Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Planeta Cultural

Acima de tudo, cultura geral

Planeta Cultural

Acima de tudo, cultura geral

Português é a terceira língua mais usada no Twitter

24.02.10, Planeta Cultural

Em torno de 9% das mensagens enviadas no Twitter todos os dias foram escritas em português, de acordo com um levantamento feito pela consultoria francesa Semiocast. Esse número representa 4,5 milhões de mensagens apenas no idioma, o terceiro mais usado na rede de microblogs.

 

As mensagens, segundo a Semiocast, em inglês são a maioria (50%) no Twitter. A empresa pesquisou mensagens trocadas entre 8 e 10 de fevereiro para tentar estabelecer uma espécie de ranking dos idiomas mais usados: são 41 no total, mas 83% dos tweets são feitos em cinco línguas principais (inglês, japonês, português, malaio e espanhol).

 

Na primeira metade de 2009, o inglês representava dois terços das mensagens trocadas. Diz a Semiocast que a popularidade do japonês (14% das mensagens) no Twitter se deve ao crescimento internacional do microblog, já que o Japão foi o primeiro país a ter uma versão localizada do Twitter. No Brasil, "o Twitter espelha o grande sucesso das redes sociais no país", segundo a consultoria. As mensagens em malaio representam 6% dos tweets diários, e 4% estão em espanhol. Os demais idiomas, cada um com menos de 2% de participação, representam 17% dos tweets, segundo a Semiocast.

 

Nesta terça-feira, o Twitter informou que atingiu a marca de 50 milhões de mensagens por dia, de acordo com dados oficiais divulgados pelo microblog. Em 2007, esse número era de apenas 5 mil tweets por dia.

 

Visite a fonte da informação clicando aqui

Abade renuncia na Alemanha por abusos cometidos em convento

24.02.10, Planeta Cultural

O abade do convento beneditino de Ettal, sul da Alemanha, renunciou nesta quarta-feira, em meio a denúncias de abusos cometidos no passado em crianças do internado, anunciou o arcebispado de Munique. Há um mês, esse escândalo abala o país. O arcebispo da Igreja Católica alemã, Robert Zollitsch, pediu na segunda-feira perdão a todas as vítimas.

 

O padre Barnabas Bagle, abade de Ettal desde 2004, assume com sua renúncia a responsabilidade por ter-se omitido em informar às autoridades eclesiásticas as acusações, segundo o arcebispado. Oito ex-alunos do internado denunciaram recentemente terem sido vítimas de abusos sexuais no estabelecimento em 1954 e nos anos 1970 e 1980.

 

O escândalo estourou no prestigioso colégio jesuíta Canisius de Berlim, no final de janeiro, quando o reitor do instituto reconheceu que numerosos ex-alunos foram vítimas de abusos sexuais nos anos 1970 e 1980 com o envolvimento de, pelo menos, dois ex-professores jesuítas. Segundo uma investigação independente encomendada pelo colégio, 120 ex-alunos do estabelecimento, vítimas de abusos se manifestaram.

O caso se ampliou, depois, a outros colégios jesuítas na Alemanha, com o envolvimento de um terceiro professor e novos estabelecimentos em Hanover, Bonn e San Blasien, sul do país.

 

Outras revelações em diferentes estabelecimentos católicos se somaram à lista de casos: um internado en Mindelheim (Baviera), outro em Grosskrotzenburg (perto de Frankfurt, oeste), lares de crianças em Augsburgo (sul), Berlim e em Oggelsbeuren (sul) assim como em um centro para portadores de deficiência em Essen (oeste).

 

 

Visite a fonte da informação clicando aqui

Jornal divulga suposto áudio com anúncio de morte de Michael Jackson

24.02.10, Planeta Cultural

Uma gravação em áudio do que seria o momento em que paramédicos de Los Angeles dão a notícia da morte de Michael Jackson para um funcionário de um hospital foi divulgada nesta quarta-feira pelo tabloide britânico The Sun.

