Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Planeta Cultural

Acima de tudo, cultura geral

Planeta Cultural

Acima de tudo, cultura geral

Famílias norte-americanas estão 1,5 biliões de dólares mais pobres

17.09.10, Planeta Cultural
A riqueza das famílias dos EUA desceu 2,8% no segundo trimestre de 2010, como consequência da desvalorização das acções provocada pela crise de dívida pública que assola a Europa.
Segundo o relatório da Reserva Federal divulgado hoje, em Washington, o património líquido das famílias e de grupos não lucrativos desceu 1,5 biliões dólares (1,15 biliões de euros), para 53,5 biliões de dólares (41 biliões de euros).

Esta descida deve-se ao comportamento dos mercados de valores mobiliários que estão a lidar com grandes desvalorizações com a crise de dívida pública que afecta os países europeus.

O Standard & Poor’s 500 - índice de referência para os mercados norte-americanos – desceu 12% nos três meses que terminaram a 30 de Junho, anulando os ganhos verificados no primeiro trimestre do ano.


As acções de empresas detidas pelas famílias norte-americanas sofreram uma desvalorização de 940,4 mil milhões de dólares (720 mil milhões de euros) no segundo trimestre, segundo o relatório da FED.

A taxa de poupança privada subiu no segundo trimestre, de 5,5% para 6,1%, ao passo que a taxa de desemprego já vai nos 9,6%, quando, em Dezembro de 2007, situava-se nos 5%. De acordo com a previsão de economistas consultados pela Bloomberg, a taxa de desemprego do próximo ano será de 9,2%.

A autoridade liderada por Ben Bernanke já anunciou algumas medidas para recolocar o país no caminho da recuperação económica, como a manutenção da compra de títulos de dívida. O crescimento económico do país abrandou para os 1,6% no segundo trimestre, depois de no primeiro trimestre se ter observado um crescimento de 3,7%.

O grupo de economistas consultados pela Bloomberg previu um crescimento económico para o próximo ano de 2,5%.
 
 

Para visitar a fonte da informação, click aqui