Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Planeta Cultural

Acima de tudo, cultura geral

SIC - Uma flor para a Madeira

28.02.10 | Planeta Cultural

Bem, dizer tudo o que penso em relação ao infortúnio da Madeira é-me um pouco difícil, mas, depois de ver o que a SIC realizou para minimizar o sofrimento vivido pelos nossos irmãos, sinceramente fiquei aliviado…

 
Parabéns SIC
Um abraço aos Madeirenses  
Parabéns
Contribua: 760 206 060 custo chamada 0.6€ + Iva
 

Matemática com novas regras no próximo ano

27.02.10 | Planeta Cultural

Programa visa melhorar a articulação entre ciclos; pais aplaudem, mas o presidente da SPM acha-o "pouco estruturado e pouco exigente"

 

O coordenador do programa de Matemática para o Básico reconhece que "pode não ser o programa ideal, mas é uma muito boa evolução". Já Nuno Crato considera que "não é grande avanço". Os novos manuais vão durar, pelo menos, para os próximos seis anos.

 

A partir do próximo ano lectivo, o novo programa da Matemática para o Ensino Básico vai entrar em vigor em todas as escolas. Segundo o coordenador do Programa de Matemática A/B, após a experimentação em algumas escolas nos anos anteriores com manuais antigos, em 2010/2011, "tudo começará como deve ser com manuais produzidos para o efeito; o programa entrará em vigor em todas as escolas e a situação será normalizada".

 

Para Jaime Carvalho e Silva, uma das principais alterações é a articulação entre os diferentes programas para cada um dos três ciclos do Ensino Básico. "Uma das coisas que os professores mais se queixavam", diz. Há também alterações no que diz respeito ao ensino da Geometria que estava "um pouco perdido no meio do resto da Matemática".

De acordo com o professor, a construção em bloco traz um programa "mais equilibrado", salvaguardando que isso não significa necessariamente que este seja mais fácil de aplicar.

 

Carvalho e Silva defendeu, ainda, que este programa vai exigir "muito esforço de todas as partes" e adiantou que a classe docente está à espera do aumento do espaço horário da Matemática. Por último, o coordenador considerou que a opinião generalizada entre os docentes é que "este pode não ser o programa ideal, mas é uma muito boa evolução em relação ao que existe actualmente".

 

Todavia, o presidente da Sociedade Portuguesa de Matemática não partilha da mesma opinião e crê que o novo programa "não é um grande avanço". "É um programa cheio de recomendações pedagógicas antiquadas, é pouco estruturado e pouco exigente", advertiu, em declarações ao JN, Nuno Crato.

 

Apesar de admitir que corrigiu alguns erros do anterior programa, o professor considera que, por outro lado, o novo programa de Matemática "manteve outros e acentuou erros novos", por exemplo, "aumentando as recomendações pedagógicas vagas e difusas e com actividades pouco estruturadas".

 

Os pais olham com agrado para a mudança até porque reconhecem que nem tudo ia bem na Matemática. "O país perdeu muito porque milhares de jovens afastaram-se da sua vocação por causa do temor à Matemática. Temos a mais alta expectativa com as mudanças que estão a ser introduzidas", afirmou ao JN o presidente da Confederação Nacional das Associações de Pais (Confap), Albino Almeida.

 

Acrescentou que a Confap tem vindo a acompanhar a implementação do programa há dois anos e que acredita que "foram dados passos no bom sentido para a melhoria do ensino". Albino Almeida lembrou ainda a luta pela generalização do ensino Pré-Escolar: "É muito importante para melhorar os desempenhos da literacia matemática".

 

 

Fonte: Jornal de Notícias

Jornalista da EI entra na conta de outro cliente CGD

26.02.10 | Planeta Cultural

Não foi de propósito e não foi usado qualquer esquema de phishing. Uma mera consulta de rotina levou o jornalista da Exame Informática (EI) à conta de outro cliente da Caixa Geral de Depósitos (CGD).


 
Não tentámos realizar qualquer operação financeira, no entanto, conseguimos navegar entre duas contas que o cliente tem naquele registo online. 