 

O conteúdo do áudio - amplamente reproduzido por órgãos de mídia britânicos e americanos - deu origem a especulações sobre o possível uso do arquivo na investigação sobre a morte do cantor.

 

De acordo com o The Sun, a gravação seria da voz de um funcionário do setor médico dos Bombeiros de Los Angeles ligando para o Hospital da Universidade de Los Angeles.

 

"O paciente é o popstar Michael Jackson, o cantor. Não há pulso, não há respiração. Sem reação. Tentei ressuscitá-lo. Sem sucesso", afirma a voz na gravação.

 

"Fizemos tudo o que pudemos. Devemos chegar em cinco minutos. Não parece bem. Não parece bem.", continua a gravação.

 

Um porta-voz do serviço de Bombeiros de Los Angeles não confirmou se a gravação era realmente de um dos paramédicos.

 

"Não posso confirmar que seja um de nossos funcionários (...). Eles se referem ao 'popstar Michael Jackson', mas não costumamos citar nomes."

De acordo com jornais britânicos e americanos, a gravação surgiu em um fórum na internet voltado para funcionários de serviços de ambulâncias.

 

Prova

 

De acordo com órgãos da mídia americana, se for confirmado que a gravação é verdadeira, ela poderá ser usada como prova no processo contra o médico particular do cantor Michael Jackson, Conrad Murray, que foi indiciado no início de fevereiro por homicídio culposo (quando não há intenção de matar) involuntário pela morte do astro.

 

O cardiologista, que estava ao lado de Jackson no dia da morte, em 25 de junho de 2009, pode pegar até quatro anos de prisão caso seja considerado culpado.

 

A gravação entraria em contradição com uma declaração do médico, de que Jackson ainda estava quente e tinha pulso quando foi colocado na ambulância.

 

Murray é acusado de ter intoxicado o cantor com uma overdose de anestésico propofol e do sedativo lorazepam.

 

Fonte: BBC Brasil

Adão da Fonseca sobre BPP: "Tenho tanta esperança na recuperação do banco como na conquista do campeonato pelo Sporting"

24.02.10, Planeta Cultural

A equipa de gestão do BPP nomeada pelo Banco de Portugal está convicta que as possibilidades de saneamento da instituição são mínimas, garante que não vai apresentar mais nenhuma proposta de recuperação e sairá assim que o megafundo estiver em marcha.

"Tenho tanta esperança na recuperação do banco como na conquista do campeonato pelo Sporting", disse hoje, em tom descontraído, Fernando Adão da Fonseca, presidente do Banco Privado Português (BPP), durante um encontro com jornalistas em Lisboa, ainda que admitindo, por fim, "uma réstia de esperança".

"Se fosse hoje retirada a licença ao banco, nós saíamos", garantiu o presidente do BPP, explicando que a saída será consumada "assim que o banco for considerado insolvente".

"Por nossa iniciativa não vamos apresentar mais nenhuma proposta. Se a probabilidade do banco ser viável é pequena? Acho que sim, muito pequena", sublinhou Adão da Fonseca.

O banqueiro disse que "não faz sentido as pessoas estarem [na administração] se o banco entrar em processo de liquidação", recordando que a banca é o único sector em que os clientes e os fornecedores são os mesmos, o que torna o processo de falência mais complicado do que numa empresa industrial.

"É uma área super apetecível para os escritórios de advogados, portugueses e estrangeiros", sublinhou.

A administração do BPP já apresentou uma vez o pedido de demissão aos cargos desempenhados no banco, tendo apresentado a 20 de Julho o pedido de substituição, que não foi acolhido pelo Banco de Portugal, com o avanço do megafundo de retorno absoluto a permitir a continuidade da equipa de gestão liderada por Adão da Fonseca.

"Admito que a situação dos clientes estaria pior nesta altura se nos tivéssemos ido embora" em Setembro, realçou hoje o presidente do BPP.
 

