Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Planeta Cultural

Acima de tudo, cultura geral

Planeta Cultural

Acima de tudo, cultura geral

PSP: Agentes começam a receber comparticipação para fardas

19.07.10, Planeta Cultural

O Diretor Nacional da PSP reconheceu hoje o “atraso” no pagamento das fardas dos agentes mas garantiu que deu ordens para que em outubro os agentes comecem a receber essa comparticipação.


À margem da cerimónia de entrega de 1100 computadores portáteis para usar nas viaturas da PSP e GNR, Oliveira Pereira admitiu o atraso na entrega da comparticipação anual de fardamento, que devia ter sido incluida no salário no inicio do ano.

 

“Há um atraso que assumimos”, disse o responsável, defendendo que se trata de “atrasos que acontecem em instituições com esta grandeza”: “A PSP tem quase 23 mil pessoas que se fardam e tudo isto tem a sua complexidade”.

 

“O que estava previsto e está na comunicação interna que difundi a todo o dispositivo é que a partir de outubro começam a receber”, garantiu o diretor nacional da PSP.

 

Com a entrada em vigor dos novos estatutos, no início do ano, os agentes da PSP deixaram de receber cerca de cinco euros mensais, como Fundo de Fardamento, que os ajudava a pagar as fardas.

 

 

Fonte: Diário Digital

Lucros do BPI deverão disparar 160,5% no primeiro semestre

19.07.10, Planeta Cultural

 

O BPI deverá ter terminado o primeiro semestre deste ano com lucros de 89,6 milhões de euros, o que representa uma subida de 160,5% face ao período homólogo, estima o Caixa BI.

 

O banco de investimento estima que a instituição financeira liderada por Fernando Ulrich tenha obtido, no segundo trimestre, lucros de 44,6 milhões de euros, menos 0,9% do que nos primeiros três meses deste ano.

No acumulado do primeiro semestre, o resultado líquido terá ascendido a 89,6 milhões de euros. Este resultado significa uma subida de 160,5% em relação aos 34,4 milhões de euros registados nos primeiros seis meses de 2009.

Quanto à margem financeira, as estimativas de André Rodrigues, analista do Caixa BI, apontam para uma subida de 4,3% relativamente ao primeiro trimestre para os 165,5 milhões de euros. Entre Janeiro e Junho, a margem financeira terá totalizado os 324,2 milhões de euros, ficando abaixo dos 488,8 milhões de euros do período homólogo.

“No actual contexto consideramos que existem dois tópicos que devem ser analisados com maior detalhe durante as próximas semanas”, refere André Rodrigues. Para o analista do Caixa BI, estes factores são a divulgação, no próximo dia 23 de Julho, dos resultados dos testes de stress à banca europeia e o tema do “risco regulatório”.

“Neste enquadramento, entendemos que a conjugação do novo “pacote regulatório” com o momento de retirada dos estímulos e das facilidades de liquidez do BCE será um teste relevante ao sector”, sublinha o mesmo especialista.

André Rodrigues acredita que o grande desafio para o BPI “está relacionado com a capacidade para potenciar as suas receitas ‘core’ no actual contexto adverso”, sendo que esta pressão na rendibilidade, nomeadamente no mercado doméstico, deverá manter-se como um desafio nos próximos trimestres. O analista do Caixa BI frisa que o BPI enfrenta uma “fraca” dinâmica de resultados desde 2008.

O banco liderado por Fernando Ulrich dá início à época de apresentação de resultados do primeiro semestre por parte das cotadas do PSI-20. O BPI vai publicar as suas contas na próxima quarta-feira, depois do fecho do mercado.

O Caixa BI avalia as acções do BPI em 2,50 euros, conferindo-lhes uma recomendação de “comprar”. As acções do banco seguem a recuar 1,27% para os 1,549 euros.

 

 

Visite a fonte da informação aqui