Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Planeta Cultural

Acima de tudo, cultura geral

Planeta Cultural

Acima de tudo, cultura geral

Pesquisador afirma que Última Ceia ocorreu em uma quarta-feira

19.04.11, Planeta Cultural

Um professor da Universidade de Cambridge, na Inglaterra, afirma em um livro que a Última Ceia, a última refeição realizada por Jesus Cristo com seus doze apóstolos, ocorreu na quarta-feira anterior à sua Crucificação e não na quinta-feira, como vinha se acreditando até agora.

 

O professor Colin Humphreys afirma que os Evangelhos de Mateus, Marcos e Lucas usaram um calendário mais antigo do que o de João, causando discrepâncias sobre a data da refeição.

 

Ainda segundo o acadêmico, Jesus não poderia ter sido preso, interrogado e julgado em apenas uma noite.

 

Enquanto Mateus, Marcos e Lucas afirmam que a Última Ceia coincidiu com o início do Pessach (Páscoa Judaica), João escreveu que ela ocorreu antes desta data.

 

"Isto tem confundido estudiosos da Bíblia por séculos. Na verdade, alguém disse que este era ‘o assunto mais espinhoso’ no Novo Testamento", disse o professor à BBC.

 

‘Inconsistências’


Humphreys publicou o livro The Mystery Of The Last Supper (em tradução livre, “O Mistério da Última Ceia”), no qual utiliza pesquisas bíblicas, históricas e até astronômicas para apresentar o que considera "inconsistências fundamentais" sobre o evento.

 

"Se você olhar para todos os eventos registrados no Evangelho - entre a Última Ceia e a Crucificação - existe um grande número deles. É impossível encaixá-los todos entre a noite de quinta-feira e a manhã de sexta-feira", afirmou.

 

"Mas eu descobri que dois calendários diferentes foram usados. Na verdade, os quatro Evangelhos concordam perfeitamente".

 

Ele sugere que Mateus, Marcos e Lucas usaram um calendário antiquado - adaptado do que era utilizado no Egito nos tempos de Moisés - em vez do calendário lunar que era largamente adotado pelos judeus em sua época.

 

"No Evangelho de João, ele está correto ao dizer que a Última Ceia ocorreu antes da refeição do Pessach, mas Jesus optou por fazer a sua Última Ceia como uma refeição de Pessach de acordo com um calendário judeu mais antigo", afirma o professor.

 

Com isto, Humphreys sustenta que a Ceia teria ocorrido em 1º de abril de 33, de acordo com o Calendário Juliano utilizado pelos historiadores.

 

O professor, que é especializado em metalurgia e materiais, acredita que a sua hipótese pode servir como argumento para fixar a Páscoa no primeiro domingo de abril.

 

 

Visite a fonte da informação clicando aqui

Cientistas usam teste de DNA para salvar espécie de cobra

19.04.11, Planeta Cultural

 

Pesquisadores da Grã-Bretanha estão usando testes de DNA para proteger a única espécie de cobra venenosa do País.

Nos últimos 50 anos, o número destas cobras caiu pela metade na Grã-Bretanha, enquanto a espécie luta para se adaptar às mudanças em seu habitat. Apesar de venenosas, estas víboras são dóceis e discretas.

Os cientistas foram até uma reserva na região de Somerset, no sudoeste da Inglaterra, para tentar descobrir a razão para a queda no número destas víboras.

Nigel Hand, da Sociedade de Zoologia de Londres, disse à BBC que é possível que a área onde estas cobras vivem esteja menor e cercada de barreiras como estradas.

Com isso, as cobras não conseguem se movimentar e surge o temor de que as populações estejam se reproduzindo entre si, o que poderia causar doenças.

Os cientistas acreditam que este estudo é muito importante para garantir colônias adultas e saudáveis de cobras.

Se os exames de DNA confirmarem que as populações estão se reproduzindo entre si, as cobras poderão até ser levadas para locais diferentes.

Faye Willman, também da Sociedade de Zoologia de Londres, conta que cobras poderão "ser levadas de populações maiores e mais saudáveis para as menores, para melhorar a diversidade da espécie".

 

 

Visite a fonte da informação clicando aqui

YouTube transmite casamento real em directo

19.04.11, Planeta Cultural

A Casa Real britânica está cada vez mais ligada às novas tecnologias. Depois da Rainha Mãe ter marcado presença nas redes sociais, será a vez do casamento real do príncipe William com Kate Middleton ser transmitido em directo na Internet

A cerimónia está marcada para o próximo dia 29 de Abril e vai ser transmitida também em directo através do YouTube, no canal oficial da Casa Real britânica no site, naquela que será a primeira vez que um casamento real no Reino Unido será transmitido na Internet.

Além da transmissão através do site, o evento vai também ser acompanhado em tempo real por diversos blogues e contas do Twitter oficiais da Casa Real britânica, refere o organismo em comunicado.

Também no YouTube está a ser promovida uma iniciativa onde os cibernautas são convidados a publicar vídeos de felicidades aos noivos.