Visite a fonte da informação aqui

Enfermeiros do INEM paralisam quinta-feira

24.02.10, Planeta Cultural

O Sindicato dos Enfermeiros Portugueses espera uma adesão a rondar os 100% na greve de quinta feira dos enfermeiros do Instituto Nacional de Emergência Médica.

 

Em declarações hoje à agência Lusa, o coordenador do SEP, José Carlos Martins, explicou que nem o INEM nem o Ministério da Saúde "concretizaram soluções para os problemas com que os enfermeiros são confrontados".

 

Em causa está, nomeadamente, a recusa das duas entidades, acrescentou, em "a discutir um plano estratégico para a área da emergência pré-hospitalar e o papel dos enfermeiros nesta área".

 

Os enfermeiros exigem ainda "estabilidade no exercício de funções nos diferentes meios: ambulâncias SIV (Suporte Imediato de Vida), nas VMER (Viatura Médica de Emergência e Reanimação), nos helicópteros e no próprio CODU (Centro de Orientação de Doentes Urgentes)".

 

"Questionamos se alguém iria a serviços de urgência hospitalares sem enfermeiros e o INEM com todos estes meios quer substituir os enfermeiros por técnicos menos qualificados", afirmou.

 

Na sexta feira realizar-se-á uma reunião com o Ministério da Saúde por causa da carreira de enfermagem, mas o sindicalista garantiu que este "ponto do INEM" será "obrigatório de discussão".

 

Deste encontro, os enfermeiros esperam uma "perspetiva de solução, caso contrário o Ministério irá empurrar para novas formas de luta", que, nomeadamente, podem "passar pela greve".

 

Quando foi anunciada a paralisação de quinta feira, o secretário de Estado Adjunto e da Saúde, Manuel Pizarro, enalteceu o sistema de emergência nacional, afirmando que este "melhorou drasticamente" nos últimos anos e que responde de modo adequado às necessidades das populações.

 

O governante referiu que o número de meios no terreno, quer de viaturas de reanimação com suporte imediato de vida, quer ambulâncias do próprio INEM ou alocadas aos bombeiros, "teve uma evolução enorme nos últimos anos", sendo que a utilização desses meses "duplicou" no mesmo período.

 

"Hoje temos o dobro dos atendimentos diários do que tínhamos há três ou quatro anos, isto revela bem a evolução do sistema", sustentou.

 

Pizarro afirmou que, há três ou quatro anos, "não havia enfermeiros no INEM e que hoje há mais de 100".

 

A Ordem dos Enfermeiros solicitou, entretanto, uma nova audiência com a tutela que acusa de faltas de respostas.

 

Em nota sobre esta greve, o INEM lembrou a legislação sobre serviços mínimos "indispensáveis para ocorrer à satisfação" de "necessidades impreteríveis".

 

Em relação aos enfermeiros, esses valores foram definidos em 1994: "Número de enfermeiros igual ao que figurar para o turno da noite no horário aprovado à data do anúncio da greve, ou seja, um elemento por turno".

 

"As ambulâncias de Suporte Imediato de Vida são sempre tripuladas por um técnico de ambulância de emergência e um enfermeiro", refere ainda nota do INEM.

 

 

 

Visite a fonte da informação clicando aqui

Padre roubava e prostituía-se

24.02.10, Planeta Cultural

Um padre oferecia-se para sexo com senhoras e casais, com tarifas entre 50 e 120 euros. Foi expulso por suspeita de desviar 17 mil euros dos paroquianos para pornografia e linhas eróticas.

 

A arquidiocese de Toledo, Espanha,  expulsou o padre Samuel Martín, de 27 anos, ao detectar "irregularidades financeiras" nas contas das paróquias de Noez e Totanés onde exercia serviço religioso. Estão em causa 17 mil euros, dinheiro que terá sido usado para custear o apetite sexual do jovem, que usou ofertas dos crentes para pagar linhas eróticas e páginas de pornografia na internet.

