Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Planeta Cultural

Acima de tudo, cultura geral

Planeta Cultural

Acima de tudo, cultura geral

Milionário muda de sexo, se arrepende e muda de volta no Reino Unido

10.11.10, Planeta Cultural

Kane com a noiva, Victoria

 

O milionário Charles Kane, de 50 anos, fez uma cirurgia para mudar de sexo, mas se arrependeu e tornou a passar por um procedimento cirúrgico para voltar a ser homem.

Em entrevista ao jornal “Daily Mail”, Kane contou que nasceu como Sam Hashimi e que chegou a se casar e a ter dois filhos. Em 1987, porém, ele decidiu investir 100 mil libras (cerca de R$ 274 mil) para mudar de sexo.

A partir do procedimento cirúrgico, Hashimi começou a atender pelo nome Samantha Kane, uma designer de interior. Sete anos depois, entretanto, Kane descobriu que não estava se sentindo confortável vivendo como mulher. Não gostava das mudanças de humor que os hormônios lhe provocavam e se considerava um personagem.

Assim, outro investimento de 25 mil libras (cerca de R$ 68 mil) resultou em Charles Kane, que precisa tomar doses diárias de testosterona, já que seu corpo não produz mais o hormônio.

"Homens são de Marte e mulheres são de Vênus, e eu estou na posição única de ter feito uma longa viagem à Vênus antes de voltar à Marte", disse Kane ao jornal, resumindo sua jornada de vida. Atualmente, ele está noivo de Victoria, de 28 anos.

 

 

Faça uma visita à fonte da informação clicando aqui

Modelo GG Tara Lynn posa nua para grife de lingerie brasileira

10.11.10, Planeta Cultural

 

A famosa modelo GG Tara Lynn é a nova garota propaganda da grife de lingeries brasileira Plié. Para as fotos do catálogo, a americana esteve recentemente em São Paulo.

Os cliques – alguns sem roupa – foram assinados por Bob Wolfenson, que registrou as imagens em um casarão da capital paulista.

Tara é a musa da linha antigordurinhas da marca, intitulada "Control".

 

 

Visite aqui a fonte da informação

Redes de TV dos EUA querem barrar serviço de vídeo on-line

10.11.10, Planeta Cultural

Quatro importantes redes de TV norte-americanas pediram a um tribunal dos Estados Unidos para proibir o serviço de vídeos on-line FilmOn.com de oferecer canais gratuitos de TV na internet e no iPad, da Apple.

 

A FilmOn.com, que se define como primeira rede mundial de TV de alta definição via internet, foi lançada em setembro de 2010, com investimento do bilionário empresário britânico Alki David, e recentemente ofereceu US$ 1 milhão de prêmio a uma pessoa disposta a tirar a roupa de surpresa diante do presidente norte-americano Barack Obama.

 

"Não sou ladrão", disse David em entrevista por telefone. "Somos um negócio legítimo. Não somos piratas."

O processo das emissoras surge em um período no qual companhias iniciantes tentam contornar as empresas tradicionais de mídia ao oferecer programas a usuários de internet sem pagar licenças aos canais abertos.

As redes, ansiosas por controlar a maneira pela qual seus programas são distribuídos, em setembro abriram processo contra o Ivi, um serviço que oferece canais de TV na web. Algumas redes também removeram vídeos de seus sites que haviam sido enviados para o serviço Google TV.

A FilmOn inicialmente cobrava US$ 9,95 ao mês de seus usuários pelo acesso a "mais de 30 canais premium de TV aberta".

Mas começou a oferecer o serviço gratuitamente depois que as redes abriram processo contra ela dias após seu lançamento, em 27 de setembro, de acordo com cópia de uma liminar.

"É contra a lei roubar um sinal de TV aberta e retransmiti-lo a aparelhos sem fio e via internet sem a permissão do detentor dos direitos autorais", afirmaram as redes em comunicado conjunto. "A FilmOn.com é a mais recente de uma pequena lista de empresas que roubam nossos sinais de transmissão e os distribuem ilegalmente com fins de ganho comercial."

David, cuja biografia no site da companhia diz que ele "estrela em grandes filmes e minisséries de Hollywood, e também escreve, dirige e estrela filmes independentes, e tem experiência bancária e comercial", disse que a FilmOn tinha direito de retransmitir programação de TV aberta.

"As regras [de direitos autorais dos EUA] não requerem consentimento dos proprietários da transmissão", disse ele sobre sua interpretação das leis norte-americanas de direitos autorais.

 

 


Visite aqui a fonte da informação

Mulher é presa ao tentar vender filho para comprar veículo

10.11.10, Planeta Cultural

Uma mulher foi presa nos Estados Unidos por supostamente negociar a venda de seu filho de apenas oito semanas para receber US$ 10 mil, valor que usaria para a compra de um veículo. Stephanie Bigbee-Fleming, de 21 anos, foi levada para uma prisão do condado de Manatee, no litoral oeste da Flórida, sem direito a fiança, informou o Departamento do Cumprimento da Lei.

