Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Planeta Cultural

Acima de tudo, cultura geral

Planeta Cultural

Acima de tudo, cultura geral

Ministra nega fim dos concursos de professores

17.03.10, Planeta Cultural
Ministra nega fim dos concursos de professores
 

A ministra da Educação, Isabel Alçada, negou hoje o fim dos concursos nacionais de colocação de professores, mas admitiu a introdução de alterações pontuais que, sublinhou, serão negociadas com os sindicatos.

 

"Os concursos nacionais de professores vão continuar", garantiu a ministra, à margem da entrega de prémios da Academia de Ciências de Lisboa aos melhores alunos do secundário nas disciplinas de História, Português e Matemática, que decorreu hoje à tarde.

As estruturas sindicais anunciaram na terça feira que a última proposta da tutela de alteração ao Estatuto da Carreira Docente prevê o fim dos concursos de professores e acusaram o Governo de quebrar o acordo de princípios assinado em Janeiro.

"O que estava acordado com os sindicatos mantém-se. Houve alguns pontos que não tinham ainda sido tratados e que foram apresentados. Mas esses pontos estão ainda a ser objecto de negociação", assegurou.

 

No artigo 17 da proposta do Ministério da Educação, a que a Lusa teve acesso, passa a ler-se que "o recrutamento para a carreira docente processa-se através de procedimento concursal, nos termos da Lei n.º12-A/2008, de 27 de Fevereiro, e do presente Estatuto".

Questionada sobre o que vai exactamente mudar no concurso de professores, Isabel Alçada respondeu: "Há um ponto ou outro que poderá mudar, mas isso será objecto de trabalho com os sindicatos".

 

Na sequência da proposta do Governo, os sindicatos voltaram a admitir o regresso aos protestos, uma possibilidade que a ministra não vê no horizonte.

 

"Naturalmente, as pessoas fazem a pressão que acham que devem fazer. Não me parece que essa situação esteja no horizonte", acrescentou.

 

Entretanto, a Fenprof solicitou a Isabel Alçada uma reunião com carácter de urgência já esta quinta feira, mas a ministra explicou hoje que por motivos de agenda o encontro não poderá realizar-se nessa data.

 

"Mas vou certamente reunir com os sindicatos", disse.

 

A última proposta de alteração ao ECD que o Governo enviou aos sindicatos elimina o concurso, a permuta, o destacamento, a requisição e a comissão de serviço como formas de mobilidade geral, prevendo apenas a mobilidade interna e a cedência por interesse público.

 

O Ministério da Educação agendou nova ronda negocial para 24 de Março.

 

 

Visite a fonte da informação clicando aqui

Nadir Afonso e Bordalo Pinheiro no Museu do Chiado

17.03.10, Planeta Cultural

O Museu Nacional de Arte Contemporânea - Museu do Chiado (MNAC) prepara para Junho uma retrospectiva da obra de Nadir Afonso, no ano em que se celebram os 90 anos do pintor. A exposição é produzida pelo MNAC, e será exibida inicialmente no Museu Soares dos Reis, no Porto. 

 

A instituição inaugura amanhã, dia 18, às 19,00, a exposição 'Um Percurso, Dois Sentidos: A Colecção do Museu de Arte Contemporânea – Museu do Chiado da actualidade a 1850', que, como o próprio nome indica, pretende ser uma viagem pela arte portuguesa começando pelos dias de hoje até à segunda metade do século XIX, data das primeiras peças do acervo do MNAC.  

 

Para o final do ano está preparada uma exposição de Columbano Bordalo Pinheiro.

 

Fonte: DN

Ginecologista brasileiro abusava de pacientes

17.03.10, Planeta Cultural

Várias mulheres apresentaram queixa contra um ginecologista por abuso sexual durante as consultas. O clínico, que trabalhava na Casa da Mãe Taubeteana, em São Paulo, Brasil, está a ser procurado pela polícia e a sua residência e consultório foram alvos de buscas. A ordem de prisão já foi comunicada.

Segundo o jornal ‘O Globo’, as vítimas queixaram-se do médico ao perceberem movimentações estranhas e abusivas durante as consultas. Algumas delas chegaram a ser confrontadas com pedidos para colocação de preservativo e insinuações de contacto sexual.

 

O ginecologista exercia a sua profissão há oito anos e as autoridades médicas aguardam novos documentos para abrirem um processo.

 

Fonte: Correio da Manhã

Terry atropelou membro do Chelsea

17.03.10, Planeta Cultural
John Terry foi ouvido pela polícia. O jogador é suspeito de ter atropleado um elemento da segurança do Chelsea, quando saía do estádio, após a derrota com o Inter de Milão.

