Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Planeta Cultural

Acima de tudo, cultura geral

Planeta Cultural

Acima de tudo, cultura geral

Jornais galegos consideram que "portagens portuguesas prejudicam a Galiza"

22.06.10, Planeta Cultural

A introdução de portagens em três concessões sem custos para o utilizar foi notícia nos jornais galegos, que defendem que "as novas portagens portuguesas prejudicam a Galiza" e que "vão ser uma barreira ao turismo".

 

"As novas portagens portuguesas prejudicam a Galiza" é o título de uma notícia do jornal “La Voz de Galicia”, que escreve que "as vias rápidas do norte, até agora gratuitas, vão ter portagem" enquanto "surpreendentemente, nem a área de Lisboa nem a pujante zona turística do Algarve vão ser afectadas por esta taxa".

 

Segundo o diário galego, "são os habitantes da zona norte do país, os mais castigados pela crise, que mais contribuem para a necessidade de receitas dos cofres públicos", realçando que os galegos que se deslocam a Portugal para voar desde o aeroporto Francisco Sá Carneiro ou passar férias vão ser igualmente prejudicados.

 

“La Voz de Galicia” entrevistou o presidente da Associação Portuguesa de Hotelaria, Restauração e Turismo (APHORT) que considera que a introdução de portagem nas SCUT "vai ser uma barreira ao turismo galego que optará por destinos onde não há esta confusão".

 

Na notícia disponível na página do diário, fala-se na "confusão causada no norte de Portugal devido à implementação num curto espaço de tempo" e "do receio que o turismo galego opte por outros destinos".

 

O “La Voz da Galicia” considera que "será difícil que os automobilistas estrangeiros se disponham a comprar ou a alugar os dispositivos para realizar viagens esporádicas ou que se aventurem a circular sem o aparelho, podendo ser multados com sanções que terão que ser pagas de imediato".

 

Da entrevista de Rodrigo Pinto Leite, o jornal destaca ainda "o aumento do custo dos transportes públicos", o que "não fará mais do que agravar a crise económica e social do norte de Portugal".

 

 

Visite a fonte da informação aqui

SCUT: Saiba como pagar as novas portagens

22.06.10, Planeta Cultural

De acordo com o projecto do Governo é obrigatório ter um dispositivo electrónico que já é possível reservar nos balcões dos CTT. Saiba como funcionam.


1 - Como reservar o Dispositivo Electrónico de Matrícula?
A partir de ontem os CTT disponibilizam um sistema de pré-reserva do Dispositivo Electrónico de Matrícula (DEM). Pode fazer-se a partir do ‘site' ou em qualquer balcão dos CTT. No entanto, no ‘site' poderá apenas fazer a primeira parte, pois é necessário dirigir-se a um balcão até 21 de Julho para apresentar os documentos do veículo bem como a sua identificação.

 

2 - Quando posso levantar o Dispositivo e aplicá-lo no carro?
Quando se faz a pré-reserva do identificador, o proprietário do veículo traz consigo um comprovativo do pedido de reserva. Esse documento deverá acompanhar o veículo até que o identificador seja instalado. O identificador poderá ser levantado nas estações dos correios assim que o proprietário foi notificado pelos CTT.

 

3 - Como pagar as novas portagens?
Deverá escolher um sistema de pagamento: pré-pago com identificação do proprietário; ou pré-pago anónimo. O pagamento automático por débito directo ainda não está disponível, mas está previsto para breve. Os sistemas de pré-pagamento possibilitam a notificação do saldo mínimo por SMS, se disponibilizar o número de telemóvel na adesão. Os carregamentos das identificadores deverão ser feitos nos CTT, Payshop ou Multibanco.

 

4 - O que acontece se não regularizar a situação até 1 de Julho?
A partir da data em que começarão a ser cobradas as portagens nas SCUT, e caso não tenha sido activado um sistema de pagamento para a viatura e tenha passado nas auto-estradas que têm apenas sistema electrónico de cobrança de portagens, deverá efectuar o pagamento do valor em dívida das portagens nos cinco dias úteis seguintes à passagem.

 

 

Visite a fonte da informação aqui


Segurança Social penhora 255 carros de luxo

22.06.10, Planeta Cultural

A segurança social reconheceu recentemente 1.763 viaturas, 255 das quais “de luxo”, revelou o secretário de Estado da Segurança Social.

Pedro Marques afirmou ainda que os serviços vão notificar em breve 80 mil empresas devedoras. A iniciativa insere-se no programa “Mais Viável” que permite o alagamento do prazo máximo de pagamento (até 120 prestações) e a redução da taxa de juro (de 12 para 1% ao ano), no âmbito de acordos. O objectivo do Governo é recuperar 680 milhões de euros através de acordos prestacionais.

As dívidas “à segurança social são um risco enorme para a sustentabilidade do sistema”, reconheceu Pedro Marques.

 

 

Visite a fonte da informação aqui

PSD exige portagens em todas as Scut até ao fim do ano

22.06.10, Planeta Cultural

O PSD exige que sejam introduzidas ainda este ano portagens nas sete Scut existentes no país, e não apenas nas três do Grande Porto, da Costa da Prata e do Norte Litoral que passarão a ser pagas no dia 1 de Julho. Segundo Miguel Relvas, ou "pagam todos ou não paga nenhum".

O secretário-geral do partido, que desmentiu quaisquer negociações com o Governo relativamente à introdução das portagens ou do seu método de cobrança, sublinhou que a introdução de portagens nas Scut não pode “ter um carácter regional, mas sim nacional”, defendendo a aplicação do princípio da universalidade.

“O PSD insta o Governo que apresente até ao dia 9 de Julho de 2010, data em que será feita a apreciação parlamentar do decreto-lei 67/A/2010 [que define o valor das portagens e os troços isentos], uma nova iniciativa legislativa” e que “se comprometa com um calendário faseado para a introdução universal das portagens, que deverá ficar concluído até ao final deste ano”, afirmou Miguel Relvas.

No que respeita ao "chip" das matrículas, o PSD “renova a sua oposição à utilização exclusiva deste mecanismo para cobrança de portagens, e exige que seja salvaguardado em absoluto o direito à reserva da vida privada dos cidadãos em qualquer dos mecanismos de cobrança que venham a ser utilizados”.

Daí que, afirmou Miguel Relvas, na quinta-feira, o partido votará pela revogação dos diplomas que instituem o dispositivo electrónico de matrícula.

 

 

 

Visite a fonte da informação aqui