 

 
foto Direitos Reservados
Padre roubava e prostituía-se
 
 

Aparentemente, a necessidade sexual do jovem padre não se confinava aos prazeres virtuais de uma conversa erótica ao telefone ou às imagens e vídeos das páginas de pornografia na Internet.

 

Foi na rede que o pároco se promoveu como prostituto, aberto a tudo, heterossexualmente falando, menos a práticas sadomasoquistas.

 

"Hector, homem hetero espanhol, ao serviço da tua felicidade", assim rezava o anúncio que alegadamente colocou na net.

 

"Para mulheres e casais, bem dotado (15 cm) estou aberto a tudo menos 'sado'. Não se arrependerão, farei com que gozem de felicidade como nunca", lia-se no anúncio, entretanto tirado da rede, segundo o “El Mundo”.

 

Os prazeres carnais proporcionados por Samuel Matín, conhecido por Hector na Internet, custavam 50 euros, por quinze minutos, ou 120 euros por hora.

 

Padre confessou desvios na homilia

 

A  notícia não foi propriamente uma surpresa em Noez e Totanés. O próprio Samuel, na homilia de 7 de Fevereiro, confessou ter furtado o dinheiro das paróquias e mostrou-se disponível para encontrar uma solução.

 

O arcebispo de Toledo, Braulio Rodríguez, pediu desculpa a todos os afectados e disse "confiar na ajuda da oração e da misericórdia divina". A arquidiocese informou que foi levantado um processo disciplinar ao pároco Samuel Martín, conforme está estabelecido pelo Direito Canónico e o processo que "determinou a cessação das actividades sacerdotais, paroquiais e educativas".

 

A arquidiocese de Toledo confia nas conclusões que advirão das investigações, de modo a clarificar as razões que levaram ao comportamento do padre, admitindo até que posse ter sido "vítima de chantagem". Presume-se que esteja a falar, apenas, do desvio de fundos.

 

Jovem com dificuldades em cumprir o celibato

 

O motivo oficial para a cessação dos serviços não cala as más línguas de Noez e Totanés. Dizem que ao padre Samuel era difícil cumprir com a regra do celibato.

 

"Há comentários desse tipo", reconheceu, ao diário espanhol "El Mundo" a presidente do município de Noez. Yolanda Sanchéz admitiu que as actividades extra-religiosas do padre Samuel eram uma espécie de segredo gritado por todos.

 

Segundo Yolanda Sanchez, a Arquidiocese "actuou como tinha de actuar", ao serem detectadas as irregularidades nas contas das paróquias. "Vivemos num povoado muito pequeno, tudo se conta, tudo se sabe", disse, em declarações reportadas na Voz de Galicia.

 

Ao mesmo diário galego, o alcaide de Totanés, Gonzalo Rojas, disse saber, ainda que "de forma oficiosa", da demissão do padre. Reconheceu, ainda, ter conhecimento "de alguns rumores", que não especificou.

 

 

Visite a fonte da informação clicando aqui

Gasolina em Portugal é 20% mais cara que em Espanha

24.02.10, Planeta Cultural

Portugal continua em quarto lugar no 'ranking' europeu dos países com gasolina mais cara. Os dados são de Bruxelas.

 

Entre os 27 membros da União Europeia, Portugal ocupa a quarta posição na lista dos preços médios da gasolina, divulgado hoje pela Comissão Europeia.

 

Em Portugal, o litro da gasolina 95 sem chumbo custa, em média, 1,319 euros, enquanto que em Espanha o preço é de 1,107 euros. Isto quer dizer que os espanhóis pagam menos 19% por cada litro deste combustível.

 

Mais caro que em Portugal só na Holanda, Filândia e Dinamarca onde os preços médios por litro ultrapassam os 1,349 euros.