A boda real está a ser considerada uma das cerimónias mais importantes do ano em Inglaterra e as previsões apontam para que o evento tenha uma audiência global de cerca de 2 mil milhões de pessoas.

 

 

Visite a fonte da informação clicando aqui

Cavaco Silva critica "egoísmos nacionais" que afastam Europa do sonho dos fundadores

19.04.11, Planeta Cultural

O Presidente da República afirma que os "tempos actuais constituem um sério desafio para a credibilidade do projecto de uma Europa unida".

 

 

 

Numa mensagem colocada na sua página do Facebook, Cavaco Silva escreve que se a “integração europeia for dominada pelos egoísmos nacionais, o projecto de uma união afasta-se do sonho dos seus fundadores e de grandes europeístas que se lhes seguiram, pois, verdadeiramente, não será de uma autêntica união de que falamos, mas de uma simples conjugação episódica de interesses de cada um dos Estados-membros”.

A mensagem do Presidente da República surge numa altura em que se receia que a Finlândia possa rejeitar a ajuda financeira a Portugal. Cerca de 48% da população deste país nórdico é contra a ajuda a Portugal e o reforço do Fundo Europeu de Estabilização Financeira. No domingo, o partido de extrema-direita Verdadeiros Finlandeses foi eleita como terceira força política do país, sendo que já afirmou que será necessário repensar as condições gerais das ajudas aos países em dificuldades na Zona Euro.

O Presidente da República tem utilizado o Facebook como uma forma de difusão das suas mensagens políticas. Ainda no fim da semana passada, Cavaco Silva tinha aí exigido sentido de responsabilidade aos partidos no actual cenário.

 

 

Faça uma visita à fonte da informação clicando aqui

 

Jogo português para a PS3 lançado a 27 de Abril

19.04.11, Planeta Cultural

Depois de alguns atrasos e muita expectativa, o primeiro jogo português para a PlayStation 3, com suporte para o comando de movimentos Move (e para o comando o Dualshock 3), já tem nova data de lançamento.

Três anos depois do início do desenvolvimento e 1,4 milhões de euros de investimento depois, a estreia de Under Siege na Europa acontece a 27 de Abril e nos Estados Unidos a 3 de Maio. Com distribuição exclusiva online, através da PlayStation Network, o título vai custar 14,99 euros em Portugal.

 

O UnderSiege é um jogo de Real Time Strategy (RTS) desenvolvido pela SeedStudios, uma empresa portuguesa sedeada no Porto, que ao longo dos últimos anos tem dedicado os principais esforços de desenvolvimento ao título, cujo lançamento começou a ser anunciado para 2009.

Atrasos no desenvolvimento, reformulações ao conceito original (para garantir suporte ao Move) e um processo de testes que se revelou mais longo que o esperado - como o TeK já tinha escrito - arrastaram o lançamento para o final deste mês.

Neste jogo de estratégia e acção em tempo real o jogador é chamado a comandar um grupo que luta contra um exército invasor, num cenário de fantasia medieval. O jogo inclui uma campanha Single Player e suporte Multiplayer até 2 jogadores. Através do editor de jogo também permite criar mapas e modos de jogo.

O jogo conta ainda com suporte para Full HD e Dolby Digital 5.1 e estará disponível em seis línguas (Português, Inglês, Alemão, Francês, Espanhol e Italiano) e em mais de 50 países.

 

 

Para visitar a fonte da informação, click aqui

Documentos secretos implicam petrolíferas mundiais na invasão do Iraque

19.04.11, Planeta Cultural

Foram hoje reveladas actas de reuniões onde foram debatidos planos de exploração das reservas de crude do Iraque antes de o país do Médio Oriente ser invadido pelas forças aliadas em 2003.

 

O “The Independent” divulga hoje várias actas de reuniões entre ministros e executivos de grandes petrolíferas mundiais, onde é visível o interesse dos governos ocidentais e das empresas do sector no “ouro negro” iraquiano, com especial enfoque no Reino Unido.

Nas actas das reuniões realizadas em Outubro e Novembro de 2002, antes da invasão do Iraque em Março de 2003, pode ler-se, por exemplo, que Elizabeth Symons, na altura ministra britânica do Comércio, disse à BP que o governo achava que as petrolíferas britânicas deveriam ter um quinhão das vastas reservas de petróleo e gás do Iraque como recompensa pelo compromisso militar de Tony Blair de se aliar aos planos dos EUA de mudança de regime no país liderado então por Saddam Hussein.

Em Março de 2003, mesmo antes de o Reino Unido entrar nesta guerra, a Shell considerou “altamente inexactos” os relatos de que teria mantido conversações com o gabinete do primeiro-ministro, em Downing Street, sobre o petróleo iraquiano, relembra o “The Independent”.

A BP também negou que tivesse qualquer “interesse estratégico” no Iraque, ao passo que Tony Blair considerou “totalmente absurda” essa “teoria da conspiração do petróleo”, sublinha a mesma fonte.