A navegação na conta bancária alheia durou três a quatro minutos: a meio da sessão, o jornalista da EI foi encaminhado para a página inicial do Caixadirecta on-line, enquanto navegava nas duas contas associadas ao registo da potencial vitima.

A visualização das contas serviu apenas e só para certificar-se de que a conta era válida e estava activa. 

Passados minutos, receoso e curioso, o jornalista da EI acedeu à sua conta legítima noutro computador. Sem qualquer erro ou encaminhamento para a conta de outro utilizador. O saldo estava intacto.

Desconhece-se o sucedido com a conta do utilizador que aqui mantemos sob anonimato - apenas podemos garantir que não fizemos qualquer movimento.

Por motivos de segurança, a imagem que apresentamos nesta página foi alterada, a fim de evitar que o cliente possa ser reconhecido e, eventualmente, possa ser alvo de desfalque.

Estamos a tentar contactar a Caixa Geral de Depósitos, no sentido de encontrar a justificação oficial para este assunto.

ACTUALIZAÇÃO às 17:35:

Fonte oficial da Caixa Geral de Depósitos reagiu a esta notícia com um comunicado que transcrevemos na íntegra:

"Em resposta ao artigo hoje publicado na Exame Informática dando nota numa intrusão na conta de um cliente no sistema Caixa Directa On line, temos a esclarecer o seguinte:

1.Os números de contrato dos intervenientes variavam apenas em um dígito.
2.Não tendo a Caixa acesso às passwords dos clientes, os mecanismos de auditoria permitem concluir que as mesmas são iguais.
3.Independentemente de ter obtido acesso, os mecanismos de controlo existentes não permitem fazer qualquer movimentação que afecte o património do cliente.
4.A Caixa reafirma que o nível de segurança da plataforma Caixa Directa On line corresponde aos mais elevados existentes no mercado.


Agradecemos que estes pontos sejam publicados na íntegra já que os nossos clientes e os vossos leitores devem igualmente ser informados da nossa resposta."
 

Visite a fonte da informação aqui

Novos netbooks com 14 horas de Autonomia

26.02.10 | Planeta Cultural

Os novos modelos foram revelados por um blogue francês antes do tempo, já que este netbooks deverão ser apresentados na CeBIT.


 
A ser verdade, os novos netbooks estão com um ar mais crescido. Agora, incluem um chassis em metal escovado e um touchpad de grandes dimensões.

Apesar de o site Blogee não ter muitos pormenores, destacam-se os ecrãs mate, os teclados em formato de chiclete e uma autonomia máxima de 14 horas com o Wi-Fi desligado.

Mais pormenores emergirão, certamente, na próxima semana, altura em que começa a CeBIT, a maior feira de electrónica de consumo do mundo.
 

«This Is It», Michael Jackson

26.02.10 | Planeta Cultural

Depois do filme, o DVD. Relatos falavam num Michael Jackson debilitado mas não é isso que «This Is It» mostra.

 

O que muito provavelmente seria um making of de um DVD com os espectáculos de Londres, acabou por crescer para um filme documental que, ao contrário do que alguns operadores de marketing anunciaram, não é um concerto integral.

 

«This Is It» tem sim imagens dos ensaios que, por força das circunstâncias, acabaram por ser infrutíferos, isto é a preparação a que o artista se entregou acabou por ser definitivamente interrompida. Este é um primeiro resumo das últimas cem horas registadas pelas câmaras, da vida de Michael Jackson.

 

O que é mais arrepiante em «This Is It» é que, ao contrário de muitos relatos, Jackson aparece numa forma tremenda. Cada passo de dança é suficiente para esquecer todos os escândalos, boatos e bizarrias que acabaram por ditar as anomalias que se conhecem a partir da década de 90.

 

Vê-se o cantor, o bailarino, o músico, o génio mas falta o homem, isto é, raríssimas vezes podemos ver Michael Jackson despido da pele de artista. O que é uma pena sobretudo num tempo em que tanto se fala do seu percurso existencial, ainda, e da sua obra, outra vez.