 

Já os três países com a gasolina mais barata são a Roménia, Chipre e Bulgária, com preços médios por litro que não chegam a um euro.

 

 

Visite a fonte da informação aqui

Rui Rio é testemunha de defesa de Rui Santos num processo com Pinto da Costa

24.02.10, Planeta Cultural

O presidente da Câmara Municipal do Porto, Rui Rio, é uma das testemunhas de defesa apresentadas por Rui Santos, num processo que opõe o líder do FC Porto, Pinto da Costa, a este jornalista.

 

Rui Santos, comentador do programa Tempo Extra, na SIC, e ainda autor do livro Estádio de Choque, é acusado de dois crimes de difamação agravada a Pinto da Costa.

 

Rui Santos terá injuriado Pinto da Costa em dois momentos, de acordo com a acusação: em excertos do livro publicado e também no programa televisivo.

 

Rui Santos disse na SIC que Pinto da Costa recebia, em anos anteriores a 2004, 400 euros mensais, baseando-se num documento que transcrevia declarações do presidente portista em tribunal.

 

Esta quarta-feira, na primeira sessão do julgamento - sem a presença de Rui Santos -, foram ouvidos, além de Pinto da Costa, o director geral da SAD para o futebol do FC Porto, Antero Henrique, o jornalista Nuno Maia e ainda o procurador Carlos Teixeira, testemunhas arroladas pela defesa.

 

Carlos Teixeira ouviu Pinto da Costa em 2004, no âmbito do processo "Apito Dourado".

O presidente do FC Porto disse hoje nos Juízes Criminais do Porto que Rui Santos "mentiu", em alusão àquela declaração dos 400 euros mensais.

 

"Eu nunca disse em tribunal que ganhava 400 euros por mês. Até o salário mínimo, nessa altura, era mais alto do que isso. Tudo isso é uma mentira", disse Pinto da Costa, acusando também Rui Santos de fazer "livros para insultar as pessoas".

 

O comentador Rui Santos é ouvido a 10 de Março, pelas 14:00, na segunda sessão do julgamento.

 

Além de Rui Santos, é também ouvido Rui Carvalho, elemento do "staff" do FC Porto e testemunha apresentada pela acusação.

 

Alexandre Magalhães, crítico da gestão de Pinto da Costa no FC Porto, e os jornalistas do Expresso Ricardo Costa e Rui Gustavo são as testemunhas arroladas pela defesa e ouvidas na segunda sessão.

 


Visite a fonte da informação aqui

Novabase Capital lança três novos fundos de risco de 30,9 milhões

24.02.10, Planeta Cultural

A Novabase Capital recebeu “luz verde” para criar três fundos de capital de risco num montante máximo de 30,9 milhões de euros. Os fundos serão orientados para o investimento em PME de base tecnológica na área das tecnologias de informação e comunicação.

A empresa do grupo Novabase havia-se candidatado ao SAFPRI (Sistema de Apoio ao Financiamento e Partilha de Risco da Inovação), integrado no QREN, o ciclo actualmente em vigor de auxílios comunitários que poderá transferir para Portugal 21,5 mil milhões de euros até 2013.

Em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a empresa explica o essencial dos contornos de cada fundo.

O “FCR Novabase Capital Early Stage” contará com uma dotação máxima de 12,71 milhões de euros, destinados a investimentos nas regiões Norte, Centro e Alentejo, com uma participação do Programa COMPETE de 6,85 milhões de euros (59,8%). Inclui ainda uma dotação máxima para a região de Lisboa de 1,26 milhões de euros com uma participação do POR Lisboa de 39,7%.

O “FCR Novabase Capital Corporate Venture” terá uma dotação máxima menor (8,1 milhões de euros), e será destinados a investimentos apenas nas regiões Norte, Centro e Alentejo.

Por último, o “FCR Novabase Capital Inovação e Internacionalização” contará com 10,1 milhões de euros e será também apenas destinado a investimentos nas regiões Norte, Centro e Alentejo.

