Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Planeta Cultural

Acima de tudo, cultura geral

Planeta Cultural

Acima de tudo, cultura geral

Governo garante que RTP não será privatizada

13.04.10, Planeta Cultural

O ministro dos Assuntos Parlamentares assegurou hoje, terça-feira, ao Sindicato de Jornalistas que a RTP será mantida na esfera do Estado, na sequência de um esclarecimento pedido pelo organismo sindical sobre declarações do ministro das Finanças.

 

O sindicato pediu uma reunião na sequência de declarações de Teixeira dos Santos, que afirmou que a RTP não integra a lista das privatizações do Plano de Estabilidade e Crescimento porque tem resultados negativos.

 

Reafirmando uma "intransigente posição em defesa do serviço público, o organismo lembrou a Jorge Lacão que "a Constituição refere que o Estado deve assegurar um serviço público de televisão através de uma empresa de capitais exclusivamente públicos que jamais poderá ser transformado em mero negócio ou objeto de qualquer espécie de privatização".

 

O serviço público, defendeu, deve manter-se "seja qual for, no presente ou no futuro, a conjuntura política, a correlação de forças na Assembleia da República ou a orientação circunstancial nos partidos com assento parlamentar".

 

Apesar da garantia do ministro, a direcção do sindicato admitiu continuar preocupada "em relação ao futuro". O Sindicato aproveitou a reunião com o ministro que tutela a Comunicação Social para defender a necessidade de rever o Estatuto do Jornalista e retomar a Lei da Não Concentração.

 

Também o ex-secretário de Estado da Comunicação Social, Arons de Carvalho, defendeu hoje que uma possível privatização da RTP criará uma crise na diversidade, pluralismo e qualidade da comunicação social. Além disso, acrescentou, esta ideia "está errada e surge ao arrepio de toda a evolução europeia".

 

Arons de Carvalho disse ainda que  "vai ter reflexos na indústria audiovisual, vai enfraquecer a diversidade porque dificulta a expressão de programas como os que existem na Antena 2 e RTP2. Além disso joga com um facto errado, uma vez que a RTP tem hoje um custo abaixo da generalidade dos serviços públicos europeus que é de dois euros por mês por cada cidadão", disse.  

 

Ao contrário, o novo líder do PSD, Pedro Passos Coelho, defende que a RTP deve ser privatizada, tendo reafirmado a medida em entrevista divulgada ontem, segunda-feira, na SIC.

 

 

Faça uma visita à fonte da informação clicando aqui

Papa/Portugal: Governo concede tolerância de ponto dia 13 de maio em todo o país

13.04.10, Planeta Cultural

O Governo decidiu dar tolerância de ponto a todos os trabalhadores da Administração Pública no dia 13 de maio por ocasião da presença do Papa Bento XVI em Portugal, disse hoje à Lusa fonte oficial do executivo.

 

A mesma fonte adiantou à agência Lusa que será também concedida tolerância de ponto aos funcionários públicos em Lisboa, na parte da tarde do dia 11 de maio, assim como no Porto, na parte da manhã, no dia 14 de maio.

 

A visita de Bento XVI a Portugal inicia-se no dia 11 de maio, em Lisboa.

 

 

Fonte: Lusa

Futebol - Argentina: Angel Cappa é o novo treinador do River Plate

13.04.10, Planeta Cultural
O argentino Angel Cappa é o novo treinador do River Plate, que atravessa uma das piores épocas da sua história, anunciou hoje o presidente do clube do campeonato argentino de futebol, Daniel Passarella.

"Angel Cappa é o nosso técnico. A decisão (de o nomear) foi tomada pelo Conselho de Administração", referiu Daniel Passarella.

Cappa, que já tinha noticiado a sua contratação num blog, substitui Leonardo Astrada, demitido segunda-feira depois de cinco jogos consecutivos sem vitórias.

O River Plate ocupa o 18.º lugar do Torneio de Clausura, com apenas 13 pontos em 14 encontros.


Visite a fonte da informação aqui

Futebol - Itália: Escutas do ‘Calciocaos’ podem comprometer Inter de Milão

13.04.10, Planeta Cultural
Os advogados de Luciano Moggi, ex-dirigente da Juventus que esteve no centro de um escândalo de viciação de resultados em Itália, pediram hoje a junção ao processo de escutas que podem comprometer o Inter de Milão.

O processo denominado de ‘Calciocaos’ abalou o futebol italiano em 2006, com a despromoção da Juventus, e a penalização pontual do Milan, Fiorentina e Lázio, e a entrega do título de 2006 ao Inter de Milão, actualmente treinado por José Mourinho.

Durante a sessão de hoje, no Tribunal de Nápoles, os advogados de Luciano Moggi pediram a junção ao processo de 75 transcrições de escutas que não foram até aqui tomados em consideração.

As conversas gravadas entre 2004 e 2005 e que vão ser agora alvo de apreciação implicam, entre outros, o ex-presidente do Inter de Milão, Giacinto Facchetti, já falecido, com alguns árbitros.

Os advogados de Luciano Moggi pretendem demonstrar que todos os dirigentes dos clubes, à altura dos factos, mantinham contactos com representantes das equipas de arbitragem e não apenas os seus clientes.

O presidente do Tribunal de Nápoles, que fixou a próxima audiência para 20 de abril, vai agora decidir se vai dar ou não seguimento ao pedido dos advogados de defesa do ex-dirigente da Juventus.

O ex-treinador do Milan Carlo Ancelotti, presentemente ao serviço dos ingleses do Chelsea, e que viu o seu clube ser punido com a perda de oito pontos e com a ausência das competições da UEFA, vai ser ouvido a 20 de Abril como testemunha.


Fonte: O Jogo