Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Planeta Cultural

Acima de tudo, cultura geral

Planeta Cultural

Acima de tudo, cultura geral

TDT: Anacom acusa ZON de induzir público em erro

08.05.11, Planeta Cultural

 

A ANACOM vai actuar juridicamente contra a ZON por esta operadora tentar vender serviços de televisão paga em Alenquer supostamente para garantir o acesso à Televisão Digital Terrestre (TDT), que entra quinta-feira em funcionamento naquela localidade.

"Este comportamento é absolutamente inaceitável, porque não é um comportamento ocasional", disse à agência Lusa Eduardo Cardadeira, administrador da Autoridade Nacional de Comunicações (ANACOM).

De acordo com a mesma fonte, a ANACOM e a ASAE (Autoridade de Segurança Alimentar e Económica) têm desenvolvido acções de fiscalização para verificar o comportamento das operadoras e detectou, assim, alguns quiosques móveis da ZON em Alenquer com cartazes a dizer que, com o desligamento do sinal analógico, só seria possível ver televisão com o serviço pago e anunciando tarifas especiais para Alenquer.

Os serviços jurídicos da ANACOM estão a analisar os mecanismos jurídicos disponíveis para actuar nestas situações e, segundo Eduardo Cardadeira, "serão usados todos os possíveis".

Numa nota de imprensa, a ANACOM critica a actuação da ZON, por estar a induzir em erro as populações, e promete actuar "com firmeza contra este tipo de comportamento.

"Esta actuação é lesiva dos interesses das pessoas, que terão de suportar o pagamento de produtos e serviços de que não necessitam, já que a televisão digital terrestre é gratuita", diz o comunicado acrescentado que com a passagem para a TDT as populações podem continuar a ver televisão desde que tenham um televisor compatível com a norma MPG4.

Quem não tiver uma televisão destas deverá comprar um descodificador compatível com a norma e ligá-lo ao televisor antigo.

Um porta-voz da ZON disse à Lusa que a empresa tem actividade comercial em quase todo o país e "é natural que tenham actividade nas zonas em que os consumidores vão ter de optar por uma nova forma de ver televisão ", apresentando vários produtos disponíveis.

No entanto, a ZON vai ter em atenção o comunicado da ANACOM, vai "averiguar se algum agente está a ter um comportamento menos correto" e tomar medidas se necessário.

Eduardo Cardadeira disse à Lusa que a ANACOM vai continuar a apostar na informação das populações para que "as pessoas não sejam enganadas por comportamentos pouco éticos".

Para segunda-feira está prevista uma nova sessão de esclarecimento em Alenquer sobre a transição da televisão analógica para a TDT.

 

 

Visite aqui a fonte da informação, que o Planeta Cultural agradece

Filme causa polémica ao mostrar Nelson Mandela guerrilheiro

08.05.11, Planeta Cultural

 

O britânico Peter Kosminsky está a provocar  polémica por estar a realizar um filme que mostra um Nelson Mandela guerrilheiro  na luta contra o apartheid.

 

Produzido pela televisão britânica Channel 4, "O jovem Mandela" revela  que o homem que conseguiu fazer da África do Sul um exemplo de reconciliação,  depois de décadas de opressão da população negra pela minoria branca, já  foi um guerrilheiro, revela hoje o semanário da África do Sul Mail & Guardian,  citado pela agência de notícias Efe.  

Antes de substituir as bombas por discursos, Mandela liderou a ala militar  do Congresso Nacional Africano (ANC), o partido que desde a clandestinidade  lutava contra o apartheid e que chegou ao poder em 1994, após as primeiras  eleições democráticas.  

O realizador, Peter Kosminsky, afirmou que não há razão para deixar  de ser apresentado ao público o passado violento de Mandela, que tantas  vezes foi omitido em favor de outros momentos de sua vida.  

O filme não se destina a "obscurecer a sua figura", diz Kosminsky, que  acrescenta que é "provavelmente o maior admirador" do Prémio Nobel da Paz. O filme mostra Nelson Mandela a instruir os seus colegas sobre como  explodir um edifício, mas segundo o realizador também mostra a política  do ANC para evitar vítimas humanas.

Nelson Madela passou 27 anos preso pela sua luta contra o apartheid  antes de, em 1994, se tornar o primeiro presidente negro da África do Sul.

O britânico Peter Kosminsky já fez trabalhos controversos anteriormente,  como a série de televisão "A promessa", que mostra a luta dos judeus contra  o protetorado britânico e os palestinianos na criação do Estado de Israel.

 

 

 

Visite aqui a fonte da informação

Reino Unido relutante em ajudar Portugal

08.05.11, Planeta Cultural

O ministro das Finanças britânico disse hoje que o Reino Unido está relutante quanto a ajudar financeiramente Portugal.


"Não nos vejo a assinar um cheque directamente do contribuinte britânico para o grego ou o português. A Irlanda foi um caso especial", disse George Osborne, em entrevista à BBC, citada pela Efe.

 

O político conservador afirmou mesmo que se o Reino Unido participar no resgate a Portugal será "a resmungar" já que nunca se comprometeu com essa ajuda.

 

Portugal vai receber um empréstimo de 78 mil milhões de euros nos próximos três anos ao abrigo de um acordo de ajuda financeira com o Fundo Monetário Internacional, o Banco Central Europeu e a Comissão Europeia, ficando obrigado a aprovar um conjunto de medidas para reduzir os gastos do Estado que abrangem diversos sectores.

 

Na mesma entrevista, George Osborne mostrou-se preocupado com a situação grega e afirmou que é necessário estar vigilante para perceber como poderá a Grécia "superar o próximo ano", o qual pode exigir a "assistência adicional" dos países da zona euro.

 

"Os mercados vêem com ceticismo o que está a acontecer e suspeito que vou ter que dedicar muito do meu tempo durante as próximas duas semanas em reuniões com outros ministros das Finanças europeus para ver como podemos ajudar os gregos", disse o responsável pelas Finanças britânicas na entrevista à BBC.

 

Ainda assim, Osborne afirmou que o seu Governo não quer participar num "segundo resgate" à Grécia.

 

 

Fonte: Económico