 

Fonte: Jornal de Negócios

Ténis - Ladies Open: Portuguesas eliminadas na primeira ronda

24.02.10, Planeta Cultural
Todas as portuguesas fora eliminadas esta quarta-feira na primeira ronda do Portimão Tivoli Ladies Open, o torneio internacional feminino de 10 mil dólares (7.255 euros) em prémios monetários, a contar para o ‘ranking’ mundial do WTA Tour, organizado pelo Clube de Ténis Portimão e Rocha até ao próximo dia 28 de Fevereiro.

Magali De Lattre, a oitava cabeça-de-série e 496ª classificada no ‘ranking’ mundial perdeu com a francesa Irina Ramialison, d 19 anos, 667ª posicionada no WTA Tour, por 6-4 e 6-2, em uma hora e 25 minutos.

«O primeiro ‘set’ foi muito equilibrado e cheguei a ter ponto para fazer o 5-5. Esse primeiro ‘set’ acabou por ser determinante para o desenrolar do resto do encontro», disse a campeã nacional de 2005, que rivalizou e até superou a francesa em potência de jogo, mas que cometeu demasiadas faltas não provocadas.

De Lattre chegou a ser assistida no ‘court’ pela fisioterapeuta Joana Telo, a 2-5 do segundo ‘set’, para ser massajada na zona lombar.

A portuguesa nascida na Suíça tem uma lesão crónica nas costas há vários meses mas tem vindo a debelá-la aos poucos com a ajuda do médico do FC Porto, Nelson
Puga.

Ana Claro, 971ª no ‘ranking’ mundial, de 17 anos, que no ano passado passou uma ronda neste Portimão Tivoli Ladies Open, foi afastada, por 6-2 e 6-3, em 68 minutos, pela surpreendente italiana Alice Savoretti, de 17 anos, que nem está classificada no ‘ranking’ mundial, mas que passou pela sétima vez uma primeira ronda em torneios de 10 mil dólares.

«Comecei bem e adiantei-me para 2-0, mas depois ela reagiu e eu não fui capaz de continuar a jogar ao mesmo nível. No segundo ‘set’ consegui equilibrar as coisas mas mesmo assim nunca me senti a jogar bem», disse a melhor algarvia da actualidade.

Tal como Ana Claro, também Margarida Moura jogou o quadro principal graças a um ‘wild card’ atribuído pela Federação Portuguesa de ténis, mediante um protocolo estabelecido com o Clube de Ténis Portimão e Rocha.

A portuense, irmã mais nova de Inês Moura, é a 1108ª na tabela desta semana do WTA Tour e perdeu por 6-2 e 6-0, em 59 minutos, com uma espanhola com a mesma idade (16 anos), Pilar Dominguez-Lopez, 817ª no ‘ranking’ mundial.

«Ela tinha um ritmo de jogo muito mais elevado do que o meu. Essa foi a principal dificuldade com que me deparei. Apesar do resultado, até bati bem na bola, mas o andamento dela era superior», disse Margarida Moura.

As três portuguesas vão continuar em prova em torneios internacionais na próxima semana, na Turquia e em Espanha, mostrando que, apesar dos estudos, mantêm uma forte aposta no ténis.

Margarida Moura e Ana Claro regressam amanhã ao Clube de Ténis Portimão e Rocha para jogar os quartos-de-final do torneio de pares do Portimão Tivoli Ladies Open.

Terminou, assim, a participação em singulares das tenistas portuguesas nos tradicionais torneios internacionais femininos no Algarve. O melhor resultado foi a presença na final de Maria João Koehler, no Vale do Lobo Ladies Open, o primeiro destes eventos de 10 mil dólares.

No Albufeira Ladies Open, Magali De Lattre foi aos oitavos-de-final, enquanto no Portimão Tivoli Ladies Open ficaram-se todas pela ronda inaugural.