A vida de John Terry parece transformada num guião de uma telenovela mexicana. Aos casos extra-conjugais, com namoradas de ex-colegas ao barulho, o capitão do Chelsea juntou um caso de polícia, depois de ter atropelado um homem, ontem, terça-feira, após o reencontro amargo com Mourinho.

O clube já confirmou o envolvimento de John Terry num acidente à saída de Stamfod Bridge, estádio onde horas antes o capitão e companhia foram atirados para fora da Champios pelo antigo treinador do clube, José Mourinho.

"A polícia foi chamada, pouco depois das 11.15 horas, para um acidente, uma colisão entre um carro e um peão", disse um porta-voz da Polícia Metropolitana de Londres. "Um homem de 35 anos sofreu uma fractura numa perna", acrescentou. Foi transportado para o hospital de Londres Oeste e está em condição estável.

"O carro, um 4x4, não parou", revelou a Polícia Metropolitana, ao anunciar a instauração de um inquérito. "Pedimos a colaboração da Polícia de Surrey para fazer um teste de álcool, cujos resultados não discutimos", aduziu o porta-voz. O jogador foi ouvido já hoje e confrontado com o acidente.

O peão em causa, esclarece o Chelsea, é um membro da segurança do clube, que procurava zelar pela segurança de Terry, dos adeptos e dos fotógrafos que se juntaram à saída do estádio. Diz a entidade empregadora, que o futebolista não se apercebeu do acidente, mas que já falou com a polícia e o atropelado.

"John tinha a noção de que houve muito contacto com o carro, mas não se tinha apercebido de que alguém ficara ferido. Assim que soube do ferido, falou com a polícia. Entrou, também, em contacto com a pessoa em causa, para se assegurar do estado de saúde", explicou o Chelsea, que tem uma versão ligeiramente diferente da Polícia e mais suavizada também.

"Podemos confirmar que aconteceu um lamentável acidente quando John Terry deixava Stamford Bridge na noite passada", esclareceu o Chelsea, em comunicado. "Quando saía do estádio, aproximadamente a 3 a 5 quilómetros por hora, o carro foi rodeado por fotógrafos e fãs na fila que se formou à porta do estádio", precisou o clube londrino.

"Na confusão que se seguiu, um membro da segurança do Chelsea foi derrubado, entrando em contacto com o carro. Sofreu escoriações numa perna", diz o clube

Uma versão simpática do sucedido, que pode servir para aligeirar a pressão a que o jogador tem estado sujeito desde que veio a público o envolvimento com a namorada de um ex-colega de equipa e de selecção, Wayne Bridge. Sucederam-se revelações de outros casos, o quanto bastou para despir Terry da braçadeira de capitão da selecção de Inglaterra.

Jonh Terry mantém-se como capitão da equipa do clube londrino. É que os italianos treinadores de Inglaterra, Fabio Capello, e do Chelsea, Carlo Ancelloti, parecem pensar de forma diferente as consequências dos casos extra-conjugais de Terry, que chegou a viajar para o Dubai, onde a mulher se refugiou, para tentar a reconciliação.

Terry é casado com Toni Poole, que foi espairecer para a “villa” do casal no luxuoso “resort” da palmeira no Dubai, quando veio a público o caso amoroso que o defesa do Chelsea manteve com Vanessa Perroncel, modelo de lingerie, amiga de Poole e agora ex-namorada de Wayne Brigde, jogador que acabou por renunciar à selecção inglesa, alegando não querer prejudicar o grupo.

O silêncio de Vanessa terá custado a Terry cerca de 850 mil euros. Entretanto, foram atribuídas várias outras amantes a John Terry. Segundo o tablóide “News of the World”, o ainda capitão do Chelsea terá comprado o silêncio de outras quatro amantes.


Fonte: Jornal de Notícias

Moratti revela o segredo de Mourinho

17.03.10, Planeta Cultural
O presidente do Inter está claramente satisfeito pela passagem aos quartos-de-final da Liga dos Campeões, feito que atribui ao treinador português José Mourinho. Massimo Moratti revela que o segredo do técnico é, acima de tudo, o profissionalismo que coloca no trabalho.

«Ele é muito bom naquilo que faz e muito profissional. O segredo de Mourinho é que ele é muito sério e um homem muito profissional. Este resultado é fruto do seu trabalho de muitos, muitos dias. Não sei se mostra que o Chelsea estaria certo ou errado [ao deixar Mourinho sair], mas o principal é que espero que ele continue connosco durante muito tempo», afirmou o dirigente nerazzurro, em declarações recolhidas pela Press Association Sport.

“Mou” não pára de receber elogios do «patrão», pois já após a vitória em Stamford Bridge frente à antiga equipa, o Chelsea, Moratti afirmou que o português «foi decisivo».

Fonte: A Bola