 

Michael Jackson
«This Is It»
Sony/Columbia

 

 

Visite a fonte da informação aqui

 

Benfica prescinde de recurso para não prejudicar Hulk e Sapunaru

26.02.10 | Planeta Cultural

A SAD do Benfica prescindiu de apresentar recurso da sanção aplicada pela Comissão Disciplinar da Liga Portuguesa de Futebol Profissional, porque isso "poderia significar o agravamento" dos castigos impostos aos portistas Hulk e Sapunaru.

 

A 19 de Fevereiro, a CD da LPFP decidiu suspender Hulk por quatro meses e multa de 2250 euros, Sapunaru por seis meses e 4750 euros e o Benfica com multa de 1500 euros.

 

Em causa estão os incidentes no túnel de acesso ao relvado do Estádio da Luz, a 20 de Dezembro, depois do embate entre Benfica e FC Porto, da 14.ª jornada da Liga portuguesa de futebol, que os "encarnados" venceram por 1-0.

 

O Benfica foi multado em 1500 euros (num quadro que ia de 250 a 2500 euros) por ter tido "conduta negligente", que proporcionou um "comportamento desnecessário" por parte dos assistentes de recinto desportivo (ARD).

 

Hoje, em comunicado, o Benfica diz que "ficou provado de forma inequívoca a não existência por parte dos ARD de quaisquer 'agressões ou insultos'".

 

"Mais, registe-se a nota de estranheza inscrita no acórdão em relação ao facto de 'não ter ficado elucidada a razão de permanência no hall de acesso aos balneários de elementos do staff da FC Porto SAD e alguns jogadores', facto que a Comissão Disciplinar afirma ter concorrido para toda a situação verificada posteriormente", diz o documento.

O clube da Luz diz igualmente que a "eventual procedência do recurso poderia significar o agravamento das sanções já aplicadas aos atletas do FC Porto".

 

Além disso, esclarece o emblema "encarnado", a "verdadeira dimensão da responsabilidade dos atletas do FC Porto e de outros agentes envolvidos será ainda apurada no âmbito dos processos-crime que continuam a seguir o seu curso junto do Ministério Público".

 

O Benfica, que sublinha não ter quaisquer "responsabilidades" nos incidentes, explica igualmente tudo ter feito para "evitar os acontecimentos verificados".

"O arrastar deste processo serve apenas os interesses daqueles que são os verdadeiros responsáveis pelos incidentes", concluiu o comunicado publicado na página oficial do clube na internet.

 

Ao contrário do Benfica, o FC Porto entregou hoje na Liga Portuguesa de Futebol Profissional o recurso das suspensões aplicados a Hulk e Sapunaru, segundo revelou fonte do clube "azul e branco" à Agência Lusa.

 

" Liga de Clubes compete agora remeter os recursos para o Conselho de Justiça da Federação Portuguesa de Futebol, órgão ao qual caberá a decisão final dos castigos.

 

 

Visite a fonte da informação clicando aqui

Norte e Centro do país em alerta vermelho

26.02.10 | Planeta Cultural

O Instituto de Meteorologia lançou um alerta vermelho para sábado em dez distritos do Norte e Centro do país devido à intensidade do vento. Este é o nível de alerta mais grave, numa escala de cinco níveis.

 

O mau tempo chega na próxima madrugada, mas o alerta é válido até à meia-noite de sábado. De acordo com o Instituto de Meteorologia (IM), uma depressão que se encontra a oeste da ilha da Madeira vai deslocar-se “rapidamente para Nordeste ao longo da costa, atingindo com maior intensidade as regiões do litoral Norte”.

 

O IM informa que o Sul do país também será afectado, pelo que os outros distritos de Portugal Continental e a Madeira se encontram em alerta laranja.

 

Nos distritos afectados pelo alerta vermelho (Leiria, Castelo Branco, Coimbra, Guarda, Viseu, Aveiro, Vila Real, Braga, Porto e Viana do Castelo), prevê-se a possibilidade de rajadas de vento até 150 quilómetros por hora no litoral e terras altas. Existirão períodos de chuva forte, que passarão a aguaceiros na tarde de sábado.

 

Nas zonas do litoral, a ondulação do mar irá variar entre cinco a sete metros.