Fonte: O Jogo

Ténis - Ladies Open: Portuguesas eliminadas na primeira ronda

24.02.10, Planeta Cultural
Todas as portuguesas fora eliminadas esta quarta-feira na primeira ronda do Portimão Tivoli Ladies Open, o torneio internacional feminino de 10 mil dólares (7.255 euros) em prémios monetários, a contar para o ‘ranking’ mundial do WTA Tour, organizado pelo Clube de Ténis Portimão e Rocha até ao próximo dia 28 de Fevereiro.

Magali De Lattre, a oitava cabeça-de-série e 496ª classificada no ‘ranking’ mundial perdeu com a francesa Irina Ramialison, d 19 anos, 667ª posicionada no WTA Tour, por 6-4 e 6-2, em uma hora e 25 minutos.

«O primeiro ‘set’ foi muito equilibrado e cheguei a ter ponto para fazer o 5-5. Esse primeiro ‘set’ acabou por ser determinante para o desenrolar do resto do encontro», disse a campeã nacional de 2005, que rivalizou e até superou a francesa em potência de jogo, mas que cometeu demasiadas faltas não provocadas.

De Lattre chegou a ser assistida no ‘court’ pela fisioterapeuta Joana Telo, a 2-5 do segundo ‘set’, para ser massajada na zona lombar.

A portuguesa nascida na Suíça tem uma lesão crónica nas costas há vários meses mas tem vindo a debelá-la aos poucos com a ajuda do médico do FC Porto, Nelson
Puga.

Ana Claro, 971ª no ‘ranking’ mundial, de 17 anos, que no ano passado passou uma ronda neste Portimão Tivoli Ladies Open, foi afastada, por 6-2 e 6-3, em 68 minutos, pela surpreendente italiana Alice Savoretti, de 17 anos, que nem está classificada no ‘ranking’ mundial, mas que passou pela sétima vez uma primeira ronda em torneios de 10 mil dólares.

«Comecei bem e adiantei-me para 2-0, mas depois ela reagiu e eu não fui capaz de continuar a jogar ao mesmo nível. No segundo ‘set’ consegui equilibrar as coisas mas mesmo assim nunca me senti a jogar bem», disse a melhor algarvia da actualidade.

Tal como Ana Claro, também Margarida Moura jogou o quadro principal graças a um ‘wild card’ atribuído pela Federação Portuguesa de ténis, mediante um protocolo estabelecido com o Clube de Ténis Portimão e Rocha.

A portuense, irmã mais nova de Inês Moura, é a 1108ª na tabela desta semana do WTA Tour e perdeu por 6-2 e 6-0, em 59 minutos, com uma espanhola com a mesma idade (16 anos), Pilar Dominguez-Lopez, 817ª no ‘ranking’ mundial.

«Ela tinha um ritmo de jogo muito mais elevado do que o meu. Essa foi a principal dificuldade com que me deparei. Apesar do resultado, até bati bem na bola, mas o andamento dela era superior», disse Margarida Moura.

As três portuguesas vão continuar em prova em torneios internacionais na próxima semana, na Turquia e em Espanha, mostrando que, apesar dos estudos, mantêm uma forte aposta no ténis.

Margarida Moura e Ana Claro regressam amanhã ao Clube de Ténis Portimão e Rocha para jogar os quartos-de-final do torneio de pares do Portimão Tivoli Ladies Open.

Terminou, assim, a participação em singulares das tenistas portuguesas nos tradicionais torneios internacionais femininos no Algarve. O melhor resultado foi a presença na final de Maria João Koehler, no Vale do Lobo Ladies Open, o primeiro destes eventos de 10 mil dólares.

No Albufeira Ladies Open, Magali De Lattre foi aos oitavos-de-final, enquanto no Portimão Tivoli Ladies Open ficaram-se todas pela ronda inaugural.


Fonte: O Jogo