A mãe de Stephanie, Patti Sharree Bigbee, também está envolvida no caso. Ela já havia sido detida na sexta-feira passada em Daytona Beach quando supostamente tentou vender o próprio neto, identificado como Aidan Fleming, por US$ 30 mil. Um terço dessa quantia seria entregue a sua filha, disseram os agentes.

A avó começara a negociação pedindo US$ 75 mil, montante que depois caiu quando a pessoa que supostamente compraria o bebê alegou não estar em condições de obter crédito bancário. A mãe também planejava utilizar o dinheiro também para pagar os custos de um processo por uma violação de liberdade condicional.

A negociação teria ainda a participação do namorado da mãe da mulher, Lawrence Works, de 42 anos. Ele está detido sob acusações de venda ilegal ou entrega de um menor por supostamente permitir que seu telefone celular fosse utilizado para as negociações e por colocar todos os pertences do bebê em um veículo que pensou que pertencia a uma mulher que queria o menor.

O automóvel, no entanto, era de uma agente disfarçada, segundo o documento judicial do caso.

As autoridades se inteiraram do caso por meio de uma denúncia feita por um parente das mulheres. O bebê está em custódia do Departamento de Crianças e Famílias da Flórida.

As informações são da EFE

 

Faça uma visita à fonte da informação clicando aqui

Denúncia de estupro coletivo em escola causa polêmica na África do Sul

10.11.10, Planeta Cultural

Um suposto estupro de uma menina de 15 anos em uma escola de Johanesburgo está causando polêmica na África do Sul.

Ministros e grupos de direitos humanos criticaram professores e policiais por não terem tomado ações imediatamente após o incidente, que ocorreu na última quinta-feira durante o horário das aulas e teria sido filmado em telefones celulares.

Duas meninas teriam sido drogadas e uma delas, estuprada por três rapazes nos jardins da escola.

Segundo relatos feitos pela mídia local, as imagens foram mostradas a professores e policiais, mas não houve reação, supostamente porque esta é a época das provas de fim de ano e eles não queriam "atrapalhar os alunos".

A Comissão pela Igualdade de Gênero (Commission for Gender Equality) disse ainda que alguns professores teriam descrito o episódio como "hilário".

"Eu acho que essa é uma história muito triste para as nossas meninas. É absolutamente inaceitável que os professores não tenham cumprido seu papel de proteger as meninas e que a polícia não tenha sido rápida em prender os meninos, mesmo sabendo suas identidades", disse a ministra para Mulheres, Crianças e Pessoas com Deficiências, Lulu Xingwana.

'Sexo consensual'

Alguns órgãos da imprensa sul-africana, como ojornal The Star, publicaram reportagens com declarações de alunos dizendo que as relações sexuais foram consensuais e afirmando que os filmes de celular mostram a suposta vítima beijando os rapazes e tomando a iniciativa em vários momentos.

Mas o Departamento de Educação de Gauteng, onde fica a escola em questão, divulgou uma declaração dizendo que "alegações infundadas culpando a vítima são inapropriadas e irresponsáveis. Não há espaço para elas em uma sociedade comprometida em promover a igualdade entre os gêneros".

O órgão também diz estar oferecendo apoio emocional às vítimas e afirma ter contratado um investigador independente para decidir se é necessária alguma ação disciplinar contra alunos, educadores ou a direção da escola.

"Queremos deixar claro para aqueles que têm envolvimento em atos de agressão sexual que não há lugar para eles no nosso sistema educacional. Eles não devem ter a ilusão de que não vamos usar todos os meios disponíveis para lidar com eles."

No início da semana, dois rapazes, de 14 e 16 anos, foram presos, mas, segundo o The Star, eles já teriam sido libertados por falta de provas contra eles.

A África do Sul tem uma das incidências de estupro mais altas do mundo.

 

 


Faça uma visita à fonte da informação clicando aqui

Robert de Niro ganha Globo

10.11.10, Planeta Cultural

 

O actor norte-americano vai receber em Janeiro o Globo de Ouro de carreira pelo contributo para a indústria cinematográfica

O actor Robert de Niro receberá o prémio Cecil B. deMille na cerimónia de entrega dos Globos de Ouro, a 16 de Janeiro em Los Angeles, Califórnia.

Robert de Niro, de 67 anos, já esteve oito vezes nomeado para os prémios da Associação de Imprensa Estrangeira em Hollywwod, mas só venceu numa ocasião, por conta da interpretação em 'Touro Enraivecido' (1980).

Com o prémio Cecil B. deMille, De Niro juntar-se-á a uma galeria de actores e realizadores já distinguidos, como Martin Scorsese, Al Pacino, Steven Spielberg, Anthony Hopkins e Harrison Ford.

