamento moderno extraordinário em suas ambições é a expectativa de que essas emoções sejam mantidas ao longo de toda uma vida com a mesma pessoa.

Os trovadores da Provença do século 12 tinham uma apreciação complexa do amor romântico: a dor gerada pela visão da figura graciosa, a insônia provocada pela perspectiva do encontro, o poder de algumas poucas palavras ou olhares para determinar o estado de espírito de alguém. Mas estes cortesãos não expressavam qualquer desejo de mesclar suas valorizadas emoções com intenções paralelas de criar uma família ou mesmo de dormir com aquelas a quem eles amavam ardentemente.

Emoção subversiva

Os libertinos da Paris do século 18 estavam, em temos comparativos, bem familiarizados com o repertório emocional do sexo: o prazer de desabotoar a peça de roupa de alguém pela primeira vez, a excitação de explorar um ao outro à luz de velas, a emoção subversiva de seduzir alguém secretamente durante a missa. Mas estas aventuras eróticas também compreendiam que seus prazeres tinham muito pouco a ver com preparar a cena para a amizade de companheirismo ou a criação de um berçário cheio de crianças.

Quanto ao impulso em se agrupar em pequenos grupos familiares dentro dos quais a próxima geração pode se propagar com segurança, esse projeto é do conhecimento da maior parte da humanidade desde os dias em que começamos a andar eretos no Vale do Rift, no Leste da África. E no entanto este impulso raramente induziu pessoas a acreditar que ele pode estar incompleto sem um desejo sexual ardente ou frequentes sensações de desejo diante da visão da companheira.

 

Leia mais aqui

 

Alce fêmea usa gemidos para 'manipular' machos

02.08.11, Planeta Cultural

Alces fêmeas podem ser capazes de manipular machos enamorados incitando brigas entre machos rivais por meio de gemidos, segundo pesquisadores.

Já se sabia anteriormente que as fêmeas produziam "gemidos de protesto" em resposta aos avanços dos machos.

 

Fêmeas de alce dão "gemido de protesto" ao serem abordadas por machos

 

Cientistas da Universidade do Estado de Idaho, nos Estados Unidos, descobriram que as fêmeas gemem mais quando são abordadas por machos menores e que isso provoca brigas com machos maiores.

Segundo a pesquisa, publicada na revista científica Behavioural Ecology and Sociobiology, as fêmeas podem ter mais controle sobre a escolha de parceiros do que se imaginava anteriormente.

Aproximações

Os alces são animais poligínicos, o que significa que um macho copula com várias fêmeas, mas cada fêmea tem apenas um parceiro macho.

A reprodução ocorre durante o outono, quando os machos competem pelas fêmeas, resultando em ferozes batalhas.

Os pesquisadores observaram os alces durante esse período no Parque Nacional Denali, no Alasca.

"As fêmeas davam gemidos de protesto com mais frequência em resposta à aproximação de machos pequenos, apesar de os machos maiores se envolverem em mais aproximações", afirma o coordenador do estudo, Terry Bowyer.

 

Brasil: cai avião da Força Aérea

02.08.11, Planeta Cultural

Iam oito pessoas a bordo

 

Uma aeronave da Força Aérea Brasileira (FAB) que levava oito pessoas caiu esta tarde a 135 quilómetros de Florianópolis, capital do Estado de Santa Catarina, informa a Lusa. Ainda não há informações sobre vítimas.

O avião era um C-98A Grand Caravan e pertencia ao 5.º Esquadrão de Transporte Aéreo. De acordo com as informações da FAB, a aeronave partiu de Canoas, no Rio Grande do Sul, às 11h35 locais (15h35 em Lisboa), com destino ao Rio de Janeiro.

O acidente terá ocorrido por volta das 13h30 locais (17h30 de Lisboa). Os bombeiros estão no local.

 

 

Visite a fonte da informação clicando aqui

Polícias andam a trabalhar mais horas por semana

02.08.11, Planeta Cultural

Sindicato admite interpor providência cautelar.

 

O Sindicato dos Profissionais de Polícia (SPP/PSP) admite interpor uma providência cautelar caso se mantenha a «carga horária» nas escalas de serviço dos polícias que trabalham nos comandos de Aveiro, Braga, Faro e Setúbal.

Segundo o SPP, nos comandos da Polícia de Aveiro, Braga, Faro e Setúbal está instalado o «mal-estar» devido às alterações nos horários de trabalho e que obrigam os polícias a trabalhar mais horas por semana.

Nos comandos de Aveiro, Braga e Faro, os agentes estão a fazer mais um turno por semana, o equivalente a seis horas semanais. Mas a situação «mais preocupante» é a que se vive na esquadra da Baixa da Banheira, no comando de Setúbal, onde os agentes são chamados nas folgas para fazerem «seis horas de serviço extra» em «operações stop».

Fonte sindical disse à agência Lusa que o gabinete jurídico do SPP já tem a providência cautelar pronta para a interpor junto do tribunal, estando só a aguardar pelos resultados da reunião que o sindicato vai manter na próxima semana com o ministro da Administração Interna, Miguel Macedo.

No encontro, o sindicato vai exigir que as alterações aos horários «sejam suspensas de uma vez por todas». Caso se mantenha a «carga horária», o SPP vai interpor a providência cautelar.

De acordo com o SPP, dezenas de agentes encontram-se de baixa médica e mais de uma centena reclamou junto do director nacional da Polícia de Segurança Pública (PSP) «por não aguentar fazer o seu horário normal acrescido de mais turnos que são aplicados quando os comandos o entendem».

 

 


Visite a fonte da informação clicando aqui