Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]






Comentários recentes

  • Triptofano!

    Realmente no Porão qualquer excitação ficaria auto...

  • Veegam

    Como obter Stellar Lumens gratis!https://steemit.c...

  • Firmino

    deus vê a quem a gente faz bem e depois no fim lev...

  • Planeta Cultural

    O ser humano consegue bem de longe ser pior que os...

  • Maribel Maia

    É com muita pena que leio notícias dessas!





Primeiro-ministro da Guiné-Bissau libertado pelos militares

Quinta-feira, 01.04.10

O primeiro-ministro da Guiné-Bissau, Carlos Gomes Júnior, foi libertado depois de esta manhã ter sido sequestrado por militares, avança a RDP.

O primeiro-ministro da Guiné Bissau foi reconduzido por militares para o seu gabinete, no Palácio do Governo, e está neste momento reunido com oficiais superiores na presença de alguns membros do Governo, disseram à Lusa fontes governamentais.

Em frente à sede do Governo, começam a juntar-se centenas de pessoas que dirigem palavras de solidariedade para com o chefe de Governo, Carlos Gomes Júnior, e palavras de repúdio aos militares.

"Não queremos mais golpes de Estado", é uma das palavras de ordem.

O Presidente guineense, Malam Bacai Sanhá, encontra-se no seu gabinete na Presidência e não foi envolvido nas movimentações militares desta manhã em Bissau. 

Não há indicações de evoluções na situação do chefe das Forças Armadas, Zamora Induta, que foi feito refém por militares no quartel-general na capital.

PM e chefe das Forças Armadas feitos reféns por militares

O primeiro-ministro da Guiné-Bissau, Carlos Gomes Júnior, e o chefe das Forças Armadas, Zamora Induta, foram feitos reféns por militares hoje de manhã na capital guineense.

Fontes diplomáticas e de organizações internacionais disseram à Lusa que António Indjai, vice-chefe das Forças Armadas, tinha assumido o comando da instituição militar e que, além de Carlos Gomes Júnior e de Zamora Induta, tinha sido detido um grupo de oficiais superiores.

O ex-comandante da Armada Bubo Na Tchuto, que estava refugiado nas instalações da ONU em Bissau há meses, e sobre o qual pende uma acusação anterior de tentativa de golpe de Estado, foi retirado do local e escoltado por militares para parte incerta. 

Portugueses estão bem, diz secretário de Estado das Comunidades 

Os portugueses residentes na Guiné-Bissau estão bem e não há registos de incidentes, disse hoje secretário de Estado das Comunidades Portuguesas.

"Todos os portugueses estão bem", disse António Braga à Agência Lusa, acrescentando que está a "acompanhar a situação".

O governante disse ainda que "não há notícias de qualquer incidente com portugueses".

Residem oficialmente na Guiné-Bissau 2.208 portugueses, estando a maioria concentrada em Bissau.

 

 

Fonte: SIC

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado por Planeta Cultural às 14:09


Pesquisar

 


subscrever feeds


Contacto

planetacultural@sapo.pt

Comunicado aos nossos leitores

1- Planeta Cultural é um Blog que tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular nas páginas da Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de Comunicação Social, que nem sempre será viável citar ou referenciar. Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo, o favor de me contactar via e-mail (constante no meu perfil público), na sequência de que procederei à sua imediata remoção.

2 - Os comentários expressos neste "Blog", vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste sítio, "Blog", pelo que, publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo. Reserva-me também o direito de eliminar qualquer comentário que possa considerar difamatório, ofensivo, calunioso ou prejudicial a terceiros, bem como textos de carácter promocional que também poderão ser excluídos.

Atenciosamente;

---------------------------------R. C.
-------------Administrador do Planeta Cultural

Pág. 14/14