Para a organização dos Globos de Ouro, Robert de Niro é premiado não só pelo contributo como actor, mas também como realizador, produtor e cofundador do Tribeca Film Festival, em Nova Iorque. De Niro foi por duas vezes premiado com Óscares pelos filmes 'Padrinho II' e 'Touro Enraivecido'.

 

 

Faça uma visita à fonte da informação clicando aqui

Arranca 2ª Edição da Feira Virtual Sapo Emprego

10.11.10, Planeta Cultural

 

Está a decorrer até ao próximo dia 21 de Novembro a segunda edição da Feira Virtual Sapo Emprego

 

Reunindo várias empresas, esta feira de emprego para a Internet destina-se a facilitar a aproximação entre as empresas que pretendem encontrar funcionários e profissionais que estão à procura de trabalho.

 

Segundo nota do portal Sapo esta segunda edição da iniciativa conta com cerca de mil ofertas de emprego e tem «uma maior participação ao nível das entidades empregadoras».


Nesta feira de emprego virtual o utilizador pode encontrar descrições sobre as entidades empregadoras e enviar as candidaturas para as vagas existentes.

 

 

Visite aqui a fonte da informação

Gafanhoto tem os maiores testículos

10.11.10, Planeta Cultural

 

Investigadores britânicos estudaram espécie de gafanhoto da fauna europeia e mediterrânica, que também existe em Portugal, e descobriram que, proporcionalmente, o Platycleis affinis tem os maiores testículos do reino animal. Constituem 14 por cento da sua massa corporal total

É uma espécie de gafanhoto comum da fauna europeia e mediterrânica, incluindo de Portugal, e detém um curioso recorde: o da criatura que, proporcionalmente, possui os maiores testículos do reino animal. Na verdade, constituem 14 por cento de toda a sua massa corporal. Num homem, isso equivaleria a 10 quilos.

Este gafanhoto, cujo nome científico é Platycleis affinis, foi descrito ainda no século XIX, mas foi uma equipa britânica que verificou agora esta particularidade destes gafanhotos.

"Não se acredita na dimensão dos seus órgãos. Dão a impressão de preencher todo o abdómen", explicou Karim Vahed, especialista em ecologia comportamental da Universidade de Derby e um dos autores do estudo publicado hoje no Royal Society Journal.

Para poder fazer uma análise comparativa, a equipa estudou uma série de outras espécies de gafanhotos, confirmando o dito recorde. Enquanto no Platycleis affinis um só testículo pesa 70 miligramas, não há nada comparável nas outras 20 espécies estudadas. A que aparece em segundo lugar, em relação a este parâmetro, tem testículos em que cada um pesa apenas 2,7 miligramas.

Mas em que se reflecte esta generosa dimensão, do ponto de vista da eficácia da reprodução?

A resposta parece estar no grande número de fêmeas que este gafanhoto pode fecundar durante a sua época reprodutiva, sem esgotar o esperma.

No entanto, e contrariamente a uma regra geralmente aceite na evolução das espécies, este insecto não produz mais esperma de cada vez que fecunda uma fêmea.

Sabe-se que nas espécies em que as fêmeas têm vários parceiros, os testículos do macho são tendencialmente mais volumosos. Isso permite, nomeadamente, ao macho que produz mais esperma ter uma vantagem sobre os seus rivais, já que tem mais probabilidades de ser o seu esperma a fecundar a fêmea.

Mas no caso do Platycleis affinis, cujas fêmeas têm em média 23 parceiros ao longo dos seus dois meses de vida adulta, verifica-se que os machos com os maiores testículos são os produzem menos esperma a cada ejaculação. A vantagem é que podem ter maior número de ejaculações.

 

 

Visite aqui a fonte da informação

Aviões de combate representam um terço das vendas mundiais

10.11.10, Planeta Cultural

Os aviões de combate constituíram um terço das transacções mundiais de armamento pesado nos últimos cinco anos, com os EUA como principais vendedores e a Índia, os Emirados Árabes e Israel como primeiros compradores.

Num relatório publicado hoje, uma semana antes do grande salão aeronáutico de Zhuhai, na China, o Instituto Internacional de Pesquisa para a Paz de Estocolmo (Sipri) avança que, entre 2005 e 2009, os EUA venderam 341 aparelhos (contra 286 nos cinco anos precedentes), a Rússia 219 (contra 331) e a França 75 (58).

O instituto independente, financiado em parte pelo Estado sueco, sublinha também que estes aviões não são apenas defensivos e que representam, com o seu armamento, uma importante fonte de desestabilização em muitas regiões.

Neste período, apenas 11 países produziram tais aparelhos (EUA, Rússia, China, França, Suécia, Índia e Japão, a título individual, e Alemanha, Itália, Espanha e Grã Bretanha, no âmbito do consórcio Eurofighter), comportando a lista de clientes 44 países.

 

 

Para visitar a fonte da informação, click aqui