Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Planeta Cultural

Acima de tudo, cultura geral

Planeta Cultural

Acima de tudo, cultura geral

"Processo Casa Pia é uma mentira", diz Carlos Cruz

27.05.10, Planeta Cultural

“O processo Casa Pia é uma mentira”. A sentença foi proferida, esta noite, por Carlos Cruz. O apresentador de televisão clama inocência e diz que foi arrastado para este processo de pedofilia por ser uma figura pública.

 

A menos de um mês e duas semanas da leitura da sentença do Processo Casa Pia, marcada para dia 9 de Julho, Carlos Cruz continua a reclamar inocência. “Sinto-me inquieto”, disse, quando confrontado com a aproximação do veredicto. “Se  condenado, estaremos perante um erro judiciário gravíssimo”, sustentou, esta noite, em entrevista à TVI.

 

“O processo Casa Pia é uma grande mentira”, desabafou Carlos Cruz. “A investigação convenceu-se de que tinha uma grande história”, empolada pelos meios de comunicação social, argumentou o apresentador de televisão.

 

“Os rapazes que me acusaram foram agarrados pelas televisões e transformados em heróis”, disse, sustentando que nunca teve, “sequer em fantasias” qualquer tipo de relação homossexual. “Muito menos com rapazes ou crianças”, disse.

 

“Fui envolvido neste processo por ser uma figura pública”, advogou Carlos Cruz. “Em quatro anos e meio de julgamento ficou co9mpletamente provada a minha inocência. Prova do Ministério Público é zero”, acrescentou.

 

“Acredito que será feita justiça, que a verdade virá ao de cima, mas neste momento os verdadeiros abusadores estão a rir-se”, argumentou Carlos Cruz. Dizendo ter sido “assassinado civicamente por um processo inventado com histórias mentirosas”, o apresentador prometeu continuar a lutar pela inocência, até no estrangeiro. O primeiro passo é o lançamento de um site na Internet, no qual se propõe a responder a todas as questões.



 

Visite a fonte da informação aqui

Bolsas dos EUA sobem mais de 3% animadas pela queda do dólar

27.05.10, Planeta Cultural

Os principais índices bolsistas norte-americanos fecharam com fortes ganhos, anulando parte das quedas registadas nos últimos tempos. A animar a sessão esteve a demonstração de confiança da China no euro, negando as notícias que diziam que o país estava a ponderar retirar parte dos investimentos em dívida pública europeia.

O Dow Jones foi o índice que menos subiu, ao ganhar 2,85% para 10.258,99 pontos. Já o Nasdaq cresceu 3,73% para 2.277,68 pontos e o S&P500 valorizou 3,29% para 1.103,06 pontos.

“A Europa tem sido, e será, um dos maiores mercados para investir as reservas cambiais da China”. Foi assim que as autoridades chinesas desmentiram a notícia avançada pelo “Financial Times” que dava conta que Pequim estava a ponderar reduzir os seus investimentos em euros, nomeadamente através da dívida pública de países como a Grécia, Irlanda, Itália, Portugal e Espanha.

Com esta tomada de posição, o euro sobe 1,50% para 1,2361 dólares, verificando assim a primeira subida em quatro sessões e recuperando de mínimos de quatro anos.

Entre o sector tecnológico, a Amazon destacou-se ao subir 2,77% para 126,70 dólares, a Google cresceu 3,15% para 490,46 dólares e a Apple subiu 3,79% para 253,35 dólares.

Na banca, os ganhos foram semelhantes. O Citigroup disparou 4,15% para 4,02 dólares, o Goldman Sachs avançou 3,31% para 144,95 dólares e o JPMorgan subiu 4,23% para 40,42 dólares.

 

 

 

Visite a fonte da informação aqui

PSP: "Mais de 2000" polícias iniciaram manifestação para entregar memorando ao Ministério contra estatuto

27.05.10, Planeta Cultural

"Mais de 2000" polícias iniciaram hoje cerca das 18:45 uma manifestação do Marquês de Pombal para o Ministério da Administração Interna, na Praça do Comércio, onde será entregue um memorando contra o novo estatuto profissional.

 

O protesto foi promovido pela Associação Sindical dos Profissionais de Polícia (ASPP), cujos dirigentes garantem que os manifestantes são "mais de 2000, podendo chegar aos 2500".

 

Os manifestantes vão entregar um memorando ao ministro da Administração Interna, Rui Pereira, com as alterações que a ASPP - o maior sindicato da PSP - pretende ver feitas no estatuto.

 

 

Visite a fonte da informação aqui

Novo álbum de Amy Winehouse apontado para o Natal

27.05.10, Planeta Cultural

O novo álbum de Amy Winehouse está a ser preparado para sair no Natal.


A revelação foi feita pelo pai da cantora, Mitch, que adiantou já ter ouvido algumas canções. «Ela descreve as experiências vividas o que pode criar dificuldades», expressou o progenitor da artista.

 

«Não quero que ela esteja deprimida e enraivecida a compor mas quero que ela produza um álbum», confessou ainda Mitch Winehouse. No entanto, «as canções dela têm muita alma», concluiu ainda o homem que tem pronto a sair em Junho o álbum de estreia «Rush Of Love».

 

Fonte: DD

Gafe de jornalista da RTP está no Youtube

27.05.10, Planeta Cultural

Por acreditar que o microfone já se encontrava desligado, Carla Trafaria, jornalista da RTP, por estar mais à vontade, disse esta quinta-feira, um palavrão em directo, durante o programa "Bom Dia Portugal".

 

 

Tudo isto, aconteceu após a apresentação dos dados relativos à bolsa seguido de uma sequência curta de notícias, onde pôde ouvir-se: "Boa m*rd*... que eu acabei de fazer".

 

Veja o vídeo que circula no Youtube.

 

 

 

 

 

Deutsche Bank reduz posição na PT para menos de 2%

27.05.10, Planeta Cultural

O Deutsche Bank deixou de ter uma participação qualificada no capital da Portugal Telecom. O banco passou a deter 1,68% do capital da operadora de telecomunicações.

“Esta alteração resultou do facto de o DB AG ter diminuído a sua posição em empréstimo de valores mobiliários em 4.622.888 acções ordinárias da PT, passando o DB AG a deter, na sequência desta operação, um total de 15.084.732 acções ordinárias da PT, representativas de 1,68% do respectivo capital social e dos correspondentes direitos de voto”, de acordo com um comunicado emitido para a Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

 

 

Fonte: Jornal de Negócios

Moody"s não vai alterar "rating" de Portugal e está confiante na redução do défice

27.05.10, Planeta Cultural

A Moody’s não vai alterar o “rating” da dívida da República portuguesa, que será mantido no intervalo entre “AA2” e “A1”. A revelação foi feita pelo analista Anthony Thomas, que diz estar confiante na redução do défice por parte do Governo.

O analista, que se encontra em Lisboa, considera que o principal problema de Portugal é a “competitividade”, mas diz ter “uma grande confiança” na capacidade de redução do défice orçamental do país para 3% do produdo interno bruto (PIB) em 2013, de acordo com a Bloomberg.

“Reconhecemos os esforços do Governo para manter a dívida sob controlo”

Na comparação entre Portugal e Grécia, o analista afasta semelhanças e conclui que “os desafios que a Grécia enfrenta superam os de Portugal”.

 


Visite a fonte da informação aqui