Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Planeta Cultural

Acima de tudo, cultura geral

Planeta Cultural

Acima de tudo, cultura geral

Milhares de pessoas impedem passeata neonazista em Dresden

13.02.10, Planeta Cultural

Mais de 10 mil pessoas formam um cordão humano para lembrar vítimas da Segunda Guerra Mundial em Dresden e impedir uma passeata de grupos neonazistas pelo centro da cidade alemã.

No dia em que se completam 65 anos do bombardeio que arrasou Dresden durante a Segunda Guerra Mundial, mais de 10 mil pessoas se deram as mãos para formar uma corrente humana em torno do centro histórico da cidade.

 

O ato ocorrido neste sábado (13/02) prestou uma homenagem às pessoas mortos durante o bombardeio na cidade e também serviu de protesto contra os grupos de militantes de extrema direita, que planejavam uma passeata pela cidade.

 

"Vamos fazer de Dresden uma cidade pacífica e aberta, um bastião contra a intolerância e a estupidez. Nós confrontaremos os jovens e velhos nazistas que estão tentando explorar esse dia de luto", disse a prefeita Helma Orosz.

 

Enquanto as pessoas se davam as mãos, os sinos das igrejas de Dresden repicavam em memória das vítimas do bombardeio aliado.

 

Marcha neonazista

 

Neste ano, cerca de 5 mil representantes da extrema direita se reuniram diante da estação ferroviária de Neustadt, de onde pretendiam seguir em passeata até o centro da cidade. No entanto, aproximadamente 2 mil manifestantes da esquerda conseguiram bloquear trechos por onde a marcha dos neonazistas passaria.

 

Também foram colocados obstáculos nas linhas de trem para impedir a chegada de neonazistas à cidade. A polícia teve que usar jatos de água para evitar o confronto entre os dois grupos.

 

Representantes da força policial pediram ao grupo neonazista que cancelasse a marcha, alegando que a segurança dos manifestantes ao longo do percurso não seria garantida. Ao final, os extremistas acabaram desistindo da passeata.

 

Cerca de 4 mil policiais participaram da operação. Até o início da tarde, 20 pessoas haviam sido detidas na cidade.

 

Desde 1990, grupos de extrema direita usam a data para fazer protestos em Dresden. Eles classificam os bombardeios de 13 e 14 de fevereiro de 1945 de "Holocausto" dos Aliados.

 

Destruição durante a guerra

 

Em 1945, Dresden ficou completamente destruída depois de dois dias de intenso bombardeio. O primeiro deles foi em 13 de fevereiro, terça-feira de carnaval. Estima-se que 25 mil pessoas tenham morrido em decorrência da destruição provocada pelos aliados – forças britânicas e americanas. 

 

Um dos símbolos da cidade, a igreja Frauenkirche, levou 40 anos para ser reconstruída, um projeto que recebeu ajuda financeira do Reino Unido e Estados Unidos.

 

 

Para visitar a fonte da informação, click aqui

Frio polar no fim-de-semana e Carnaval molhado

13.02.10, Planeta Cultural

As temperaturas mínimas deverão começar a subir na segunda-feira, segundo o Instituto de Meteorologia (IM), que prevê frio polar durante o fim-de-semana e aguaceiros em todo o território na terça-feira de Carnaval.

 

De acordo com a última informação do IM, uma massa de ar polar frio e seco vai influenciar o estado do tempo durante o fim de semana e domingo uma depressão frontal provocará chuva a partir da tarde, situação que se estenderá a todo o território segunda feira.

Com a chuva em todo o território os termómetros deverão subir segunda feira, sobretudo no que refere às temperaturas mínimas, mas ainda cairá neve nas terras altas do Norte e Centro.

O vento também deverá soprar mais forte na segunda feira.

O Carnaval será molhado, com aguaceiros em todo o território Continental e queda de neve acima dos 1000 metros.

Para o arquipélago da Madeira a situação não será muito diferente, com um fim de semana de muito vento e aguaceiros, que serão mais frequentes e intensos no domingo.

Os aguaceiros mantêm-se na segunda, mas na terça feira deverão ser menos frequentes.

Nos Açores a previsão é idêntica, com céu nublado e aguaceiros durante todo o período de Carnaval, com especial possibilidade de trovoadas no sábado.

Também por causa das baixas temperaturas, a Protecção Civil emitiu um comunicado a relembrar as recomendações para situações como esta, sobretudo a necessidade de utilizar várias camadas de roupa, evitar actividades físicas intensas e ventilar as habitações quando se utilizam lareiras ou braseiras.

 

Fonte: SIC