Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Planeta Cultural

Acima de tudo, cultura geral

Planeta Cultural

Acima de tudo, cultura geral

Cavaco frisa que verdade sobre o que diz está na página da Presidência

26.06.10, Planeta Cultural

O Presidente da República diz que quem quer saber a verdade sobre o diz qe pensa tem de se dirigir à página oficial da Presidência da República.

 

Cavaco Silva remeteu todos os que querem saber a verdade sobre o que diz para o que está escrito na página oficial na Internet da Presidência da República.

 

Em Sobral de Monte Agraço, o Presidente da República respondeu assim a quem não gostou das suas declarações ao longo dos últimos dias.

 

«Quem quiser conhecer a verdade, repito a verdade, insisto a verdade, sobre o que diz e faz o Presidente da República basta ir à página da Internet da Presidência da República. Lá está a verdade», frisou, quando questionado se tinha sido mal interpretado.

 

Na quinta-feira, durante o Roteiro para a Juventude, Cavaco voltou a usar a palavra «insustentável» para fazer um diagnóstico da economia portuguesa, tendo então aconselhado à revisão de todas as políticas públicas.

 

 

Faça uma visita à fonte da informação clicando aqui

GNR com novo álbum de originais ao fim de oito anos

26.06.10, Planeta Cultural

O álbum «Retropolitana», que sai na próxima segunda feira, marca o regresso dos GNR - Grupo Novo Rock - ao estúdio, sendo o primeiro de originais nos últimos oito anos.

 

A banda de Rui Reininho, Tóli César Machado e Jorge Romão, quase a fazer 30 anos, experimenta neste álbum «um som pop a caminho do lounge», disse à Lusa o músico Tóli César Machado, responsável pela bateria, acordeão, guitarra e piano.

 

«As canções foram surgindo naturalmente, trabalhámo-las em diferentes suportes e depois o Rui [Reininho] colocou-lhes a letra em cima. Houve a preocupação de trabalhar a canção pela canção», contou.

 

 


Visite a fonte da informação aqui

Ministra pede a médicos que avaliem situação económica do doente

26.06.10, Planeta Cultural

A ministra da Saúde, Ana Jorge, apelou hoje, no Porto, aos médicos para que olhem para o enquadramento socioeconómico do doente quando prescrevem medicamentos.


“Aos médicos, que decidem a melhor terapêutica para o doente, pedimos que olhem para a pessoa que têm à sua frente, não apenas do ponto de vista clínico, mas tendo em conta o seu enquadramento socioeconómico”, afirmou Ana Jorge, na inauguração da Farmácia do Hospital S. João.

 

A ministra salientou que a adesão à terapêutica “depende, em muito, da capacidade de aquisição do medicamento”, garantindo o Estado uma comparticipação a 100 por cento para os cidadãos mais carenciados apenas “se forem prescritos e dispensados os medicamentos com preço mais baixo em cada grupo terapêutico”.

 

“Medicamentos mais baratos não significam hoje medicamentos de menor qualidade. Essa é uma ideia errada que é preciso contrariar, já que os [medicamentos] genéricos nos garantem a mesma eficácia e segurança”, frisou.

 

Ana Jorge referiu que, com o novo “pacote do medicamento”, que entrou em vigor em 01 de junho, o Governo conta “reduzir a despesa em cerca de 80 milhões de euros, sem, no entanto, beliscar as necessidades dos cidadãos”.

 

“Para tal contamos com a sensibilidade dos profissionais de saúde, médicos e farmacêuticos”, realçou.

 

A ministra opôs-se à obrigatoriedade de subscrição do medicamento por substância ativa, proposta de novo pelo CDS, afirmando que tudo que seja feito por imposição e contra os profissionais não terá o mesmo sucesso que tem quando há um envolvimento de médicos e farmacêuticos.

A farmácia hoje inaugurada no Hospital S. João é a maior do país e a segunda maior da Europa, sendo a primeira em Portugal com “Farma-Drive”, que permite ao utente comprar os medicamentos sem sair do carro.

 

Esta farmácia tem também o maior robô da Europa para disponibilização de medicamentos, uma tecnologia desenvolvida numa parceria entre uma empresa italiana e outra portuguesa.

 

Ana Jorge referiu que, com esta inauguração, fica completa a instalação do primeiro grupo de seis farmácias a funcionar 24 horas por dia em hospitais públicos, estando o Ministério da Saúde a estudar o alargamento deste serviço a novas unidades.

 

 

Visite a fonte da informação aqui

Agravamento do tempo para seis distritos

26.06.10, Planeta Cultural

O Instituto de Meteorologia prevê o agravamento do tempo a partir das 16 horas de hoje, sábado, para os distritos de Vila Real, Bragança, Viseu, Guarda, Castelo Branco e Portalegre.

 

O Instituto de Meteorologia (IM) alerta, no seu site, para a alteração das condições climatéricas nos seis distritos, onde deverão ocorrer aguaceiros, temporariamente fortes e acompanhados por trovoadas.

 

Entre as 16 horas e até cerca das 22 horas as previsões meteorológicas correspondem ao aviso amarelo, que pressupõe situações de risco para determinadas actividades dependentes da situação meteorológica.

 

O aviso amarelo é o segundo nível menos grave de uma escala de quatro.

 

Para o resto do país não se prevê nenhuma situação meteorológica de risco.

 

 

Visite a fonte da informação aqui