 

 

Fonte: JN

Empresas de "outsourcing" de TI querem pôr Portugal no radar internacional

26.02.10 | Planeta Cultural
As maiores empresas prestam serviços de “outsourcing” de tecnologias de informação querem colocar Portugal no radar internacional para a localização de centros de competência deste tipo de serviços, uma vez que de acordo com um estudo elaborado pela Associação Portugal Outsourcing, o país “tem potencial para se afirmar como uma referência internacional neste sector”. A Associação Portugal Outsourcing constituiu um grupo de trabalho com representantes das empresas membros para elaborar este estudo que deverá ser publicado no final de Março.

O estudo “Portugal como Destino Internacional de Outsourcing” analisou, como principais concorrentes do nosso País na captação de projectos e centros de competências a nível internacional, a Espanha, Hungria, Holanda, Irlanda, Polónia, Reino Unido, República Checa e Roménia.

“Não fizemos uma investigação fundamentada em dados novos, recolhemos toda a informação disponível em estudos já existentes”, explicou Vítor Prisca, responsável pelo grupo de trabalho que realizou o estudo. Ao fazer esta recolha, a Portugal Outsourcing constatou que “os analistas não cobre Portugal, nem pelo potencial do país, nem pela concorrência e nós não queremos aparecer em primeiro lugar, mas queremos aparecer, porque isso ajuda o nosso desempenho”.

Nos vários indicadores analisados pelo estudo – mais de 80 – “mostram que o país está em mudança” e “não há evidencia para que Portugal não seja sequer considerado do ponto de vista do ‘outsourcing’”, acrescentou o responsável.

A localização geográfica, as infra-estruturas de comunicações e a capacidade dos portugueses para as línguas são alguns dos pontos fortes constatados nesta análise da Portugal outsourcing. Contudo, a “pouca flexibilidade laboral, os elevados custos de saída e a dificuldade de captar investimento estrangeiro” são apresentados como fragilidades do mercado nacional face aos principais concorrentes.

“Queremos contribuir para criar um cluster de ‘outsourcing’”, concluiu o responsável. Este estudo será entregue aos principais analistas do sector, ao AICEP para entregar nos principais países, em pequenos roadshows e em eventos de outsourcing.As empresas que incluem o Portugal Outsourcing prevêem criar 12 mil novos empregos líquidos em Portugal e alcançar mais de 1.300 milhões de euros em exportações, caso todas as condições forem dadas a esta indústria.
O objectivo é criar uma indústria de serviços de ponta em Portugal, responsável por 1,3% do PIB.A Portugal Outsourcing tem como associados as empresas Accenture, Altran, Capgemini, Deloitte, Everis, Glintt, HP, IBM, Indra, Logica, Mainroad, Novabase, Oni, Portugal Telecom, Reditus, Sibs Processos, Siemens e Xerox.
 
Fonte: Jornal de Negócios

Comunicado aos nossos leitores

1- Planeta Cultural é um Blog que tem por objectivo prioritário a divulgação do que de melhor vai acontecendo em Portugal e no mundo, compreendendo nomeadamente a apresentação de algumas imagens, textos, compilações / resumos com origem ou preparados com base em diversas fontes, em particular nas páginas da Internet e motores de busca, publicações literárias ou de órgãos de Comunicação Social, que nem sempre será viável citar ou referenciar. Convicto da compreensão da inexistência de intenção de prejudicar terceiros, não obstante, agradeço antecipadamente a qualquer entidade que se sinta lesada pela apresentação de algum conteúdo, o favor de me contactar via e-mail (constante no meu perfil público), na sequência de que procederei à sua imediata remoção.

2 - Os comentários expressos neste "Blog", vinculam exclusivamente os seus autores, não reflectindo necessariamente a opinião nem a concordância face aos mesmos do autor deste sítio, "Blog", pelo que, publicamente aqui declino qualquer responsabilidade sobre o respectivo conteúdo. Reserva-me também o direito de eliminar qualquer comentário que possa considerar difamatório, ofensivo, calunioso ou prejudicial a terceiros, bem como textos de carácter promocional que também poderão ser excluídos.

Atenciosamente;

---------------------------------R. C.
-------------Administrador do Planeta Cultural

Pág. 1/18