Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Planeta Cultural

Acima de tudo, cultura geral

Planeta Cultural

Acima de tudo, cultura geral

Futsal: Benfica é o primeiro finalista da Taça de Portugal

05.04.11, Planeta Cultural
A equipa da Luz alcançou a final da prova, ao repetir uma vitória frente à Fundação Jorge Antunes. Na primeira mão, realizada em Lisboa, os "encarnados" tinham vencido por 7-0, hoje em Vizela venceram por 5-0. Esta terça-feira, o Sporting e os Leões de Porto Salvo, lutam pela outra vaga na final.
 

Com uma vantagem confortável obtida na 1ª mão das meias-finais da Taça de Portugal de Futsal, o Benfica encarou com tranquilidade a segunda partida, voltando a golear a Fundação Jorge Antunes.

A equipa de Vizela aguentou o nulo até aos 8 minutos, mas apartir daí o Benfica tomou conta das operações a não permitiu qualquer resposta à equipa da casa.

O Benfica chega assim à final da prova, onde vai defrontar o Sporting ou os Leões de Porto Salvo, que amanhã às 21 horas, jogam a segunda partida das meias-finais. Recorde-se que na primeira mão, o Sporting venceu por 6-2.

 

 

Visite a fonte da informação clicando aqui

Salgado apela a Governo de unidade nacional

05.04.11, Planeta Cultural

O presidente do BES acredita que é “urgentíssimo” um pedido de ajuda imediato de Portugal e apela a um governo de unidade nacional.

"É urgente pedir [ajuda] já. É grave se não for feito porque é preciso neutralizar este efeito rapidíssimo da subida das taxas de juro, acalmar os mercados e tranquilizar os portugueses" a pouco tempo de eleições, disse, em entrevista à TVI.

Questionado sobre o montante de uma eventual ajuda a Portugal, o CEO do BES disse que "o valor exacto, ninguém sabe" e o "Estado deverá saber melhor do que ninguém". Contudo, acrescentou que a ajuda pode chegar aos 15 mil milhões de euros. "Pensamos que poderá chegar a esse valor, que será suficiente para tranquilizar os mercados e permitir aos portugueses irem votar com tranquilidade", disse.

Confrontado com as palavras de José Sócrates, que voltou ontem a dizer que um cenário de ajuda externa é um "último recurso", prometendo tudo fazer para o evitar, Salgado contrapôs que "a sucessão dos acontecimentos é de tal forma rápida que neste momento acredito não haver outra alternativa que não esse apoio intercalar à União Europeia".

Ricardo Salgado disse ainda que "era fundamental que houvesse uma unidade política no apoio a esse empréstimo", referindo-se a "um acordo dos partidos da oposição" em relação aos compromissos com a União Europeia.

O presidente do BES foi mais longe e disse "que estando todos no sentido do interesse nacional, acabarão por estar de acordo, não só o Governo mas também os outros partidos". "Seria lastimável que esse bom senso não imperasse" em relação a um pedido de ajuda que considerou "urgentíssimo", face às actuais taxas de juro "inusitadas".

Admitindo-se "preocupado" com o cenário actual, Ricardo Salgado disse ainda acreditar "no bom senso da classe política". "Se não houver governos maioritários tem de haver uma maioria ampla em termos de unidade nacional", sustentou, explicando que espera que haja "o sentimento da parte da União Europeia de que há uma unidade nacional que se vai responsabilizar pelo cumprimento das metas" de Portugal.

"Não lhe chamaria governo de salvação nacional, chamaria um governo de unidade nacional, que poderia incluir os partidos necessários", nomeadamente os de esquerda, disse.

Sobre um futuro programa de estabilidade, o presidente do BES diz que não deverá existir outra forma de resolver os problemas do País. "Não posso dizer que o programa de estabilidade seja idêntico aos outros, espero que não, espero que seja melhor", referiu.

 

 

Visite a fonte da informação clicando aqui

Buraco na camada de ozono atinge recorde sobre o Árctico

05.04.11, Planeta Cultural

A destruição da camada de ozono sobre o Árctico atingiu um recorde de 40% desde o início do Inverno (hemisfério norte) e no fim de Março, em consequência da persistência de substâncias nocivas na atmosfera e das baixas temperaturas, anunciou a Organização Meteorológica Mundial (OMM).


«As observações efectuadas do solo com um balão-sonda acima do Árctico, assim como as realizadas por satélite, revelam que a camada de ozono registou uma redução de quase 40% nesta região entre o começo do Inverno e o fim do mês de Março», afirma a OMM em comunicado.

 

«O recorde anterior em termos de destruição do ozono era uma perda de aproximadamente 30% em todo um Inverno», completa a organização que tem sede em Genebra.

 

A camada de ozono protege a Terra dos raios ultravioletas do Sol, prejudiciais à saúde.

 

 

Visite a fonte da informação clicando aqui

Kurt Cobain morreu há 17 anos

05.04.11, Planeta Cultural

 

Foi dia 05 de Abril de 1994 , há precisamente 17 anos, quando se encontrava na sua casa em Seattle que Kurt Cobain Cobain decidiu por fim à sua estadia neste mundo suicidando-se com um tiro de espingarda na cabeça!

 

Passados todos estes anos as músicas de Kurt Cobain continuam no top das nossas preferência!

Ouro vale mais do que nunca

05.04.11, Planeta Cultural

As cotações do ouro estão hoje a negociar em máximos históricos nos mercados internacionais.

 

 

O preço do ouro, tanto para entrega imediata como no mercado de futuros, disparou hoje para recordes. A intensificar o estatuto de valor-refúgio do metal precioso estão sobretudo os elevados juros da dívida soberana de Portugal, o conflito na Líbia e noutras regiões do mundo árabe e a crise nuclear no Japão.

Estes factores aumentam a procura de ouro “como cobertura contra o caos”, comentou à Bloomberg um estratega da corretora Lind-Waldock, Adam Klopfenstein.

Em Nova Iorque, os futuros do metal amarelo atingiram novos patamares históricos, superando o último recorde de 1.448,60 dólares por onça marcado a 24 de Março. Com efeito, o ouro para entrega em Junho chegou hoje aos 1.452 dólares, valor nunca antes visto.

No mercado londrino, onde se negoceia o ouro para entrega imediata (mercado spot), a tendência foi simular, com o metal precioso a fixar um recorde nos 1.450,65 dólares por onça.

Desde o início do ano, o ouro sobe 1%, sendo este o 11º ano consecutivo de ganhos para o metal precioso. Em Março, foi sustentado pelo conflito na Líbia, mas também pelos bons dados macroeconómicos provenientes dos EUA e da China, especialmente na última semana do mês.

A prata acompanha o bom momento do metal amarelo, seguindo a negociar nos 39 dólares por onça. O seu máximo histórico é de 50,35 dólares e foi atingido em 1980.

Segundo a VTB Capital, citada pela Bloomberg, os anos do ouro foram 2009 e 2010, sendo que o actual momento é sobretudo da prata, platina e paládio.

 

 

Fonte: Jornal de Negócios